terça-feira, 30 de setembro de 2008

Protesto contra o candidato do Cabral.

Cerca de 500 motoristas de vans e kombis, realizaram carreata durante todo o dia na Barra da Tijuca e em Jacarepaguá. A manifestação foi organizada pelo Sindicato das Cooperativas de Transporte Público Coletivo de Passageiros do Município (Sindtransrio) para protestar contra a campanha do candidato a prefeito do Rio, Eduardo Paes. De acordo com a categoria, se eleito, Paes poderá perseguir o transporte alternativo.
Fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) apreenderam 26 bandeiras pretas com o número do candidato peemedebista riscado. Segundo os fiscais, a determinação do tribunal foi apreender material em desacordo com a lei eleitoral que proíbe participantes de transporte público autorizados de realizar campanhas contra ou a favor de candidatos. Apesar da apreensão, os motoristas continuaram a carreata com adesivos com a inscrição "Fora Paes" colados em vans. Dois modelos de folhetos apócrifos com acusações contra o candidato também foram distribuídos.

Maus tratos contra recrutas da Polícia Militar

A Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa anunciou nesta segunda-feira que vai investigar as denúncias de tortura e maus-tratos contra recrutas da Polícia Militar, que estão fazendo curso para ingressar no Batalhão da Polícia Rodoviária Militar, em Niterói. O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), presidente interino da comissão, disse que vai ouvir nesta terça Vanderlei Ribeiro, presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM.
Trinta e nove recrutas em treinamento teriam sofrido tortura e humilhações, e estariam sendo pressionados pelos superiores a não denunciar o caso. Vanderlei contou que a queixa foi encaminhada em agosto à Assembléia Legislativa e ao Ministério Público. O deputado Marcelo Freixo deve se encontrar também com os pais das vítimas e os policiais militares supostamente envolvidos nos casos de tortura.
Segundo o documento da associação, um tenente é apontado como o autor de diversas arbitrariedades contra alunos, que teriam sido submetidos a "situações que extrapolam os limites da disciplina militar, atingindo a liberdade física e psíquica dos militares". Ainda segundo Vanderlei, o oficial tem aplicado punições sem qualquer justificativa.

Vídeo mostra recrutas sendo humilhados durante treinamento da PM em Campos
( 06/02/07 )
Imagens gravadas por uma câmera de celular e colocadas na internet denunciam maus tratos durante treinamento de recrutas do 8º Batalhão de Polícia Militar de Campos, no Norte Fluminense. O vídeo, que foi postado no site You Tube, da Google, mostra imagens de alunos da turma de formação de soldados sendo submetidos a humilhações como andar de quatro pelo batalhão. ( Assista ao vídeo )

Segundo a denúncia, os recrutas teriam sido castigados por não terem cumprido corretamente uma das tarefas passadas pelos instrutores. A ordem era cantar o hino da PM antes de entrar no refeitório.
O comando do 8º Batalhão instaurou o inquérito administrativo e alguns dos recrutas já prestaram depoimento. Dois oficiais foram afastados das atividades até o fim das investigações. A comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil em Campos está acompanhando o caso.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Carminha Jerominho fora das eleições

No Orkut, foi criado perfil com o título ‘Amigos de Carminha BatGirl’. Mais uma referência ao símbolo da milícia da Zona Oeste. Na página, ela é apresentada como a ‘vereadora de Campo Grande’.


O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro tornou nula a filiação ao PT do B de Carmen Gloria Guinâncio Guimarães, conhecida como Carminha Jerominho, impossibilitando-a de concorrer ao cargo de vereadora pelo Rio de Janeiro. O recurso, proposto pelo Ministério Público, foi julgado procedente por unanimidade, pelo fato de seu nome não constar da lista partidária no período de pedido de registro. A filiação partidária é uma condição essencial para concorrer a qualquer cargo eletivo. Da decisão cabe recurso ao TSE.



http://oglobo.globo.com/pais/eleicoes2008/mat/2008/09/29/carminha_jerominho_perde_registro_de_candidatura-548467195.asp

GAZETEIROS

O jornal Extra, que pertence às organizações Globo, não circulou domingo na Baixada Fluminense, por causa de operação político mafiosa.Grupos armados obrigaram jornaleiros a venderem todos os exemplares no centro de distribuição de jornais em Belford Roxo.A corrida para comprar o jornal foi por causa da manchete “Deputados em campanha mentem para garantir salário de R$ 13 mil”.

A reportagem relacionada à manchete denunciou que os candidatos Marcelo Simão (PHS), Rodrigo Neves (PT) e Alessandro Calazans (PMN), todos deputados, faltaram a sessões da Alerj e inventaram compromissos para ter as faltas abonadas e garantir o salário integral de R$ 13 mil.Marcelo Simão é candidato a prefeito em São João de Meriti.Rodrigo Neves, em Niterói.

http://alertatotal.blogspot.com/

domingo, 28 de setembro de 2008

Paulo Ramos volta a defender debate com todos os candidatos

O candidato do PDT à Prefeitura do Rio, deputado Paulo Ramos, voltou a defender a realização de debates eleitorais com todos os candidatos. Durante a carreata que liderou na manhã deste sábado na Praia do Recreio, o pedetista disse que debates são fundamentais para a campanha e que muitos deles têm sido realizados em universidades, escolas, sindicatos, associações de moradores e outras organizações da sociedade. Ele elogiou o debate realizado pelo Jornal do Brasil, como exemplo de que é possível juntar todos os candidatos para uma discussão democrática sobre programas de governo e propostas para a cidade.
- Defendo a participação de todos divididos em dois encontros, através de sorteio, e não pela colocação de cada um em pesquisas nas quais não podemos confiar. Lutamos muito pela democracia, enfrentamos a ditadura, ajudamos a construir a nova Constituição brasileira. Nossa luta foi para dar voz a todos e não podemos abrir mão de nossos direitos. A lei grante a participação da candidatura do PDT em debates - afirmou Ramos.





O IMPORTANTE É GANHAR!

Ficha suja não é problema

Rio - Entre a ética e o desejo de garantir uma forte bancada na Câmara Municipal em 2009, os partidos parecem trilhar o caminho da multiplicação. A uma semana das eleições, lideranças partidárias ouvidas por O DIA dizem que não expulsarão de seus quadros suspeitos de envolvimento com atividades criminosas. Aliada à força do voto desses candidatos, a passividade abre caminho para a eleição de acusados por homicídios, formação de currais eleitorais e ligação com milícias.
Um dos casos emblemáticos é o da candidata Carminha Jerominho (PTdoB). Mesmo presa em agosto pela Polícia Federal, acusada de coagir eleitores na Zona Oeste do Rio, a filha do vereador Jerônimo Guimarães Filho, o Jerominho (PMDB), continua sendo uma das grandes apostas do seu partido para o próximo domingo: “Como advogado, achei as provas contra ela muito frágeis. Carminha não vai ser condenada por isso”, garante o presidente estadual do PTdoB, Vinicius Cordeiro, apesar de a candidata permanecer há quase um mês na Penitenciária de Segurança Máxima de Catanduvas (PR).
Em situação parecida está o PMDB de Jerominho — preso há nove meses em Bangu 8 e ainda com vaga na Câmara de Vereadores e na legenda. O presidente do diretório municipal do partido, deputado estadual Jorge Picciani, recusou-se a comentar a situação: “Ele não é candidato. Só vou falar sobre quem é candidato”.
Outro partido com filiado investigado por envolvimento com milícias é o DEM do prefeito Cesar Maia. O vereador Josinaldo Francisco da Cruz, o Nadinho de Rio das Pedras — acusado de matar, em 2007, o inspetor Félix Tostes — é um dos favoritos para puxar os votos. Ao ser perguntado sobre qual o critério para expulsar do DEM, Cesar se limitou a responder: “Inquérito conclusivo”.
Só que Nadinho já foi, em 2007, indiciado pela Polícia Civil e denunciado pelo Ministério Público por homicídio qualificado. Hoje, é réu em processo no 4º Tribunal do Júri. “Preventivamente, ele não apareceu na nossa TV”, tentou amenizar o prefeito.

LENTIDÃO DA JUSTIÇA AJUDA
Cristiano Girão (PMN) — suspeito de integrar milícia na Gardênia Azul, em Jacarepaguá —, por exemplo, não tem com que se preocupar. Segundo Graça Lara, presidente do partido, só a condenação judicial definitiva pode expulsar alguém do PMN. Ela e outros políticos ignoram a tradicional lentidão da Justiça.


sábado, 27 de setembro de 2008

Presidente do Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro

Jorge Darze: Linchamento


Julgamento sumário, sem direito à defesa, seguido de linchamento moral em praça pública. Foi a atitude do senhor Cabral contra médicos do Hospital Getúlio Vargas, durante mais uma de suas recentes inaugurações. “Lenga-lenga”, “me engana que eu gosto” e, agora, “vagabundos” e “safados”, constituem o “rico” vocabulário, com o qual ele demonstra o seu desatino.

Com a velha fórmula de tentar responsabilizar médicos pela crise nas unidades de saúde de sua competência, ele se esquece de que, para ganhar as eleições, fez promessas que não foram cumpridas. Os cinco médicos envolvidos são clínicos gerais, jovens competentes e responsáveis, lotados em setor extremamente deficitário, com inúmeras demissões voluntárias.

Não foi cometida, portanto, qualquer ilegalidade. Ao contrário, quem deve ser responsabilizado é o governador Sérgio Cabral, que, ao longo de quase dois anos de mandato, não conseguiu conter o genocídio na rede pública e tirar da falência a política de recursos humanos.

Os “vagabundos” e “safados” trabalhavam há mais de dois meses sem receber seus salários e sem os direitos trabalhistas. Vê-se que falta credencial moral ao senhor Sérgio Cabral para ousar desrespeitar qualquer categoria profissional, principalmente os médicos, que, apesar de tudo salvam milhares de vidas todos os dias.

O interessante é que, como senador, com salário muito superior ao dos médicos do Rio, Sérgio Cabral contabilizou 178 faltas, de 2003 até a sua saída, em importantes votações. Apenas em 2006, faltou a 52% das sessões. Nesse caso, parece que o motivo não foi doença. Será que algum senador o chamou de vagabundo ou gazeteiro? Talvez não, porque são mais educados.

http://odia.terra.com.br/opiniao/htm/jorge_darze_linchamento_202392.asp

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Mordomia com o dinheiro público???





UMA PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR:
O helicóptero que leva o cabeleireiro é do governo do estado ?

Fonte: Revista VEJA edição 2079 - 24 de setembro de 2008

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

A embolada eleição carioca

Muitas emoções aguardam os eleitores cariocas nestes próximos dias. Entre as principais capitais brasileiras, é o Rio onde há o maior índice de indefinição sobre quem estará no segundo turno. Um bom artigo de Bernardo Joffily no Vermelho analisa os números da última pesquisa do Datafolha e demonstra que os principais candidatos que lideram a pesquisa terão muitas dificuldades nesta reta final.
Outro fato que pode alterar tudo é o julgamento pelo TSE, até esta quinta, do pedido de impugnação da candidatura de Eduardo Paes (PMDB), pedida pela candidata do atual prefeito, Solange Amaral (DEM), baseada na data de desincompatibilização do candidato do PMDB. Ele tinha até o dia 4 de junho para deixar o cargo de secretário de esportes do governo estadual, mas só o fez três dias depois, tendo ainda no dia 5 viajado para Atenas como secretário, e com verba pública.
Neste quadro, o candidato do PSDB, Fernando Gabeira, voltou a empolgar os arquitetos de seu nome. A mídia conservadora, que o apóia, volta a destacá-lo em suas páginas. Seu engodo volta a ser embrulhado em papel para presente. Vale reler aqui o que este blog publicou a esse respeito.É eleição onde tudo pode indicar a vitória de uma candidatura progressista. Lamento apenas que a esquerda carioca não tenha conseguido se unir no primeiro turno, somando forças para eleger Jandira Feghali (PCdoB). Se esta chance não se transformar em vitória, teremos a quem cobrar.

http://abundacanalha.blogspot.com/

Polícia civil de São Paulo em greve.

Ontem, mais de 400 policiais civis, muitos deles com nariz de palhaço, fizeram um protesto na frente do prédio da Secretaria da Segurança Pública, na Rua Líbero Badaró, com faixas, carro de som, e muitos apitos. Parte da categoria está em greve desde o último dia 16 e os policiais pedem reposição de 60% nos salários. Onze ônibus com policiais partiram do interior, por volta das 4h, especialmente para o protesto. Os policiais carregavam faixas de protesto com as inscrições "Temos o penúltimo salário do Brasil" e "Polícia exige respeito".


Nove dias de greve
A greve da Polícia Civil do estado de São Paulo entra nesta quarta-feira em seu nono dia e já causa racha na cúpula da corporação. Apesar de minimizar a adesão dos policiais ao movimento, o governo deu ontem mostras de que o movimento preocupa. O secretário da Segurança Pública, Ronaldo Marzagão, transferiu o presidente da Associação dos Delegados, Sérgio Roque, do Departamento de Inteligência Policial (Dipol) para o Decap (Departamento de Polícia Judiciária da Capital). O diretor do Dipol, Domingos Paulo Neto, não aceitou assinar o desligamento de seu assistente e pediu afastamento do cargo.

Cremerj processará Cabral por injúria

O Conselho Regional de Medicina (Cremerj) informou ontem que pretende entrar com um processo criminal contra o governador Sergio Cabral, por ter chamado os cinco médicos – que faltaram o plantão de domingo no Hospital Getúlio Vargas, na Penha – de vagabundos. Segundo o diretor do Cremerj, Luis Fernando Moraes, o governador deve responder por injúria e incitar a população contra os médicos. Já o presidente do Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro, Jorge Darze, pretende denunciar o governo ao Ministério Público.
– É um ato inaceitável. Não é digno um administrador dar este tipo de exemplo. Existem regras de civilidade que devem ser cumpridas – afirmou Darze.
Ontem, o Cremerj promoveu reunião com quatro dos cinco médicos plantonistas do Getúlio Vargas. Luis Fernando informou que vai realizar processo administrativo para apurar as causas da falta dos profissionais, mas adiantou que dois já haviam pedido demissão há duas semanas e os outros três comunicaram ao chefe de plantão que não se apresentariam por estarem doentes.
De acordo com Darze, a cooperativa é quem deveriam buscar substitutos na falta dos médicos. Sérgio Cabral voltou a dizer, ontem, que a demissão é a única saída contra médicos faltosos. Ele disse ainda que a intenção é por fim ao sistema de contratação por cooperativas.

Jornal do Brasil

http://jbonline.terra.com.br/extra/2008/09/24/e240916484.html

Festa de miliciano teve delegados de polícia e coronéis da PM

Na ALERJ ontem, o vereador Nadinho e a deputada Marina Magessi, prestaram depoimento na CPI das Milícias.
Apesar de ter coordenado o Serviço de Inteligência da Polícia Civil durante um período do governo passado, Marina disse que nunca investigou as milícias. O presidente da CPI das Milícias, deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), considera que isso reforça a tese de que os governos anteriores nunca tiveram como prioridade o enfrentamento das milícias. Ele espera que o deputado federal Marcelo Itagiba (PMDB), que foi secretário de Segurança Pública no governo passado, aceite o convite já feito para depor na CPI.







terça-feira, 23 de setembro de 2008

Polícia entra em favela e encontra posto de saúde fechado

Policiais do serviço reservado (P-2) do 14º BPM (Bangu) foram esta manhã à Favela Vila Aliança, em Senador Camará, e confirmaram o fechamento do posto de saúde Dr. Sílvio Barboza. Na semana passada, a unidade de saúde teria sido invadida pelo traficante Juarez Ribeiro da Silva, o Aranha. Com aids, Aranha exigiu da diretora do posto de saúde uma lista de todas as jovens infectadas com o HIV na favela. A intenção de Aranha seria se vingar da garota que o teria infectado. Por conta da ameaça, a diretora e os demais funcionários fecharam o posto e não retornaram ao trabalho.


http://extra.globo.com/geral/casodepolicia/

Briga de bicheiros no presídio.


Inimigos declarados na guerra pelo controle das máquinas caça-níqueis, os bicheiros Fernando Iggnácio e Rogério Andrade já não estão desfrutando dos benefícios da prisão especial no Presídio Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu 8): os dois foram transferidos no último fim de semana para uma solitária no presídio de segurança máxima Bangu 1, depois de uma briga.
Acostumados a trocar tiros, os bicheiros saíram no tapa durante o banho de sol no último sábado. Durante meia hora, trocaram socos e pontapés, rolaram pelo chão e acabaram com vários hematomas no rosto. A briga começou depois de uma discussão no pátio. Rogério Andrade, que tem a companhia de policiais civis presos sob a acusação de protegê-lo nas ruas em troca de propina, teria começado a confusão. Ninguém se envolveu, mas todos assistiram. O ex-deputado estadual Álvaro Lins e o ex-banqueiro Salvatori Cacciola (que estão presos lá) estavam na "platéia".

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

GOVERNADOR BOCA SUJA!


O governador Sérgio Cabral chamou de vagabundos os médicos que faltaram ao plantão no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, no domingo.

Governador cobra posição do Conselho Regional de Medicina:

"QUERO VER O CREMERJ DENUNCIAR ESSES SAFADOS"

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2008/09/22/cabral_chama_de_vagabundos_medicos_que_faltaram_plantao_no_getulio_vargas-548322993.asp#coment

Mortes nas UPAs de Cabuçu e Nova Iguaçu.

Secretaria investiga duas mortes em UPA Óbitos de bebê e de idoso na unidade de Cabuçu, em Nova Iguaçu, serão apurados após famílias reclamarem de procedimentos


A Secretaria Estadual de Saúde investiga duas mortes que ocorreram ontem na Unidade de Pronto-Atendimento 24h (UPA), na unidade de Cabuçu, Nova Iguaçu. O primeiro caso ocorreu no início da manhã e envolveu Ágatha Quirino Pinheiro, de sete meses. Ela foi levada à unidade às 6h30 pelos pais Monica e Cesar Quirino com febre. A mando médico, o bebê recebeu uma injeção de dipirona e teve receitado o remédio Neosulida, para tomar de seis em seis horas. Depois de medicada, Ágata foi liberada. Mas voltou a passar mal após tomar a medicação prescrita. A criança foi levada de volta à UPA e lá encaminhada à ‘sala amarela’ já em estado crítico, segundo familiares, e submetida, em vão, a uma tentativa de reanimação.Segundo Cesar Quirino, o pai, Ágata teve convulsão após tomar o medicamento prescrito. “Ela começou a tremer. Li na bula que uma dose é indicada para criança acima de 12 anos. Ele receitou três gotas para minha filha. É um absurdo”, disse. No laudo enviado à polícia, consta morte desconhecida. Outra vítima foi o aposentado Ari Monteiro, 73 anos. Diabético, ele foi internado sábado com glicose alta. Ari faleceu no início da tarde de ontem, mas a família só foi avisada quando chegou para visitá-lo, às 17h30. A falta de comunicação do óbito revoltou os familiares de Ari.

O coronel Fernando Suarez, superintendente de Serviço de Urgência e Emergência da secretaria, disse que solicitou abertura de inquérito para esclarecer os dois casos ocorridos na unidade.


http://odia.terra.com.br/rio/htm/secretaria_investiga_duas_mortes_em_upa_201194.asp

sábado, 20 de setembro de 2008

Um convite muito especial.

A concentração está marcada para as 10h do dia 21 no Posto Seis, em Copacabana. As pessoas podem levar alimentos não perecíveis e produtos de higiene pessoal. As doações serão encaminhadas ao Hospital Gaffrée e Guinle. Quem não for motociclista pode participar do movimento na concentração ou na chegada da motociata. As adesões podem ser feitas através do www.gabrielasoudapaz.org ou pelo telefone 2571-4732.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

MUSPE - MOVIMENTO UNIFICADO DO SERVIDOR PÚBLICO

MUSPE programa nova manifestação dia dois de outubro

O Muspe (Movimento Unificado do Servidor Público)
realizará nova manifestação dia 2 de outubro em frente ao Palácio Guanabara. A concentração será às 10h, no Largo do Machado.
No mesmo dia, às 17h, haverá uma Assembléia Geral dos Servidores Públicos no SindsPrev, na rua Rua Joaquim Silva 98/A.
O movimento também realizará audiências com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Associação Brasileira de Imprensa (ABI) visando obter apoio destas instituições.
Em breve, haverá um ato surpresa em frente à casa do governador, no Leblon. Um cartaz com foto e nome de todos os deputados que votaram contra o reajuste para todos os servidores será distribuído para a população.
Participe do movimento.
As reuniões do Muspe acontecem todas às segundas-feiras, às 14 horas.


Acesse o blog do MUSPE : http://movservidorestadual-rj.blogspot.com

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

"Policial não morreu em missão da PM "

Por questões administrativas - "ele não morreu em missão da PM", argumentou o comandante-geral da corporação, coronel Gilson Pitta -, a Polícia Militar não pagou o enterro do soldado Luiz Cláudio Melo, 32 anos, morto durante a megaoperação no Complexo do Alemão. Melo, que deixa mulher e uma filha de 9 anos, estava na ação em apoio à Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos (Drae). O policial não foi enterrado em Sulacap, mas no Cemitério de Inhaúma. O comentário no velório era o de que policiais civis se cotizaram para poder pagar o enterro.

Desvio de dinheiro: Fundo da pobreza paga comida para detentos!


Financiado com a receita de ICMS extra cobrado das empresas, o Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecp) - que deveria bancar programas para reduzir desigualdades sociais - tem sido usado pelo governo do estado para pagar a comida dos detentos do complexo de presídios de Gericinó.

Levantamento feito no Sistema de Informações Gerenciais do Estado (SIG) mostra que, somente este ano, R$ 39,8 milhões já foram transferidos para quitar dívidas com as empresas que prestam o serviço.
Desvios de finalidade dos recursos do Fecp já foram criticados pelo Tribunal de Contas do Estado durante o governo Rosinha Garotinho. Apesar das advertências, o atual governo manteve um diversificado uso de verbas do fundo, inclusive em setores que, em tese, já deveriam ter dinheiro previsto no orçamento. Até o fim do ano, o governo estima gastar mais R$ 13 milhões do fundo para comprar comida para presos e custodiados no sistema penal.
O secretário-chefe da Casa Civil, Régis Fichtner, defendeu o uso dos recursos do fundo para comprar alimentação para os presos. Segundo o secretário, esse tipo de aplicação está prevista em lei.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Veja a relação dos deputados que votaram contra a emenda que estendia o aumento de 8% para todos os servidores do Estado!


Mesmo com muita chuva a passeata aconteceu!

Mais de 800 servidores participaram do protesto, que começou na Candelária seguindo pela Avenida Rio Branco finalizando no prédio da Petrobras! Mesmo com chuva a manifestação aconteceu.A polícia militar esteve presente em todo percurso, ao contrário do que noticiou o "JORNAL O GLOBO".

Os profissionais das áreas de saúde, educação e segurança pública reivindicam 66% das perdas salariais e pedem a não privatização dos hospitais públicos, através das fundações de direito privado.
Já está marcada para dia 2 de outubro outra manifestação com concentração no Largo do Machado e caminhada até o Palácio Guanabara.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

domingo, 14 de setembro de 2008

Morre o jovem de 17 anos baleado por Oficial da PM

Foi enterrado na manhã deste domingo, no Cemitério de São Gonçalo, o corpo do jovem Oldemar Pablo, de 17 anos.
Ele morreu neste sábado, após ficar uma semana em coma depois de ser baleado numa confusão na casa de shows Aldeia Velha, em São Gonçalo. O fato aconteceu no último sábado, dia 5.
Depois de uma briga no local, um tenente do Batalhão de Choque que prestava serviço como segurança na casa, entrou no meio e começou a disparar tiros para acabar com o tumulto.

Tres tiros acertaram Oldemar, que era estudante. No dia, Oldemar chegou a ser levado pelo oficial para o Pronto Socorro de São Gonçalo. O tenente, em seguida, se apresentou na 72ª DP (Mutuá) e disse que atirou legítima defesa. A família promete um fazer um protesto pela morte do jovem nesta terça-feira.

sábado, 13 de setembro de 2008

Eduardo Paes NÃO!!!

7 MOTIVOS PARA NÃO VOTAR EM EDUARDO PAES

1 - Ele vai aplicar a política de Segregação Social na áreas valorizadas.
Como sub-prefeito da Barra e Jacarepaguá e como Secretário de Meio Ambiente promoveu a perseguição e a remoção de Comunidades pobres para abrir caminho para a especulação imobiliária.Exemplo Prático: Barra da Tijuca, orla da lagoa da Barra. Removeu a Comunidade oriunda de pescadores ( ele mesmo dirigiu um trator ) para fazer uma área de preservação ambiental. Resultado. Retirou os pobres e no local surgiu o Shopping Barra Point e a sede da Unimed.Seu lema devia ser: ‘Preservar para as Elites’.

2 - Ele vai mudar o discurso quando alcançar o poder. Vai trair o eleitor.
Mudou de partido seis vezes. A última as vésperas da eleição. Traiu os amigos.Exemplo prático: Em 14 anos de vida política é a sexta troca de partido. Em 1993, ainda sub prefeito da Barra da Tijuca, era filiado ao PV, em 1996 foi para o PFL onde se elegeu vereador e deputado federal, em 1999 se filiou ao PTB, em 2001 volta ao PFL, em 2003 vai para o PSDB, por onde se candidata a governador e agora, 2007, vai para o PMDB.

3 - Ele é o candidato da especulação imobiliária.
Quem sabe por isso sua campanha já tem cinco vezes o custo de todas as demais campanhas?Exemplo prático: No PMDB queria vender o quartel da PM do Leblon. Queria vender o parquinho da Cedae do Posto 6. Queria vender a delegacia do Leblon. E outras mais. A Prefeitura bloqueou tudo. Agora o que ele quer é acabar com as APACs e escancarar as portas à especulação imobiliária em toda a Zona Sul. Mas ele tem antecedentes. Aplicou o ‘cone de sombras sobre as praias’ e gerou uma estranha troca em São Conrado.

4 - Ele apoia e é apoiado pelas milícias.
A identificação com os políticos ligados as milícias é flagrante.Exemplo Prático : Disse, no RJ TV, que as milícias levaram a paz a segurança as Comunidades de Jacarepaguá. É só checar no YouTube.Por ‘coincidência’ todas as áreas de milicianos estão fechadas com ele.Na Favela do Gouveia, em Paciência, o centro social do vereador Jerônimo Guimarães Filho (Jerominho) montou tendas para oferecer serviços gratuitos como escovação de dentes e aplicação de flúor, verificação de pressão arterial, manicure e até emissão de carteira de identidade com funcionários cedidos pelo Detran.Segundo moradores, junto com as tendas para a prestação dos serviços, chegaram à favela cerca de cinqüenta homens em um caminhão. Eles colocavam placas de CARMINHA Jerominho e do candidato a prefeito EDUARDO PAES nas casas.

5 - Ele discrimina e desdenha as minorias e os movimentos sociais.
Está sendo processado pelos índios por ofensa moral. Não compareceu a nenhuma convocação para debate com os Movimentos Sociais.Exemplo Prático: Quando secretário de Esportes do Rio, Eduardo Paes, desdenhou das aspirações indígenas, quanto ao prédio do antigo museu do índio, ocupado pelos Tamoios, que querem ali estabelecer um Centro de Referência da Cultura Indígena. Prevendo ali um estacionamento disse: ‘Gostaríamos muito de ter a área para que o terreno fosse agregado à área do Maracanã’. O Instituto Tamoio está na Justiça contra uma declaração ofensiva do secretário desqualificando o movimento. Veja no site do Tamoio.

6 - É oportunista. Posiciona-se sempre ao lado dos que, momentaneamente, estão em vantagem. Não respeita princípios éticos, acordos, nem linha de conduta. Não tem ideologia, nem coerência política.
Exemplo Prático : Perseguiu incansavelmente o Presidente Lula, o chamou de ladrão e Chefe de quadrilha na CPI dos Correios. Tudo em rede nacional de tv e nos jornais. Agora tenta pegar carona na popularidade do Presidente.

7. Ele usa a Máquina Pública para benefício eleitoreiro.
Ele é acusado de Improbidade Administrativa, compra de votos e obras públicas em praça fantasma. Além de gravar programa eleitoral dentro de uma UPA o que é proibido por lei.Exemplo Prático: A juíza da 8ª Vara de Fazenda Pública, Alessandra Cristina Tufvesson Peixoto, mandou notificar Eduardo Paes. O MP descobriu que a licitação da Fundação Parques e Jardins, vinculada à Secretaria de Meio Ambiente, dizia que seriam realizadas ‘obras de melhorias e tratamento paisagístico na praça situada na Avenida Marechal Rondon com Rua Nazário’, na Zona Norte.Ao visitar o local, a perícia do MP constatou que não existe qualquer praça. As melhorias foram feitas, na verdade, dentro do Conjunto Bairro Novo, que tem uma das entradas pela Rua Nazário. A área é propriedade privada e tem guaritas para o controle de entrada e saída de pessoas e veículos.Para o MP, o trabalho visou a benefício eleitoral. Depoimento de uma testemunha e panfletos apreendidos pelos promotores indicam que Eduardo Paes e o servidor público Nelson Curvelano estiveram no condomínio e prometeram aos moradores que fariam melhorias na praça. Naquele ano, Paes foi candidato a deputado federal. Curvelano concorreu para deputado estadual, mas não foi eleito. O panfleto, com fotos e o número de campanha de Paes e Curvelano, dizia que ‘as obras da quadra e da área de lazer estão sendo realizadas (…). Vamos juntos, agora no dia 6, eleger quem realmente se comprometeu e faz’. Segundo os promotores, ‘eles (Paes e Curvelano) induziram os agentes públicos competentes para a prática de ato de improbidade e dele se beneficiaram indiretamente, com nítido propósito eleitoreiro’.

Esse é o Prefeito que o Rio precisa?


Agora é a vez dos oficiais da PM ocuparem as páginas dos jornais!

Missa para Cleyde Prado

Convidamos para missa de CLEYDE PRADO que será realizada às 14 horas na Igreja de São Francisco Xavier na Tijuca.

Assédio na PMERJ


sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Flávio Bolsonaro: Ajuda nacional

Rio - A presença da Força Nacional de Segurança no Rio de Janeiro denuncia o estado de flagelo em que se encontram nossas polícias Militar e Civil. O quadro atual dos muros dos batalhões e das portas das delegacias para dentro é de policiais desestimulados, mal-remunerados, domados à base do chicote de regulamentos disciplinares covardes e autoritários, tratados antecipadamente como culpados por muitos de seus superiores hierárquicos no primeiro sinal de acusação por parte da mídia.
Esses policiais encontram-se excluídos da corporação, mesmo que já estejam na inatividade, em razão de acusações levianas de presidentes de associações de moradores ligados a traficantes. Esse é o triste retrato da nossa força policial no estado.
O Rio de Janeiro não pode abrir mão dos homens e mulheres da Força Nacional de Segurança num momento em que discutimos o desligamento de pardais nos sinais de trânsito durante a madrugada para preservar as vidas dos cidadãos que ainda têm coragem, ou necessidade, de circular pelas ruas neste horário. Nossa população vive em permanente estado de insegurança. Infelizmente, o marginal só respeita o que teme.
Gostaria muito de viver num estado onde policiais fossem tratados com dignidade e respeitados. Enquanto o governo não valorizar a prata da casa, qualquer ajuda externa que o Estado do Rio de Janeiro receba no combate à criminalidade será muito bem-vinda. Não é o governo que precisa da Força Nacional de Segurança, mas sim o cidadão carioca e fluminense, que está farto de viver sitiado em sua própria cidade.

Opinião - Artigos

Clique no link abaixo e deixe seu comentário!

http://odia.terra.com.br/opiniao/forum/120908_flavio_bolsonaro/comente.asp

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Aprovado reajuste de 8% para servidores da educação e segurança do Rio

Os votos de 60 deputados asseguraram, nesta quarta-feira, o reajuste de 8% aos servidores estaduais de educação e segurança pública do Rio. A aprovação unânime do projeto de Lei 1.705 beneficiará todos os servidores ativos, inativos e pensionistas das polícias militar e civil, do Corpo de Bombeiros, os agentes penitenciários, professores da rede da secretaria estadual de Educação e da Fundação de Apoio à Escola Técnica do estado (Faetec).

Aumento de 8% nos salários dos SERVIDORES será votado hoje na Alerj

Após receber 32 emendas, o projeto de lei que reajusta em 8% os salários de 250 mil servidores estaduais da Educação e da Segurança retorna hoje ao plenário da Alerj (Assembléia Legislativa) para ser votado. O governo espera aprovar a matéria em sua versão original, mas tem a consciência de que a batalha será árdua. “Acreditamos na aprovação, mas o parlamento é democrático, e a matéria é complexa. A sessão será quente”, prevê o deputado Paulo Melo (PMDB), líder do governo na Casa.
Representantes do movimento unificado dos servidores estaduais estiveram ontem reunidos com deputados na Alerj, mas não houve acordo sobre a votação do reajuste. “Não há consenso”, afirmou Paulo Melo. As principais mudanças propostas pelas emendas, que também serão apreciadas hoje, são no percentual de aumento e na retroatividade. Alguns deputados sugerem reajustes de até 66%, índice defendido pelos sindicatos. A inclusão de outras categorias do funcionalismo no aumento também é proposta.
A incorporação das gratificações do programa Nova Escola, antiga reivindicação dos servidores da Educação, não foi esquecida. Uma das emendas pede que o estado inicie estudos para que a quantia passe a fazer parte dos vencimentos básicos. Outra sugestão é que nenhum servidor estadual receba salário-base ou soldo (no caso dos militares) inferior ao piso nacional.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Cabo eleitoral é executado!

Homens bem armados, usando capuzes e casacos de frio, executaram a tiros o vidraceiro Anderson Faria Fernandes de Bezerra, de 36 anos, cabo eleitoral do candidato a vereador Júlio Brasil (PTB).
Ele fazia propaganda política, distribuindo panfletos e colando cartazes nas paredes da Estrada Carvalho Ramos e nas ruas Assis e Riacho Sêco, às 21h de terça-feira, juntamente com um grupo de correligionários, quando foi avisado por dois homens que estavam em uma motocicleta, de que “a área tinha dono” e que seria bom ele sair dalí.
O vidraceiro não deu importância e continuou seu trabalho. Logo depois o grupo foi para uma tendinha pertencente a um policial militar que está emprestado a uma delegacia de polícia. Enquanto o vidraceiro tomava um refrigerante, o PM chegou dirigindo uma viatura da Polícia Civil, parou à porta do estabelecimento, entrou e saiu quatro minutos depois.
Após a saida da viatura policial, surgiu um Tempra, azul, de placa não anotada, com cinco homens, que parou em uma esquina próxima. Dele saltaram três homens.
O cabo eleitoral ainda tomava um refrigerante e conversava com o pessoal do grupo que também fazia a panfletagem. Eles se dirigiram para onde estava o grupo e os abordou. Fizeram uma abordagem, como se fossem policiais, revistando e identificando a todos. Anderson e um outro colega - cujo nome não foi revelado - foram separados e levados para a esquina da Rua Assis com Riacho Sêco.
Enquanto dois interrogavam o vidraceiro, o terceiro criminoso perguntava ao amigo de onde ele conhecia Anderson, se sabia onde ele morava e outras perguntas. O rapaz, em depoimento prestado na 35ª DP (Campo Grande) disse que em meio ao interrogatório ouviu tiros e logo depois, os três homens foram embora e ele encontrou o vidraceiro morto.
Os policiais da 35ª DP confirmaram que as ruas onde estava sendo feita a panfletagem e a colação de cartazes, que fica na localidade conhecida como Santa Rosa, é área de ação da Liga da Justiça, a milícia supostamente comandada pelos irmaõs Natalino Guimarães (deputado estadual) e Jerônimo Guimarães (vereador) que estão presos em Bangu 8. Ao longo das ruas, existem muitos cartazes de Carminho Jerônimo.
Candidato lamenta
Delegado da Polícia Federal e tenente da Reserva do Corpo de Fuzileiros Navais, o candidato a vereador Júlio Brasil, 39 anos, estava arrasado com a morte de seu cabo eleitoral. “Ele não era apenas meu cabo eleitoral. Era meu amigo pessoal há mais de 20 anos. Fomos criados juntos no local onde ele foi assassinado. Ele era evangélico, assim com eu sou. Sua morte foi um atentado a democracia, um atentado à liberdade. Nunca esperava acontecer isso alí, pois tanto eu como ele conhecíamos todos naquele local. Espero que a polícia investigue bem o caso e chegue logo aos criminosos”, afirmou.
O candidato disse que não pode atribuir a nenhum grupo a autoria da morte do cabo eleitoral, mas revelou que desde que começou a campanha eleitoral vem tendo problemas em várias áreas da Zona Oeste. “Coloco os cartazes, os galhardetes, tudo, em determinados locais e, durante as madrugadas, eles são arrancados, destruidos. Torno a coloca-los nos mesmo lugares e acontece a mesma coisa. Isso não é uma disputa decente”, reclamou, sem querer incriminar o vereador Jorge Babú (licenciado do PT) ou os irmãos Natalino e Jerônimo, em cujas áreas vem encontrado dificuldades em fazer campanha política.
O delegado Marcus Neves, da 35ª DP, disse que serão abertos dois inquéritos. Um criminal, para apurar a morte do vidraceiro, e outro pela Polícia Federal, para apurar crime eleitoral. Júlio Brasil vai prestar depoimento na delegacia de Campo Grande e, também, na Polícia Federal. O corpo do cabo eleitoral foi sepultado às 16h de ontem, no Cemitério de Santa Cruz, na presença de amigos, vizinhos, colegas de trabalho. Júlio Brasil também estava presente. Anderson era solteiro. Revoltados com o brutal assassinato e temerosos de uma represália dos mandantes do crime, os parentes e amigos do vidraceiro não permitiram que jornalistas assistissem ao enterro.
Também temeroso de sofrer uma represália por parte de outros candidatos, Júlio Brasil passou a andar com quatro seguranças. “São meus amigos, todos policiais militares que me protegem 24 horas por dia”, disse.

CPI DAS MILÍCIAS


terça-feira, 9 de setembro de 2008

Eduardo Paes e a milícia.

video

Propaganda de Eduardo Paes e Carminha Jerominho em ação social com máquina pública

Num final de semana de agosto, na Favela do Gouveia, em Paciência, o centro social do vereador Jerônimo Guimarães Filho (PMDB) montou tendas para oferecer serviços gratuítos como escovação de dentes e aplicação de flúor, verificação de pressão arterial, manicure e até emissão de carteira de identidade com funcionários cedidos pelo Detran.
Segundo moradores, JUNTO COM AS TENDAS para a prestação dos serviços, CHEGARAM à favela CERCA DE 50 HOMENS E UM CAMINHÃO. Eles colocavam PLACAS DE CARMINHA e do candidato a prefeito EDUARDO PAES (PMDB) NAS CASAS.
Das 8h às 17h, o som deste mesmo caminhão anunciava que os serviços eram oferecidos pelo centro social de Jerominho.
- Enquanto as pessoas eram atendidas nas tendas, o som do caminhão alardeava que Jerominho estava sendo injustiçado e que a Carminha ficou no lugar dele - conta uma moradora. - Antes de ser atendido, o morador precisava preencher uma ficha com identidade e título de eleitor.
A Favela do Gouveia é uma das comunidades onde, segundo moradores, milicianos armados distribuíram uma carta de Jerominho pedindo votos para Carminha.
A “ação social” contou com funcionários públicos, e teve o pedido de apoio feito através do ofício número 115 da Secretaria estadual de Governo, encaminhado ao Detran.
De acordo com o documento, a programação ocorreu na localidade conhecida como 1º de Abril, num sábado do mês de agosto das 9h às 16h.

Seu luto em luta por uma cidade melhor!

Cleyde Prado tinha motivos para se revoltar contra tudo e contra todos. Mas tornou seu luto em luta por uma cidade melhor enquanto estava viva.
Os doentes renais crônicos, Marcelimo e Eloízia receberam os rins de Cleyde Prado. Guilherme recebeu o fígado que já foi transplantado. Mas as córneas não foram aproveitadas, porque o BANCO DE OLHOS ESTÁ FECHADO DESDE O DIA 8 DE JULHO, POIS O ORGÃO NÃO TEM VERBA DO GOVERNO.
O Banco de Olhos é uma instituição privada, que funciona dentro do Hospital Geral de Bonsucesso, que é federal.

Dia 5 de outubro faça como eu!

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Representantes do MOVIMENTO UNIFICADO querem audiência com o governador

Na próxima quarta-feira dia 10 às 15 horas, representantes do Movimento Unificado vão se encontrar com o presidente da ALERJ, o deputado Jorge Picciani para discutir o reajuste. A comissão quer uma audiência com o governador!





sábado, 6 de setembro de 2008

Estamos de luto!

O corpo de Cleyde Prado Maia será cremado às 16h no Memorial do Carmo, no Caju. A partir das 10h, acontecerá o velório na Capela 6.
Cleyde Prado havia entrado em contato comigo para ajudar na divulgação da 3ª carreata de motociclistas contra violência.
A manifestação, marcada para o próximo dia 21, está mantida. Os motociclistas sairão às 10h do Posto 6, na Praia de Copacabana até a Tijuca.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

ELE JÁ GANHOU... ELE JÁ FOI ELEITO!


ELES QUEREM EDUARDO PAES COMO PREFEITO DO RIO!

Pesquisa IBPS: Paes ultrapassa Crivella e assume a liderança no Rio
Pesquisa do Instituto Brasileiro de Pesquisas Sociais (IBPS), divulgada nesta sexta-feira, mostra uma mudança de cenário na disputa pela Prefeitura do Rio. Na oitava consulta de intenção de votos feita pelo instituto, Eduardo Paes (PMDB/PTB/PP/PSL) passou a frente de Marcelo Crivella (PRB/PR/PSDC/PRTB). Paes, que em agosto tinha 16% da intenção de votos, agora aparece com 25%. Já o senador, que antes tinha 20%, obteve 19% este mês.

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Mãe do Gabriela Sou da Paz tem morte cerebral atestada por médicos.


Cleyde Prado Maia teve um derrame na manhã desta quinta-feira.

Criadora do movimento Gabriela Sou da Paz, Cleyde Prado Maia, de 51 anos, teve morte cerebral atestada no início da tarde desta quinta-feira (4), na Clínica Ênio Serra, em Laranjeiras, na Zona Sul da cidade. Cleyde era mãe da jovem Gabriela Prado, de 14 anos, que morreu em 2003 durante um assalto numa estação do metrô. O pai de Gabriela, Carlos Santiago, contou que Cleyde começou a passar mal pela manhã, em casa, na Tijuca, na Zona Norte. Ela foi levada para o Hospital São Vítor e, devido à gravidade de seu estado, transferida para a clínica em Laranjeiras. Santiago contou que desde a adolescência Cleyde sofria de hipertensão, proveniente de problemas emocionais. Na última sexta-feira (29), ela teria ficado muito emocionada ao ser homenageada pelo trabalho do movimento. Cleyde e Santiago estavam organizando a terceira motociata “Diga não à impunidade”, marcada para o próximo dia 21, partindo do Posto Seis, em Copacabana, na Zona Sul. Segundo Santiago, ela estava muito envolvida com este trabalho.

A família está preocupada em como dar a notícia para a mãe de Cleyde, que sofre com as seqüelas de um acidente vascular cerebral (AVC).

Depois da casa arrombada ele quer colocar fechadura ?

Alerj pretende fiscalizar servidores
O presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), encaminhou projeto de lei que, se aprovado, dará à Casa poder para fiscalizar os vencimentos e o patrimônio dos servidores dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. Pelo projeto, os servidores serão obrigados a entregar suas declarações de bens e rendimentos anualmente à assembléia, que poderá torná-las públicas. Além disso, a Alerj terá que fiscalizar se os vencimentos são compatíveis com os bens e estão nos limites estabelecidos pela lei.
Pelo projeto, terão que apresentar declarações anuais governador, vice, secretários, presidentes de órgãos públicos, delegados de polícia, oficiais da PM e bombeiros, fiscais, procuradores do estado e de todos os poderes, deputados, conselheiros do Tribunal de Contas, juízes, desembargadores, promotores e defensores. A lista inclui todos os que exerçam cargos em comissão na administração pública.


Familiares de deputados perderam a "BOQUINHA".

A proibição do nepotismo no serviço público determinada pelo SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, está surtindo efeito! Veja a relação daqueles que " perderam a boquinha da ALERJ":


OBS: O senhor Pedro Sayed PICCIANI, irmão do Jorge Picciani (PMDB), que é presidente da ALERJ, ganhava um salário de R$ 9.600,00.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

É PARA INGLÊS VER!!!


Cabral consegue vôos diretos de Londres para o Rio.

O presidente da British Airways e da Confederação da Indústria Britânica, Martin Broughton, anunciou nesta quarta-feira, em audiência com o governador Sérgio Cabral, que a companhia aérea iniciará vôos Londres-Rio-Londres a partir do dia 26 de outubro. Cabral - que está na cidade inglesa em missão oficial para atrair novos investimentos ao estado - comemorou.
"Valeu a pena a nossa campanha. Nós pedimos no ano passado e a British Airways decidiu nos atender", disse. O governador referiu-se ao pedido feito diretamente por ele a Broughton, em 2007, no Palácio Laranjeiras, para que a companhia voasse para o Rio.
"As relações comerciais, de turismo e econômicas vão se fortalecer enormemente", acrescentou Cabral. Os vôos serão em aeronaves 777 e terão classes econômica e executiva. Haverá três freqüências semanais: terças, quintas e domingos ocorrerão os vôos Londres-Rio; nas segundas, quartas e sextas será a vez da perna Rio-Londres.
Segundo o governador, falta agora o Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, melhorar. Ele informou ter pedido ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva para passar, via convênio, a administração do aeroporto ao estado, que o concessionará à iniciativa privada. Cabral afirmou ter a aprovação "informal" do presidente Lula à sua proposta. Ele ressaltou que, nas condições atuais, o Galeão impediria o Rio de avançar positivamente na campanha para sediar as Olimpíadas de 2016.

PAC DAS FORÇAS ARMADAS


O Plano de Defesa Nacional a ser divulgado pelo Governo Federal no próximo dia 7, traz nas suas entrelinhas um suposto reaparelhamento das Forças Armadas. Pelo pouco que se sabe este reaparelhamento prevê a aquisição de armas e equipamentos, com tecnologia ultrapassada, que nos dias de hoje, caberiam para a “Batalha de Macunaíma”.
O Brasil faz a lição que os Americanos quer e não desenvolve políticas capazes de criarem um arsenal respeitável.
Defesa sem submarino nuclear não dá! Defesa sem mísseis de médio e longo alcance não dá! Temos que avançar na construção de submarinos nucleares e mísseis. Está todo mundo de olho grande nas reservas de petróleo do Brasil. Para a Aeronáutica temos que adquirir um caça bombardeiro que atenda o tamanho de nosso território. O Exército dever ter uma força de ataque rápida equipada com o que há de mais moderno no mundo. Se possível produzido no Brasil.
Na minha opinião, já que se pretende gastar, o Brasil deveria construir a bomba atômica, aí sim, ficaríamos tranqüilos em relação a nossa Amazônia e o nosso futuro pré-sal. A bomba atômica não seria para destruir os nossos inimigos, e sim para dissuadi-los. O simples fato de tê-la, já impõe respeito.
O Brasil está se preparando para uma guerra que não vai existir. Se armar contra quem? Chaves, Morales, Uribe. Só mesmo o nosso Brasil! Temos outras prioridades meu povo!
De que adianta investir bilhões na fantasiosa possibilidade de invasores exteriores se nosso pior inimigo é a corrupção?
Estão querendo inventar um Brasil grandioso militarmente.
Mangabeira Unger, um direitista com sotaque norte-americano bolando a estratégia de defesa nacional. E não estamos em Portugal.
O que vocês acharam do nosso Ministro fardado?
A pergunta que fica, quem vai bancar a conta????

Para onde foi o dinheiro?

COMISSÃO QUER SABER DA FAZENDA OS MOTIVOS PARA DEFASAGEM DE SALÁRIOS.




O presidente da Comissão de Trabalho, Legislação Social e Seguridade Social da Assembléia Legislativa do Rio, deputado Paulo Ramos (PDT), vai enviar um requerimento de informações à Secretaria de Estado de Fazenda, pedindo esclarecimentos sobre a desatualização da gratificação dos servidores da pasta. O parlamentar quer saber ainda o motivo para a contratação de 250 funcionários temporários sem que os concursados tivessem recebido aumento. A decisão foi tomada durante audiência pública com representantes dos servidores, nesta terça-feira (02/09), que entregaram ao pedetista alguns documentos que comprovariam as denúncias. De acordo com Ramos, é preciso apurar as informações. “Quero saber do Governo do estado por que não houve concurso para contratar esses funcionários e por que não atualizaram a gratificação, prevista em lei, por dois anos. Caso não obtenha resposta, a comissão pode fazer outra audiência, dessa vez convocando o secretário de Fazenda, Joaquim Levy, já que, por convite, ele não compareceu”, afirmou o pedetista.

O presidente do Sindicato dos Fazendários do Estado do Rio (Sinfazerj), Marcelo Cozzolino, ressaltou a importância de se atualizar o Regime Especial de Trabalho da Administração Fazendária (Retaf), a gratificação dos funcionários da Fazenda. “Não dá para entender porque o estado vende a imagem de, nesse Governo, desfrutar de uma situação financeira confortável, mas não reajustar a nossa gratificação. Essa atualização é prevista na lei 1.650/90 e é um direito do servidor público dessa pasta”, queixou-se. Segundo Cozzolino, os representantes do Sinfazerj tentam marcar uma audiência com o secretário de Fazenda desde 2007 e, até hoje, não foram ainda recebidos. Em relação aos 250 contratados com seleção simplificada, com provas de Matemática, Português e Informática, o presidente do Sinfazerj reforçou as denúncias. “Não temos nenhum problema pessoal contra os funcionários temporários, mas eles não são qualificados para atuarem nos cargos em que estão atuando, além de estarem desviados de suas funções iniciais”, revelou.

A situação do Instituto de Assistência dos Servidores de Estado do Rio (Iaserj) também voltou à pauta durante a reunião, assim como a necessidade de conceder aumento salarial para todos os funcionários públicos. A deputada Cidinha Campos (PDT), que também participou da audiência, falou da importância de haver uma unificação entre todas as classes de funcionários públicos. “Toda dificuldade gera momentos bonitos porque nos faz entender a importância de pequenos gestos. Os servidores têm um peso muito forte para o funcionamento do estado e precisam se unir num movimento sério. Não adianta fazer reuniões, tem que ir lá e abraçar o Iaserj. Se já é para demolir o prédio mesmo, vamos partir para o quebra-quebra”, defendeu a deputada. A presidente da Associação dos Funcionários do Iaserj, Mariléa Lucio Ormond, destacou que essa unificação existe através do já criado Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Estado do Rio (Muspe). “Estamos sintonizados para lutar pela melhor condição de trabalho e remuneração para todos os servidores, independente da secretaria a que eles pertençam”, informou.

No dia 28 de agosto, a deputada Cidinha Campos juntou-se aos deputados Luiz Paulo (PSDB) e Geraldo Moreira (PMN) e vistoriou as instalações do Iaserj, no Centro do Rio. “Aquilo lá está um abandono. Depredaram todo o hospital. Pegaram um cantinho do instituto e iniciaram uma obra mentirosa”, avaliou a pedetista, que lembrou que, no final de 2007, o presidente da Casa, deputado Jorge Picciani (PMDB), entregou um cheque de R$ 10 milhões, resultado das economia feitas pelo Parlamento fluminense, ao Governo do estado para a recuperação do Iaserj. “Vamos encaminhar um relatório ao presidente Picciani para que sejam cobradas as devidas providências. Precisamos saber para onde foi o dinheiro”, declarou Cidinha.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Mais uma manifestação!

Os funcionários que trabalham na limpeza dos hospitais do ESTADO completaram 3 meses sem pagamento, porque o GOVERNADOR SÉRGIO CABRAL não paga as empresas.Por conta disso, desde ontem eles cruzaram os braços por tempo indeterminado.
Hoje, fazem manifestação da Candelária até a secretaria estadual de Saúde, na rua México. Os funcionários pretendiam ir até o Palácio Guanabara, mas foram informados que Sérgio Cabral só volta ao Brasil, daqui a uma semana.Nas unidades do estado, enfermeiros e auxiliares recolhiam o lixo hospitalar para evitar a contaminação.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Já estamos em clima de Olimpíadas 2016!

O governador Sérgio Cabral que está em Londres, disse que a realização das Olimpíadas de 2016 no Rio resultaria em ganhos sociais não só para o Brasil, como para o continente. Para variar Cabral ficará na capital inglesa cinco dias, com o objetivo de atrair novos negócios para o estado.

Conheça as modalidades!



Arremesso









Tiro ao alvo
carabina






Futebol






110 metros com
barreira







Maratona







Iatismo














Boxe





Ciclismo









E AÍ SENHOR GOVERNADOR?