sábado, 30 de maio de 2009

OS FATOS DEVEM SER APURADOS COM RIGOR

Ex-PM que comanda milícia tinha arma na prisão e dizia pagar propina a comandante

Instalada na galeria E1, no terceiro andar do Batalhão Especial Prisional (BEP), em Benfica - onde ficam presos PMs que respondem a inquérito - a academia de ginástica foi o local escolhido pelo soldado Fabrício Fernandes Mirra, de 33 anos, para exercitar a truculência que o tornou chefe da milícia que atua em 23 comunidades do Rio. Armado com uma pistola cromada, ele deu uma coronhada no rosto do soldado Felipe Wenderroscky de Souza, em 27 de setembro passado. Em meio ao tumulto, Mirra ainda teria ameaçado matar o soldado, segundo depoimento de três testemunhas, dizendo que pagava R$ 5 mil ao comandante do batalhão prisional para andar armado.
A confusão envolvendo o miliciano - que, mesmo cumprindo pena por homicídio, chefiava a maior e mais violenta milícia do Rio, começou às 23h30m, quando Mirra, acompanhado por outro PM preso, se exercitava na sala de musculação e passou a bater com uma anilha de 20 quilos na parede. O barulho chamou a atenção de Felipe, que jogava baralho com outros três PMs, todos presos. Ao chegar à academia, ele perguntou o que estava acontecendo e foi surpreendido por Mirra, que sacou uma pistola e o atingiu no rosto:
- Em seguida, o soldado Mirra enrolou a pistola na camisa e falou que pagava propina ao coronel comandante do BEP e que o batalhão seguia suas normas - afirmou Felipe.
http://oglobo.globo.com/rio/mat/2009/05/29/ex-pm-que-comanda-milicia-tinha-arma-na-prisao-dizia-pagar-propina-comandante-756110303.asp

sexta-feira, 29 de maio de 2009

TEMA POLÊMICO - cotas raciais nas universidades

O governador Sérgio Cabral disse que recorrerá ao Supremo Tribunal Federal caso o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio não suspenda a liminar que impede a aplicação da lei de cotas nas universidades estaduais do Rio de Janeiro.

Assunto este tão polêmico e que divide opiniões, mas "raça só existe a humana. O que há são diferentes etnias" - Pelo menos é o que dizem sociólogos.


"A lei é demagógica, discriminatória, e não atinge seus objetivos"

deputado Flávio Bolsonaro

Veja a íntegra da ação.



Segundo o governador Sérgio Cabral a lei de cotas não é racista.
" Racista é quem acaba com a lei de cotas"


NOTA OFICIAL

RESPOSTA DO DEPUTADO FLÁVIO BOLSONARO AO GOVERNADOR SÉRGIO CABRAL


quinta-feira, 28 de maio de 2009

Polícia Civil e Ministério Público prendem policiais em operação contra as milícias

O Ministério Público Estadual e a Polícia Civil fazem uma operação para cumprir 31 mandados de prisão contra milicianos, na manhã desta quinta-feira. Vinte policiais militares já foram presos no subúrbio desde as 5h, quando começou a ação.
Oito pessoas, sendo dois advogados, já foram presas durante a operação, que conta com cerca de 200 policiais de oito delegacias especializadas, coordenadas pelo delegado Rodrigo Oliveira, diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE), em diversos pontos da em diversos bairros da Zona Oeste do Rio, entre eles Jacarepaguá, Anchieta e Piedade.
De acordo com o diretor do DPE, dois dos 31 mandados foram encaminhados para a Corregedoria da Polícia Militar e outros cinco mandados são contra policiais militares que já estão detidos administrativamente no Batalhão Prisional da PM.
Participam da ação Polinter, Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), Delegacia de Repressão a Armas e Entorpecentes (DRAE), Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) Delegacia de Homicídios (DH) e Delegacia de Homicídios da Zona Oeste (DH/OESTE), com apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE).

JB Online

SUBTENENTE DESAPARECIDO

O subtenente do 14º BPM Carlos Leite do Nascimento está desaparecido há cinco meses. Ele é "suspeito" de tentar vender a Favela da Metral em Vila Kennnedy para o Comando vermelho.


Dizem que ele teria levado 150 mil para facilitar a ação de traficantes, pois na época a Favela estava ocupada pela Policia Militar. Seu salário foi suspenso em fevereiro e já considerado um desertor, ninguém sabe do seu paradeiro.
Na data prevista para a invasão do Comando Vermelho que seria no Feriado de São Sebastião, não houve invasão e o subtenente não foi mais visto.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Alerj aumenta efetivo da Polícia Militar

POLÍCIA MILITAR TERÁ MAIS 20 MIL POSTOS EM SEU EFETIVO

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou nesta quarta-feira (27/05) a mensagem do Executivo (projeto 2.262/09) que aumenta em quase 20 mil postos o efetivo da Polícia Militar. O projeto será enviado ao governador, autor da proposta, com alterações que farão, entre outras coisas, com que o número de profissionais passe a 60.484 – sete a mais do que propunha o texto original. A mudança foi permitida pela aprovação de emenda do deputado Paulo Ramos (PDT) que aumentou o quadro de capelães da corporação. O deputado, que é Major da Reserva, justificou a iniciativa com um lamento: “A redistribuição dos cargos se mostra necessária por uma infelicidade: a importância destes profissionais num momento em que perdemos tantos policiais militares em serviço”.

A Casa aprovou a inclusão de quatro emendas, sendo três de Ramos. Outra emenda do pedetista garantirá aos PMs inativos o direito ao posto ou graduação correspondente aos proventos que recebem. “Apenas por uma questão de justo reconhecimento”, explicou. Já uma emenda do PT e do deputado Marcelo Freixo (PSol) substitui no texto o termo “soldados temporários” por “voluntários”.

Além de aumentar o efetivo, a proposta, que segue para sanção, permitirá ao Governo regularizar as promoções na corporação. De acordo com o projeto, que traz em anexo a relação de policiais por patentes, o efetivo de praças especiais terá número variável, e as vagas em cada posto e graduação, abertas dentro dos quadros em decorrência da lei, serão distribuídas e completadas em seis datas de promoções para os oficiais e em quatro datas de promoções para os praças. O número de voluntários será fixado por decreto do Poder Executivo. O projeto também cria, no Quadro de Oficiais de Saúde (QOS), as categorias de nutricionista, fonoaudiólogo e assistente social e, no Quadro Complementar, a categoria de pedagogo.

  • A proposta agora será enviada para sanção do governador Sérgio Cabral
http://www.alerj.rj.gov.br/common/noticia_corpo.asp?num=30012

terça-feira, 26 de maio de 2009

TJ do Rio suspende a "Lei de Cotas Raciais"


O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu ontem à tarde uma liminar que suspende os efeitos da lei estadual que estabeleceu cotas em universidades públicas estaduais. A ação contra as cotas para negros e estudantes de escolas públicas foi proposta pelo deputado estadual Flávio Bolsonaro (PP), que entrou na Justiça com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN). O deputado, que também é advogado, defendeu a ação no plenário do Órgão Especial.

Para ele, a lei é demagógica, discriminatória e não atinge seus objetivos. “O preconceito existe, não tem como negar, mas a lei provoca um acirramento da discriminação na sociedade. Até quando o critério cor da pele vai continuar prevalecendo? A ditadura do politicamente correto impede que o Legislativo discuta a questão”, disse ele, durante sua defesa. A lei estadual tem o objetivo de garantir vagas a negros, indígenas, alunos da rede pública de ensino, pessoas portadoras de deficiência, filhos de policiais civis e militares, bombeiros militares e inspetores de segurança e administração penitenciária, mortos ou incapacitados em razão do serviço.

O relator do processo, desembargador Sérgio Cavalieri Filho, votou contra a liminar por achar que a política “de ação afirmativa tem por finalidade a igualdade formal e material”. O Órgão Especial, no entanto, decidiu por maioria dos votos conceder a liminar, suspendendo os efeitos da lei. A decisão definitiva sobre o assunto ainda será analisada pelo Órgão Especial. A Uerj, a primeira instituição a adotar o regime de cotas, informou por meio de sua assessoria de imprensa que deverá se pronunciar amanhã sobre o tema.

http://blogln.ning.com/profiles/blogs/tj-do-rio-suspende-a-lei-de

MEDO DE REPRESÁLIA

LEIA: Sargento que vive na rua foge da PM e some
http://extra.globo.com/geral/casodepolicia/posts/2009/05/25/sargento-que-vive-na-rua-foge-da-pm-some-189287.asp

sábado, 23 de maio de 2009

FAXINA NA PMERJ: DO CORONEL AO SOLDADO

VALE LEMBRAR QUE :

Segundo Cabral, os nomes da lista vão 'pagar o pato.

“Do coronel ao soldado, do delegado de polícia ao agente. Não tem diferenciação hierárquica. Quem estiver na lista comprovadamente envolvido com isso pagará o pato. Responderá criminalmente e será expulso da sua corporação”, disse o governador, ao mesmo tempo lamentando que profissionais que servem ao Estado estejam envolvidos com esse tipo de criminoso.
http://www.atribunanews.com.br/news.php?newsid=16656

sexta-feira, 22 de maio de 2009

CRUCIFICADO PELO TRÁFICO DA VILA ALIANÇA


Rapaz de 17 anos, olheiro responsável por avisar os traficantes sobre a chegada da polícia, foi surpreendido dormindo quando deveria estar vigiando. Como castigo foi amarrado no alto da torre da light, mas foi salvo pelos Pms do 14º batalhão.

Menor julgado por 'Tribunal do Tráfico'
O dolescente H.C.F., de 16 anos, foi baleado no início da semana por traficantes do morro do Andaraí, com um tiro em cada mão, por ter cometido um roubo nas proximidades da comunidade.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

VAMOS DEIXAR O PRECONCEITO DE LADO

POLICIAIS MILITARES, POLICIAIS CIVIS E BOMBEIROS NÃO PODEM SE MANIFESTAR POR MELHORES SALÁRIOS...MAS PODEM PARTICIPAR DA PARADA GAY
O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), conclamou na tarde do dia 18, que os membros do governo assumam suas orientações sexuais sem constrangimentos. Segundo Cabral, os servidores devem seguir o "livre-arbítrio" e deixar o preconceito de lado.
"A Polícia Civil, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, a Defensoria, eu conclamo a todos os membros do governo que no dia da Parada Gay se identifiquem e passeiem no desfile. O parlamentar homossexual, o jogador de futebol homossexual", disse.
"Eu acho que assumir a sua liberdade, o seu livre-arbítrio, o seu desejo, é uma conquista extraordinária", afirmou o governador do Rio, no Palácio Guanabara, onde participou da criação do Conselho dos Direitos da População LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) do Estado.

Polêmica
O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, fez críticas à Igreja Católica nesta segunda-feira, afirmando que ela pressiona parlamentares a votar contra a lei que criminaliza a homofobia.
"Como uma religião pode dizer que é fraterna e solidária com todos, se pressiona os parlamentares a não aprovarem a lei que criminaliza a homofobia quando ontem desfilávamos nas ruas de Ipanema lembrando 3.000 mortos em 10 anos no Brasil por causa de crimes homofóbicos. Então, quem obsta a aprovação dessa lei é corresponsável pela multiplicação desses crimes que nada tem de fraternos, nem de solidários", disse Minc, durante cerimônia de instalação e posse do Conselho Estadual dos Direitos da População LGBT.
A Folha Online não conseguiu contato com representantes da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) para responder às críticas de Minc.
http://www.athosgls.com.br/noticias_visualiza.php?contcod=26409

MUSPE - MOVIMENTO UNIFICADO DOS SERVIDORES ESTADUAIS


terça-feira, 19 de maio de 2009

Soldado poderá chegar a tenente-coronel

A tarde desta terça-feira promete ser "animada" na Alerj. Os deputados começam a discutir projeto do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PP) que, se aprovado, no futuro, garantirá que um soldado da Polícia Militar do Rio chegue a tenente-coronel. É o segundo posto mais alto da corporação, perdendo apenas para coronel. Hoje, o soldado pode vir a ser, no máximo, major. A medida promete muita discussão. Se for aceita representará mobilidade na carreira policial. Atualmente, poucos PMs que iniciaram a carreira como soldado conseguem chegar a oficial.

http://extra.globo.com/geral/casodepolicia/posts/2009/05/19/soldado-podera-chegar-tenente-coronel-187375.asp

segunda-feira, 18 de maio de 2009

TODOS DE OLHO EM 2010

Picciani participa de lançamento de obras habitacionais na Zona Oeste
O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), deputado Jorge Picciani (PMDB), participou, nesta segunda-feira, do lançamento das obras de revitalização de conjuntos habitacionais em Campo Grande, Realengo, Jacarepaguá, na zona Oeste, e Quintino, na zona Norte.
Os eventos, que contaram com a presença do governador Sérgio Cabral, deram início a um programa de R$ 35 milhões para a melhoria de cerca de 20 mil moradias populares em todo o estado.
- Ao lado da Secretaria de Estado de Habitação, estamos tocando um projeto importantíssimo para o desenvolvimento do Rio de Janeiro, que trará dignidade para muitas pessoas. A reforma de todos esses condomínios era um compromisso do governador e estou aqui, representando o Poder Legislativo, para iniciarmos as obras. Tenho certeza de que a população está muito feliz - afirmou o presidente da Alerj.
No Conjunto Habitacional Cidade de Deus, em Jacarepaguá, todos os 57 blocos, num total de 2.160 apartamentos, serão reformados, num investimento de cerca de R$ 2,8 milhões.
O prazo para o término das obras é de dez meses. Em Campo Grande, no Conjunto Vilar Arthur Rios, serão reformados 468 apartamentos, divididos em 12 blocos, e as obras irão custar aproximadamente R$ 1,2 milhões.
No IAPC de Quintino, 32 blocos, num total de 496 apartamentos, serão reformados com custo de cerca de R$ 1,5 milhão. Já no Fumacê, em Realengo, são 1.198 apartamentos, em 60 blocos, e cerca de R$ 3,3 milhões investidos. Outros dois conjuntos que já estavam aprovados na primeira fase do programa, Adélia Martins, em Mutondo, São Gonçalo (região Metropolitana), e o Heyder de Moraes Rêgo, em Pilares (zona Norte do Rio), também já estão com contratos assinados, e as obras devem começar nas próximas semanas.
- Nossa prioridade é melhorar a condição de vida destas pessoas. E elas poderão contar com a ajuda do estado nessa empreitada. Não vamos só fazer uma revitalização parcial. Dentro do planejamento está prevista a recuperação da fachada dos prédios e também da parte elétrica, assim como outras melhorias. Paralelo a isso está também o programa "Minha vida, minha casa, que pretende disponibilizar 100 mil casas para a população fluminense - comentou o governador Sérgio Cabral durante a inauguração das obras do conjunto habitacional Vilar Arthur Rios, em Campo Grande.
O secretário de Estado de Habitação, Leonardo Picciani, também participou dos eventos. Ele garantiu que toda reforma será fiscalizada pela Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab).
- A intenção é realizar uma obra de qualidade. Serão feitas muitas coisas, sobretudo na parte estrutural, que não aparece, mas é importantíssima para que os prédios não corram o riscos. A Cehab estará permanentemente presente para que possamos entregar uma obra que atenda aos anseios dos moradores - concluiu o secretário.

JB Online

sexta-feira, 15 de maio de 2009

SEGUNDO O SECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO " SE " HOUVER REAJUSTES PARA A PM, CIVIS E BOMBEIROS TAMBÉM RECEBERÃO












* PAGAMENTO ATRASADO
ESTADO "PROMETEU" PAGAR SEMANA QUE VEM A GRATIFICAÇÃO DE R$ 500 REFERENTE AO MÊS DE ABRIL, PARA OS 336 POLICIAIS DAS UNIDADES DO SANTA MARTA, CIDADE DE DEUS E BATAN.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Polícia Militar - 200 anos - DEPUTADO FLÁVIO BOLSONARO



Em seu bicentenário, vive a gloriosa Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro um grave momento, ante a falta de investimentos do Estado no que há de mais importante em segurança pública: o policial.
Passa o Rio de Janeiro triste quadro de violência, sendo injustamente atribuída à PMERJ a responsabilidade pela inépcia de todos os instrumentos de prevenção ao crime.
Revoltada, perde a sociedade o respeito e a confiança na Polícia. Abandonados, mal remunerados, aterrorizados por um regulamento disciplinar obsoleto e arbitrário e, ainda, submetidos a jornadas de trabalho desumanas, insalubres e arriscadas, sentem os integrantes da Corporação a morte de seus ideais e de muitos colegas de farda.
A desmotivação é visível nos rostos dos policiais em qualquer viatura posicionada nas ruas. Sumariamente excluídos caso ocorram imprevistos polêmicos na ação policial, ficam temerosos por cumprirem seus deveres. Suas carreiras militares, de um dia para o outro, podem ser encerradas sem que sejam respeitados os princípios constitucionais da presunção da inocência, da ampla defesa e do contraditório. O PM hoje não tem segurança jurídica para trabalhar.
O resultado é que muitos policiais estão esperando o tempo para passar à inatividade ou fazendo concursos para carreiras menos arriscadas e melhor remuneradas.
A solução está nas mãos do Governador - que deveria estabelecer, com urgência, um conjunto de ações eficazes para a reconquista do espaço perdido para o crime e para a valorização e motivação da tropa, para que a PMERJ e seu efetivo comemorem outros séculos de glórias. Mantido o atual abandono, acabará por tornar-se, tão somente, um caso de polícia.
Deputado Estadual Flávio Bolsonaro

ESCÂNDALO DERRUBA CÚPULA DA POLÍCIA MILITAR DE BRASÍLIA

O governador José Roberto Arruda (DEM-DF) acaba de afastar do cargo o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Antônio José de Oliveira Cerqueira, e mais os coronéis João Fiorenza, do Centro de Inteligência, e Antônio Carlos de Sousa, da Diretoria de Finanças.

promotor Mauro Faria de Lima, da Promotoria Militar, sustenta que eles desviaram, entre março de 2008 e abril de 2009, R$ 919,6 mil em proveito da empresa Nara Veículos, concessionária da Mitsubishi em Brasília. Informa o Correio Braziliense que, "segundo a denúncia, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDB) e a Nara Veículos apresentaram notas fiscais falsas para atestar serviços mecânicos não realizados e justificar o repasse de dinheiro à concessionária do empresário Marcos Cardoso, candidato a senador pelo PFL na última eleição.

A PMDF assinou um contrato de R$ 889,8 mil — que teve um aditivo de 10% — para a Nara fazer as revisões das 56 caminhonetes L200 Mitsubishi destinadas ao policiamento ostensivo. Os veículos foram comprados no fim de 2006 e começaram a rodar em janeiro de 2007.

Apesar de novas, as picapes apresentaram danos sérios, segundo as notas fiscais. O contrato previa revisões a cada 10 mil km, até que rodassem 120 mil km. O dinheiro, no entanto, foi gasto em três meses, sem que nenhuma picape ultrapassasse a marca dos 70 mil km.

Das 56 caminhonetes, sete trocaram o motor de arranque, oito trocaram o eixo cardã — que liga o motor às rodas traseiras —, nove trocaram a bomba injetora de combustível, 10 substituíram o alternador. Além disso, sete carros passaram por serviços de pintura, 37 sofreram reparos no sistema elétrico e 38 trocaram o tapete e o estofamento."

fonte: Blog do Noblat

PROJETO PMs 2010 !


Independentemente do que venhamos a fazer no âmbito dos estados, devemos iniciar uma articulação visando 2010. Eleger um deputado estadual não faz qualquer diferença para a nossa luta, mas elegermos 27 PMs como Deputados Federais a coisa muda de figura. Não seríamos apenas uma voz em meio a tantas outras, sufocada pelos Governadores e seus aliados, como ocorre hoje nas Assembléias Legislativas, mas 27 vozes que atuariam em conjunto, em prol da Família Policial-Militar brasileira, uma Bancada federal de PMs.

Muitos já entenderam isso e assim agem: A Bancada dos Evangélicos e a Bancada dos Ruralistas, por exemplo. Atuando em conjunto, essas bancadas têm obtido conceções de rádio e televisão(Evangélicos) e renegociação de dívidas e juros baixos para suas atividades(Ruralistas).

27 PMs atuariam hoje, por exemplo, em defesa da PEC 300/08, ampliando grandissimamente suas possibilidades de aprovação, portanto é chegada a hora de agirmos de forma organizada, aproveitando o Fenômeno dos Blogs. Cada estado da Federação deve agir para escolher um candidato PM/BM para que a luta se inicie desde já. Aqui no RJ, por exemplo, foram eleitos dois Deputados Federais ligados à área de Segurança Pública, o Delegado Federal Marcelo Itagiba e a Investigadora da Polícia Civil Marina Magessi, ambos não fizeram nada até agora em favor dos PMs.
Uma bancada de 27 Deputados Federais PMs representa 5% da Câmara dos Deputados, parece pouco, mas não é, pois no jogo parlamentar há a troca de apoio na votação de projetos. Poderemos fazer facilmente articulações com a Bancada dos Evangélicos e dos Ruralistas, como também com uma incipiente bancada dos Membros das FFAA, portanto já seríamos 300 "Conservadores" atuando em conjunto, para votarmos sempre juntos, uma bancada apoiando a outra, o que não seria difícil, pois todos somos contra o MST e o banditismo que grassa no país, por exemplo.
Em troca do apoio a uma proposta dos Evangélicos contra o aborto, pediríamos o apoio para a PEC 300/08. Em troca de apoio a uma proposta dos Ruralistas por juros mais baixos para a compra de tratores, pediríamos o porte de arma nacional para os PMs e assim sucessivamente.
PMs do Brasil, na democracia, quem manda não é a maioria, mas a minoria organizada!

http://militarlegal.blogspot.com/2009/05/projeto-pms-2010.html

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Realidade do dia a dia de um POLICIAL MILITAR

video

Pmerj / Polícia. Rosa de Saron. Muitos Choram.

200 ANOS DA POLÍCIA MILITAR


MINHA HOMENAGEM AOS VERDADEIROS HERÓIS DA PMERJ


Angelo de Oliveira Junior, André Lixa do Nascimento, Sargento Eurico, Carlos Jorge Silva Ramos, Paulo Maurício e Silva, Sandro José da Silva, Jaime Carvalho, Eli Peixoto Azevedo, André Oliveira, Edson Santos Carvalho, Weslei de Oliveira Batista, Jorge dos Santos, Alexsandro da Rocha Rodrigues, Eduardo Ribeiro da Silva, Alex Valadares, Sebastião Rocha, Marcelo Martins, Yolando Flávio Silva, Carlos Renato Geraldo da Silva, Francisco José Barreto, Marlon Rodrigues de Farias,Vanderlon Abreu Paixão, André Luiz Mota, Alexandre Valverde, Antonio Carlos Rodrigues da Silva, Manoel Coutinho Filho, Antonio Carlos R. da Silva, Eduardo Souza Neves, Lúcio Luiz Lopes, Anderson da Silva Oliveira, Marco Antonio Barreto Siqueira, Cabo Américo, Ricardo Veríssimo Pereira, Natan Evaristo da Silva, Antonio dos Santos Filho, Rogério Barberino, Leandro de Moura Teixeira, Denilson Vaz Francisco, Daniel da Silva Pereira, Wallace Pimenta, Edson Amaral Costa, Pedro Antonio Gonçalvez Pereira,Júlio César T. Oliveira, Luis Acácio de carvalho, Rafael F. de Carvalho, Ary Correia de Oliveira, Paulo Henrique Ferreira, Joaquim José Chaves, Leôncio Dias, Emerson Severiano Pereira, Edson Pinheiro Matos, Cleriston Cunha Silva, André Luis Ferreira Santana, Luiz Cláudio Melo, Carlos Alberto Santos, Luiz Fernando Marques Silva, Antonio Leão, SD de Morais, Anderson Felipe, Marcio Carvalho Pereira, Jorge Luiz Cordeiro, Alessandro da Costa Santos, Thiago de Almeida Neves, Abílio Pereira de Farias Neto, Márcio Alex de Oliveira santos, Carlos Márcio Gonçalves, Sidney Pereira Baracho, Marcos Patríllo Mercês, João Luiz Souza Pereira, Marco de Oliveira Mendonça, Paulo José Craveiro dos Santos, Cléber do Amparo, Reinaldo Oliveira Martins, João Luiz Nunes Rafero, Jacimar Pimentel Barros, Mauro Reis Araújo, Waldemar Lopoes Bandeira Neto, SD Barbosa ( Perereca), Carlos Henrique dos Santos, Jailson Correia de Oliveira, GUARACI DE OLIVEIRA COSTA ( MEU AMIGO ) Marco Antonio Ribeiro, Marcos André Lopes, Sebastião Santos, Fábio Roberto da Silva, Cláudio Silva, Marcel Souza, Fábio Gadelha, Cláudio Malker de Freitas Silva, Douglas Carneiro, Paulo Cesar Silva dos Santos Lima, Hélio Porto Valentino, Jorge Ulisses Fernandes Vieira, Elson de Souza Rente, Paulo César Lopes, Luis Carlos Soares da Mota, Celso Nunes, Marcos Antônio Ribeiro Nogueira Junior e muitos outros que já se foram!

25 PMs presos por furto de dois fuzis na Tijuca

Os fuzis FAL, calibre 7.62, que sumiram na segunda-feira do 6º BPM (Tijuca), apresentavam problemas mecânicos e, por isso, estavam guardados na oficina que fica dentro da sala de material bélico. Dois oficiais e 23 praças foram presos administrativamente para investigação interna. No dia do furto, todos haviam deixado o quartel ou entravam no serviço. Eles só serão liberados depois de prestar depoimento.

A PM instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do sumiço. O relatório deve ficar pronto em 40 dias, se não houver prorrogação por mais 20 dias. “A PM vai ter que prestar contas. Eu quero saber o que houve e a sociedade também quer. Eles vão ter que investigar o histórico de quem usou esse armamento e por que ele não foi devolvido. Isso é grave! Teremos que chegar ao autor e puni-lo”, afirmou o secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame.

Integrante da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa (Alerj), o deputado Flávio Bolsonaro (PP) disse estar convencido de que o furto dos fuzis seria uma retaliação ao comandante da unidade, tenente-coronel Fernando Príncipe, que assumiu o posto há pouco mais de uma semana. O parlamentar não descartou a convocação do oficial para prestar esclarecimentos sobre o episódio. “Príncipe certamente já começou a sofrer represálias por parte de alguns comandados, insatisfeitos com algumas mudanças já iniciadas. Geralmente comandantes rigorosos sofrem com ações de maus policiais”, afirmou Bolsonaro.

O desaparecimento das armas foi percebido no início da manhã de segunda-feira. A PM, em nota oficial, chegou a desmentir o furto, que só foi confirmado no fim da noite.

O DIA

terça-feira, 12 de maio de 2009

INVESTIGADORES FORMADOS - PCERJ

Conheça a história do Concurso para Investigador Policial de 2005 da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Saiba o sofrimento de 200 cidadãos que após 03 anos de concurso e terem completado todas as etapas, inclusive com 09 meses de Academia de Polícia, ainda esperam suas efetivações. http://investigadoresformados.blogspot.com/

O video retrata a realidade que eles estão vivendo.
http://www.youtube.com/watch?v=XvlktxbtpME

MUNIÇÃO PARA PERFURAR BLINDADOS E COLETES


segunda-feira, 11 de maio de 2009

SOBRA OFICIAL E FALTA PRAÇA

Número de oficiais na PM é 5,8% maior

Faltando apenas dois dias para a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro completar duzentos anos de existência, ainda existem problemas graves dentro da corporação, que acabam refletindo diretamente na segurança da população fluminense. Um documento reservado do Estado-Maior da corporação, que foi divulgado na edição desta segunda-feira do jornal EXTRA, mostra que enquanto sobram oficiais em gabinetes, faltam soldados nas ruas.
Segundo o documento, de junho do ano passado, faltam 14.420 soldados nas ruas do estado. Enquanto o efetivo previsto era de 25.140 homens, naquele mês havia apenas 10.990 soldados. Apesar disso, a situação é completamente diferente quando o assunto são os oficiais. A PM previa uma existência de 40 coronéis, mas possuía 120. Duzentos por cento a mais do que o planejado. Entre os oficiais, outras patentes também possuíam excesso de efetivo, segundo o documento. Apenas os cargos de capitão e primeiro-tenente apresentavam menos policiais do que o planejado.
Em junho de 2008, havia 2.950 oficiais da PM, um número 5,8% maior do que o previsto. Por outro lado, dos 40.987 praças previstos, existiam apenas 35.357, o que representa um déficit de 16%. Os praças são soldados, cabos, primeiros, segundos e terceiros sargentos, subtenentes e aspirantes a oficial. São eles que efetivamente patrulham as ruas.
Atualmente, há projetos para elevar o efetivo da PM para 43 mil homens em 2010 e 60 mil até 2016.

Redação SRZD

domingo, 10 de maio de 2009

sábado, 9 de maio de 2009


A ONG Rio de Paz vai espalhar 17 mil pedras brancas nas escadarias da ALERJ na próxima segunda-feira. Cada pedra vai simbolizar o número de mortes violentas no Estado nos últimos 28 meses.
E 11 mil pedrinhas brancas serão derramadas das escadarias da Alerj lembrando os casos de pessoas desaparecidas. Também será fixada a faixa em ingles "CITIZENSHIP STONED: 17, 000 MURDERS IN 28 MONTHS IN THE STATE OF RIO".
Em comemoração aos 200 anos da Polícia Militar haverá uma homenagem aos policiais militares assassinados nos últimos 28 meses.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

MARCHA DA MACONHA

Setenta policiais militares vão fazer parte do esquema de policiamento montado especialmente para a Marcha da Maconha, marcada para o próximo sábado, em Ipanema.
A Marcha deverá acontecer no Rio no próximo sábado. Depois do cancelamento da manifestação por aqui em 2008 - quando, atendendo a um pedido do Ministério Público, que entrou com uma medida cautelar, o Tribunal de Justiça proibiu a marcha, como em outras seis capitais brasileiras -, os organizadores este ano resolveram se precaver: em abril, eles conseguiram um habeas corpus preventivo para garantir a caminhada, do Posto 9, em Ipanema, ao Arpoador, a partir das 16h20m.
Nos últimos dias, quatro estados brasileiros (Bahia, Ceará, Goiás e Paraíba) tiveram o evento proibido, a
Para defender a legalização do consumo da erva, são esperadas duas mil pessoas, mas os organizadores recomendam que ninguém faça uso de drogas ilícitas no local. A Polícia Militar ainda não informou se haverá um esquema especial para a marcha.
Os manifestantes estão se preparando para um evento irreverente, com máscaras de personalidades como o medalhista olímpico Michael Phelps, nadador americano que foi flagrado fumando maconha em fevereiro, e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que defendeu a descriminação da erva, assim como do governador Sérgio Cabral e dos personagens Scooby Doo e Salsicha.

O GLOBO

quarta-feira, 6 de maio de 2009

POLICIAIS REFORMADOS PODERÃO NÃO SER SUBMETIDOS A CORREGEDORIA

Policiais e Bombeiros militares reformados poderão ser excluídos dos regulamentos disciplinares de suas corporações. A Assembleia Legislativa do Rio aprovou, nesta quarta-feira (06/05), em primeira discussão, o projeto de lei 676/07, que propõe a modificação como forma de poupar os reformados de penalizações que podem causar aos inativos a perda de seus proventos. “Minha intenção não é poupá-los de uma punição, mas evitar casos de perseguição ou erros de avaliação que possam causar a perda de proventos e, em caso de morte, a perda de pensão para as esposas”, explica o deputado Paulo Ramos (PDT), autor do texto.

A proposta diz que as corregedorias deverão encerrar procedimentos em curso envolvendo reformados.O projeto diz que os militares reformados serão investigados pela Delegacia de Polícia Civil Judiciária e que só poderão ser presos em flagrante delito de crime inafiançável, por mandados judiciais ou por sentença judicial transitada em julgado. E também que os militares reformados estaduais, ainda que condenados em sentenças judiciais a penas superiores a dois anos, não perderão sua condição de militar. Já a pena acessória de perda de função só poderá ser aplicada pelo Tribunal de Justiça em caso de improbidade administrativa, corrupção ou extorsão e por crime contra a administração pública.

http://www.alerj.rj.gov.br/common/noticia_corpo.asp?num=29610

Polícia acha maconha escondida no telhado de creche Municipal

Foram de 300 kg de maconha em tablete encontrados no forro de um telhado da creche municipal Tia Sônia Crispiniano, que funciona na favela Ladeira dos Tabajaras. Foi determinada a abertura de uma sindicância para apurar os fatos ocorridos.
Em 2008, um grande arsenal em armas, munição e drogas foi encontrado escondido em dois bueiros no interior do Ciep Frei Agostinho Fincias no Engenho Novo. O armamento pertencia aos traficantes do morro de São João.



segunda-feira, 4 de maio de 2009

GAROTINHO DENUNCIA: Cabral, o “editor” dos jornais

Imprensa no Rio perdeu a vergonha
Há tempos, tanto esse blog quando o próprio site youPode, tem sugerido aos jornais que ouçam o governador Sergio Cabral sobre este ou aquele assunto.Como nunca ouviram ele sobre nada, ficou sempre a impressão de que os jornalões não gostariam de ser pautados por ninguém.Agora foi descoberto o mistério. Eles são pautados pelo próprio governador do Rio. E quem desmascarou isso foi o seu antecessor, Anthony Garotinho, que em seu blog mostra um release do Palácio Guanabara das 13h16m, que foi reproduzido na íntegra, inclusive com o mesmo título, tanto no site do ‘Globo’ (15h34m) como no site de ‘O Dia’ (14h45m). Os jornais não participam mais da cobertura do governador. Os releases oficiais ocuparam o espaço. É a vergonha implantada.
Clique aqui e leiam a nota ‘Imprensa Oficial’ no site do ex-governador.
Aqui o release de Cabral,
aqui a notícia de ‘O Globo’ e
aqui a do ‘Dia’.
http://youpode.com.br/blog/alguemmedisse/2009/05/04/imprensa-no-rio-perdeu-a-vergonha/

Homens resgatam presos e trancam policiais em Santa Catarina


Florianópolis - Dois homens invadiram uma delegacia na região central de Florianópolis, capital catarinense, durante a madrugada desta segunda-feira e, após trancarem os policiais que estavam de plantão numa cela, libertaram três jovens que estavam detidos por tráfico de drogas e homicídio.O caso ocorreu na 6ª Delegacia de Polícia de Proteção à Mulher, Criança e Adolescente, localizada ao lado da residência oficial do Governador de Santa Catarina e a cerca de 1 km do presídio de Florianópolis. Dois adolescentes de 17 e 16 anos e Jeferson Luiz Adão Penha, 18 anos, considerado de "alta periculosidade" estão sendo procurados pela polícia.De acordo com as informações da Polícia Civil, uma mulher chegou à delegacia por volta das 2h pedindo para registrar um boletim de ocorrência. Em seguida, dois homens armados de pistolas invadiram o local.Os homens, depois de libertar os adolescentes, fugiram levando armas dos policiais e telefones celulares. Dois policiais civis trabalhavam no local e ficaram trancados dentro de uma cela até o início da manhã, quando uma funcionária chegou para o trabalho."Estamos apurando o caso, mas reitero que delegacia não é lugar de preso. A população vem ao local para ser atendida e corre riscos", desabafou o delegado chefe da Polícia Civil, Maurício Eskudlark. "As pessoas não têm mais medo de cometer crimes. Estão zombando da lei", criticou.De acordo com o delegado, o efetivo procura os três foragidos e a dupla que executou a ação de resgate. A mulher, que teria registrado um boletim de ocorrênciaa também é considerada suspeita e ainda não foi localizada.

Fonte: Terra

O PODEROSO BANDO


sexta-feira, 1 de maio de 2009

VALE TUDO! TEVE ATÉ CORREDORES FAKES.

Os inspetores do Comitê Olímpico Internacional (COI), que estavam no Forte de Copacabana participando de uma atividade da agenda oficial, seguem neste momento para a Barra da Tijuca, onde visitarão a Arena Olímpica. Na Zona Sul, o grupo assistiu a um vídeo e foi surpreendido com uma apresentação da Esquadrilha da Fumaça, que durou 15 minutos e encerrou com a formação de um coração.
Na orla de Copacabana foram montadas duas tendas para distribuição de bandeiras e adesivos aos cariocas. A intenção e fazer de cada habitante um garoto propaganda do Rio 2016.
Quando a comitiva passou pela Lagoa Rodrigo de Freitas, um grupo de aproximadamente 20 pessoas começou a correr, simulando exercício físico. Quando o ônibus dos inspetores se distanciou, o grupo parou, o percuso da corrida foi de aproximadamente 100 metros.

JB ON LINE

Visão sobre nossa opinião sobre as Polícias Brasileiras

e-mail recebido

Caros amigos, mais uma vez lhe escrevo para falar sobre nossas polícias e policiais.Espero evitar qualquer tipo de propaganda ou marketing e muito menos igualar uma história de ficção aos fatos de nossa realidade cotidiana. Mas, inevitavelmente, temos inserido em nossa cultura o hábito de criar comparações com países desenvolvidos, principalmente os Estados Unidos, e tal hábito se faz muito presente quando falamos de direitos humanos e polícia. Particularmente acho tais comparações injustas por muitos fatores, principalmente históricos. Nesta quinta-feira estive assistindo ao filme Força Policial (Pride and Glory), do diretor Gavin O'Connor, que fala sobre a história de uma família de policiais americanos que se vê inserida em um complexo sistema de corrupção, que envolve entre outras coisas, assassinatos cometidos por policiais. Como disse, evito comparações deste tipo, mas o que podemos tirar de exemplo deste filme é que desvios de conduta acontecem e sempre acontecerão, seja no Brasil, nos EUA ou em qualquer polícia do mundo. Acredito que em muitos momentos somos injustos com nossas corporações ao falar que são corruptas e pouco atuantes. Nossos policiais vivem em uma situação onde recebem poucos investimentos por partes dos governos, tem pouco ou nenhum respaldo da sociedade e lidam com as coisas mais "sujas" de nossa cidade, estão, diariamente, onde poucas ou nenhuma pessoa gostaria de estar. Não estou de forma nenhuma defendo policiais que se corrompem ou que quebram o código de ética de nossas polícias, seja ela civil ou militar. Afinal todos tem consciência do que irão enfrentar ao ingressarem na profissão de policial. E, aos que se desviam, espero também que lhe sejam imputadas as devidas sanções. Mas o que não podemos é taxar, de forma generalizada, todos policiais brasileiros como pouco efetivos e corruptos. Fato comum que nós, cidadãos, nos deparamos diariamente pelos ônibus e conversas informais durante nossas jornadas. O que busco com este texto é mostrar que não devemos radicalizar nossas opiniões sobre estes homens que se dispõe a sair de casa para nos defender diariamente e que não tem a certeza de voltar para suas casas vivos. O policial está na ponta, passa o dia na rua e vê muitas coisas que fogem aos padrões do que está escrito no código de procedimentos da corporação e isto torna sua atuação passível de dupla análise, onde o que preponderar é o ponto de vista que se escolhe, ou seja, se você vai acusar ou defender o policial e sua forma de agir em determinada situação. Acredito que podemos (e devemos) nos colocar no lugar de nossos policiais antes de formar uma opinião e divulgar uma crítica à polícia. Falo isso com uma propriedade e visão racional de uma pessoa que espera no futuro se tornar um bom policial. Espero que tenha criado um ponto de dúvida em sua cabeça para que, sempre que se ver diante de um "ataque" ao modus operandi de cada agente, você inverta os papéis e pense qual seria sua atitude em uma situação similar. Fiquem com meu grande abraço e com a dica do filme, que vale muito a pena ser visto, principalmente para quem deseja ser policial e ainda tem dúvidas se vale a pena ou não. Salários baixos e condições de vida reduzidas não podem pesar tanto em sua decisão vocacional. Afinal

"Ser policial é, sobretudo, uma razão de ser!"