segunda-feira, 31 de agosto de 2009

CONVITE

Lançamento do livro

MEEIROS DE CAFÉ

Gente e ocupação da zona proibida do Caparaó

de VIVALDO BARBOSA

DIA 01/09/09 - terça-feira

a partir das 18:00 horas

Livraria do Museu da República

Rua do Catete, 153 - Catete - Rio de Janeiro

Tel: 2556-5828

OPERAÇÃO ASFALTO LISO " EU APOIO "

Pra quem apóia a Lei Seca que protege a população dos motoristas irresponsáveis, mas acha que o governo também tem que cumprir com a sua parte!

Já pensou se pra cada buraco que criasse uma bolha no pneu, amassasse a roda, empenasse uma bandeja de suspensão ou estourasse um amortecedor, abrissemos um processo pedindo indenização contra o Estado?

É dever do governo preservar as vias de circulação, sem buracos ou remendos que ofereçam riscos à nossa segurança ou ameaça de prejuízo aos nossos bens materiais!

Participe: Use o adesivo, visite a comunidade no orkut e contribua com nosso manifesto.

http://www.asfaltoliso.com.br/

domingo, 30 de agosto de 2009

Policial Militar é baleado no rosto

O policial Leonardo Simões Cristino, do batalhão de Policiamento de Vias Especias, o BPVE, foi baleado no rosto. Ele fazia patrulhamento pela Avenida Brasil, quando foi atingido.
Traficantes de drogas, que estavam na altura da Fazenda Botafogo, atiraram na patrulha quando o carro passou em frente ao conjunto residencial. O policial, mesmo ferido, pediu auxílio pelo rádio. O 9º Batalhão da PM, de Rocha Miranda, enviou patrulhas para o local. O ferido ia ser levado para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, mas, como não há cirurgião neste hospital, o policial foi levado para o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo.

O Dia

sábado, 29 de agosto de 2009

Cinco policiais militares feridos durante tiroteio em favela da Zona Norte

Cinco policiais do 9º BPM de Rocha Miranda foram baleados durante uma troca de tiros com criminosos no morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, na Zona Norte do Rio. Os PMs tentavam impedir a invasão dos bandidos para assumir os pontos de venda de drogas da comunidade.

Cerca de cem traficantes armados com fuzis entraram no morro com um caminhão pouco antes das 4h e ocuparam os principais acessos. Houve um intenso tiroteio na comunidade e a avenida Pastor Martin Luther King, que margeia o morro, ficou fechada ao trânsito por medida de segurança.

O cabo Valdecir Cordeiro de Jesus foi atingido na perna, os soldados Gustavo Ribeiro Meirelles, com um tiro na boca, e Luciano Lopes Machado de Oliveira, na perna, foram levados para o Hospital Salgado Filho, no Méier.

Outros dois soldados, Delmo de Arruda da Costa Lima e Alessandro Alves Melo foram baleados na cabeça e também foram socorridos para a unidade. Policiais de dois batalhões permanecem nos acessos à comunidade com o auxílio de dois carros blindados. Moradores disseram que há, no mínimo, oito corpos dentro da comunidade.
Redação SRZD

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

UMA MENOR TROCA TIRO COM PMS


Uma menor de 17 anos trocou tiros com policiais presentes no morro do Juramento, na Zona Norte. A jovem, que portava uma pistola calibre 9 milímetros, com carregador especial para suportar 30 munições, iniciou o confronto e somente foi presa quando sua munição acabou.
Os policiais, do serviço reservado do 9º BPM, encontraram com a jovem, além da arma, 199 ampolas plásticas com cocaína, 129 trouxinhas de maconha, 80 pedras de crack e quatro trouxinhas de haxixe.
Os policiais afirmaram já ter conhecimento da existência da jovem, mas disseram na 27ª DP que não tinham ideia da disposição de encarar a polícia que ela mostrou durante o tiroteio.
O DIA

O SANEADOR DE TROPA ATACA MAIS UMA VEZ!


quinta-feira, 27 de agosto de 2009

FUNCIONÁRIOS ABRAÇAM O HOSPITAL ESTADUAL CARLOS CHAGAS EM MARECHAL HERMES

Movimento em Defesa do Hospital Estadual Carlos Chagas

Já fecharam a Cirurgia Plástica e a Ortopedia.



Estão tranferindo os médicos e outros profissionais de saúde.


Os outros setores do Hospital serão a Ginecologia, Pediatria e a Cirurgia Geral


No final será a Emergência!

O Deputado Paulo Ramos, os funcionários e a população local abraçaram o hospital em protesto hoje!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Manifestação dos professores nas escadarias da ALERJ

Os profissionais de Eduacação paralisaram as atividades por 24h para protestar contra mudanças no plano de carreira. Para o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe), a categoria teria sido prejudicada na redução de 12% para 7,5% no interstício (valor recebido na mudança de nível).

A Secretaria Estadual de Educação, por outro lado, afirma que os servidores não serão prejudicados e que há um plano de gratificações no projeto Nova Escola, a ser incorporado ao salário dos profissionais nos próximos seis anos.

Representantes do Sepe estiveram em uma audiência da Comissão de Educação da Alerj.

PESQUISA INÉDITA - O QUE PENSAM OS PROFISSIONAIS DA SEGURANÇA PÚBLICA NO BRASIL

ESTUDO MOSTRA QUE 41% DOS PROFISSIONAIS JÁ FORAM AMEAÇADOS DE MORTE
A pesquisa "O que pensam os profissionais da segurança pública no Brasil" também quis saber dos entrevistados se estes já foram vítimas de violência ou de violações de direitos humanos. O levantamento constatou que 41,8% dos 64 mil consultados já foram ameaçados de morte ou de violência física por criminosos; 22,2% foram vítimas de acidente de trânsito em serviço; e 20,5% foram torturados. (Nos questionários, a palavra "tortura" foi empregada de acordo com a Lei 9.455/97, que envolve imposição deliberada de sofrimento físico ou mental, e não apenas a ideia de práticas atrozes de violência física, como nos tempos da ditadura militar).

A pesquisa revelou que a incidência de tortura é muito maior entre PMs e bombeiros militares, em comparação com policiais civis. Isso sugere que a prática da tortura ainda é bastante presente nos cursos de formação militar no Brasil.

Ainda segundo o levantamento, 18,9% dos entrevistados foram vítimas de violência em serviço; 6,4% foram ameaçados de morte ou violência física por outro policial; 4,2% foram vítimas de violência física por parte de outro policial; e 2,6% foram baleados em serviço.

Apesar de todos os problemas, 55,3% dos entrevistados disseram que escolheriam a mesma carreira, caso pudessem optar novamente; 29% disseram que não; e 15,7% não responderam. Os mais satisfeitos com a carreira são os bombeiros (63,5%); seguidos pelos oficiais da PM (62,1%); agentes da Polícia Civil (54,9%); praças da PM (54,8%); guardas municipais (53,2%) e agentes penitenciários (49,5%). Os delegados da Polícia Civil são os menos satisfeitos, com apenas 48,9%.

CASOS DE POLÍCIA E SEGURANÇA

CABRAL - CONVERSA FIADA

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Profissionais da rede estadual de ensino paralisam amanhã dia 26/08

Os profissionais da rede estadual decidiram, em assembleia geral no último sábado, fazer uma paralisação de 24 horas amanhã quarta-feira. A manifestação será feita nas escadarias da Alerj, a partir das 10h, em protesto contra as modificações que o governador Sérgio Cabral fez no plano de carreira da categoria, reduzindo o interstício de 12% para 7,5%.

A Alerj foi escolhida para ser o local do protesto porque será realizada uma audiência pública na Comissão de Educação do Legislativo, nesse mesmo dia.http://www.sidneyrezende.com/noticia/52789+profissionais+da+rede+estadual+de+ensino+paralisam+na+proxima+quarta

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Emergência do Hospital Estadual Carlos Chagas vira “depósito de gente” -

De sexta-feira a domingo o Carlos Chagas não conta com nenhum anestesista. Isso é gravíssimo, criminoso! Por ser um hospital de emergência, a qualquer momento pode ser necessária uma cirurgia e, sem anestesia, isso é impossível.

A frase é do presidente do Sindicato dos Médicos do Estado do Rio, Jorge Darze, após a inspeção, com membros da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), no hospital estadual localizado em Marechal Hermes (Zona Oeste). A visita aconteceu no último sábado e as fotos foram cedidas ao Jornal do Brasil com exclusividade.

Para Darze, o déficit de pessoal e de equipamentos fez com que o Carlos Chagas tenha diminuído sua capacidade de atendimento numa área em que vivem 1,3 milhão de pessoas de 28 bairros.

– O tomógrafo, hoje obrigatório em qualquer emergência, está quebrado há mais de cinco meses. Dos três aparelhos de raio-x, somente um funciona e apenas para exames simples. De uns tempos para cá, por falta de anestesistas, o número de cirurgias eletivas caiu pela metade.

Um médico que trabalha no Carlos Chagas há quase três décadas disse que a manutenção dos parelhos é inexistente.

– O hospital é centro de referência no tratamento de hemorragia digestiva, mas os dois endoscópios usados pelos médicos da área simplesmente não funcionavam. Depois de meses de espera a situação só foi resolvida no mês passado. Mas apenas um dos aparelhos foi consertado – disse o médico, que pediu para não ser identificado.

Para agravar o precário estado do atendimento prestado à população do entorno do Hospital Carlos Chagas, na última quinta-feira o setor de ortopedia da instituição foi fechado pela Subsecretaria de Atenção à Saúde.

Outro médico do Hospital, que também não quis se identificar por temer represálias, afirmou que, com a desativação da ortopedia, a população precisará se deslocar para outras áreas em busca de atendimento. Ele questionou, ainda, as razões para o fechamento do setor.

– Agora, se o sujeito quebra a perna no Campinho, ou ele vai para Realengo, no Hospital Estadual Albert Schweitzer, ou para Penha, onde fica o Getúlio Vargas. Essa decisão é inexplicável. Há um ano atrás o setor realizava quase 100 cirurgias mensais. Há estrutura, profissionais e o material básico; fecharam a ortopedia por algum motivo maior – acusou.

O deputado estadual Paulo Ramos, membro da Comissão de Saúde definiu a situação assim:

– Um verdadeiro depósito! As pessoas estavam armazenadas nos corredores aguardando atendimento.

Para Ramos, o quadro no hospital é “periclitante”.

– O setor de ortopedia foi desativado, o de ginecologia caminha para isso. Alguns andares do prédio parecem fantasmas. O Carlos Chagas se encontra em extinção.

Para Paulo Ramos, a situação do hospital é reflexo da forma como a Saúde é tratada no Rio de Janeiro.

– Foi fácil perceber o descaso em relação à Saúde. A desorganização e a malversação do dinheiro público eram evidentes em cada canto do Carlos Chagas. Os profissionais do hospital estão prestes a largar seus postos. Muitos ficam ociosos por falta de condições, como o cirurgião que não pode operar por falta de anestesista.

Ramos disse que ainda hoje comunicará a situação ao Ministério Público Estadual.

– Entrarei com uma representação no MP. Vou pedir também acompanhamento de promotores nas próximas inspeções pela rede de hospitais do estado.

Secretaria de Saúde desmente denúncias

A respeito dos problemas denunciados pelo Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro (SindMed - RJ), no Hospital Estadual Carlos Chagas, a subsecretária de Atenção à Saúde, Hellen Miyamoto, deu algumas justificativas através de nota emitida pela assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde do Estado.

“A peça que apresentou defeito no tomógrafo está sendo orçada pelo setor responsável para que o conserto seja providenciado. O aparelho de raios-X está funcionando com problemas. O reparo será providenciado nesta semana, para que volte a funcionar adequadamente”, diz a nota.

No mesmo texto, Miyamoto negou as denúncias de falta de anestesistas e queda no número de cirurgias realizadas no Carlos Chagas, que contaria com 470 médicos:

“O plantão em cirurgia está completo nos finais de semana. Com relação à programação de cirurgias eletivas continua normal e, dos seis centros cirúrgicos, quatro salas estão em funcionamento.”

Ainda no comunicado, Hellen Miyamoto disse que “o serviço de ortopedia foi desativado em função da insuficiência de profissionais especialistas na unidade” e que “o Estado continua mantendo os demais hospitais para atendimento de traumato-ortopedia”.

A subsecretária informou que “a emergência do Hospital Estadual Carlos Chagas não atua como unidade de porta aberta, recebendo apenas pacientes referenciados pelas Unidades de Pronto-Atendimento (UPA) e (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) Samu”, o que significa que as pessoas só podem se dirigir à unidade de ortopedia depois de terem passado por um exame preliminar.


Jornal do Brasil

domingo, 23 de agosto de 2009

PANELAÇO NO PRÉDIO DO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE ÉTICA DO SENADO - PAULO DUQUE - PMDB - RIO DE JANEIRO

RUA CRUZ LIMA Nº 8 - FLAMENGO - RIO DE JANEIRO
http://flobojr.blogspot.com/2009/08/manifesto-fora-sarney-no-rio-de-janeiro.html

sábado, 22 de agosto de 2009

CABRAL E SUAS CARTINHAS DE FELIZ ANIVERSÁRIO!

CABRAL MANDA CARTINHAS PELO CORREIO COM SUA FOTO, DESEJANDO FELIZ ANIVERSÁRIO!

A legislação eleitoral permite?

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

POLICIAIS MILITARES E BOMBEIROS RECEBEM TREINAMENTO PARA PROTEGER O GOVERNADOR

Sessenta policiais miltares e bombeiros passaram por instrução especializada de prevenção a riscos, semana passada. Eles fazem parte do quadro de seguranças do governador, da primeira-dama e de seus filhos. O treinamento foi feito na sede do Batalhão ...
de Operações Especiasi (Bope), onde os miltares aprenderam técnicas de defesa pessoal e uso de armas não letais.
Além do Bope, também foi usada a base de Operações Aéreas da Lagoa, para instruções com helicópteros. De acordo com o chefe de instrução da Subsecretaria Militar, major Ricardo Pedrosa, o objetivo é garantir a preparação dos agentes para lidar com situações onde as autoridades corram riscos. "Nosso foco é treinar os seguranças que ainda estão se adaptando ao serviço, ensinando técnicas para imobilizar um possível agressor, sem atacá-lo, evitando riscos ao governador, por exemplo, em casos de protesto ou durante a campanha eleitoral", afirmou.
Entre as técnicas lecionadas, estavam: imobilização e estrangulamento dentro da defesa pessoal, uso de spray de pimenta, granadas de efeito moral e armas de eletrochoque. Ainda de acordo com Pedrosa, as instruções serão realizadas sempre que o governador estiver em viagem fora do País. Também serão ministradas aulas de tiro, primeiros socorros, prevenção a incêndios e salvamento aquático. Em outubro, a subsecretaria promoverá o curso de Proteção de Autoridades, que oferece 25 vagas para policiais militares, bombeiros e funcionários de outras instituições.

Blog da Segurança

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

FORA SARNEY


Vamos participar dia 22/08/2009 - às 14h - Flamengo. Concentração na na saída do metrô estação Flamengo.
COMUNIDADE NO ORKUT:
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=4645392

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

GUERRA NO RIO - BALAS TRAÇANTES

Um helicóptero blindado da Polícia Civil foi alvo de balas traçantes (que deixam rastro luminoso a olho nu), enquanto sobrevoava as favelas da Cora e da Mineira, no Centro do Rio. Os tiros, no entanto, não atingiram o helicóptero.

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1107411-7823-POLICIA+REALIZA+VARIAS+OPERACOES+EM+FAVELAS+DO+RIO,00.html

O artífice do mal - autor Vicente Portella

Sérgio Cabral Filho é, de longe, o pior chefe de executivo que o Estado do Rio de Janeiro já produziu. Superou, com honras, o triste legado de Marcelo Alencar.
Em 2 anos e meio de Governo não há uma só ação positiva em território Fluminense que possa ser atribuída a Sérgio Cabral, o homem que salvou Sarney.
Os idiotas da objetividade podem até reivindicar as UPAS, mas na verdade estas beneficiam apenas aqueles que a alugam por cerca de 700 mil reais mensais para o Estado, segundo denúncias que pululam na internet e em todos os ambientes não “Globais” do Rio.

Recentemente, entretanto, Cabral, através de seu cambono mor na PM, superou todos os recordes da indignidade pública. Com apenas uma canetada, o comandante, cargo temporário em sua essência, pôs em cheque toda a história de uma corporação que tem como patrono Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

Do alto de sua empáfia e talvez apoiado no mais profundo desconhecimento jurídico, o comando da PM , na prática, passou a permitir uma série de condutas irregulares e até, em certos casos, criminosas, ao mesmo tempo em que transformou em delito gravíssimo o exercício da democracia.

Na verdade, a ação é completamente dirigida.

Alguns oficiais da PM, como o Tenente Melquisedeque e o Coronel Paul, entre outros, tem feito questão de honrar publicamente a farda que usam e defender seus companheiros da ação perniciosa de um Governo indigno dos votos que recebeu.
E isso, para qualquer ser com pendores ditatoriais, se assemelha à um crime.
Roubar, matar, extorquir e rapinar o patrimônio público tem sido bandeira de alguns Governos e práticas comuns no lamentável histórico governamental brasileiro, e, exatamente por isso, há sempre bravos companheiros dispostos a denunciar os crimes e enfrentar as ações covardes de poderosos de maior ou menor porte.
No caso do Rio de Janeiro, inclusive, tais ações não se restringem à PM, ocorrem em todo o Estado e contra todos os servidores públicos.
Onde quer que se vá, na estrutura estadual, é possível encontrar trabalhadores perseguidos e prejudicados profissionalmente pelo simples fato de não aceitar dizer amém para o fascismo reinante no Governo. Algo abominável.


Pessoalmente, salvo um ou outro amigo de infância, jamais convivi com a rotina das polícias do Rio de Janeiro, nem Militar, nem Civil. Creio, no entanto, por convicção, que cabe a todos nós o respeito e a defesa destas instituições que pertencem ao Estado - e, consequentemente, ao povo - não a Governantes passageiros. Principalmente quando estes agem como cacheiros viajantes e fogem de quaisquer responsabilidades, inclusive as que fazem parte das atribuições de seu cargo.


O Rio de Janeiro e suas instituições precisam de todos nós. Só a sociedade organizada e o povo unido podem dar fim aos desmandos que se amontoam no atual (Des) Governo. Ao contrário do que deseja Sérgio Cabral, precisamos absorver para todos nós a indignação do Tenente Melquisedeque e do Coronel Paul, pois é essa indignação que nos fara superar oi mal que se incrustou na máquina do poder Estadual, tendo o próprio Governador como artífice desse mal.Brizola disse certa vez que o povo tem o direito de maldizer seus algozes. Nós somos o povo e a sociedade fluminense. Façamos isso.

http://vicenteportella.blogspot.com

Os bondes de Santa Teresa

O deputado Alessandro Molon pede ao TCE que investigue o contrato dos bondes de Santa Teresa. De acordo com o deputado, uma inspeção especial precisa ocorrer no contrato, porque segundo dados levantados pelo Sistema Integrado de Administração Financeira para ESTADOS e MUNICÍPIOS ( Siafem ), o estado do Rio já teria gasto cerca de 6 milhões de reais com obras de revitalização deste transporte.
http://jbonline.terra.com.br/pextra/2009/08/19/e190822730.asp

A VERDADE QUE NÃO É DIVULGADA PELA IMPRENSA DO RIO DE JANEIRO

O jornal impresso está num processo de metamorfose que ameaça sua própria existência. Estão perdendo leitores para os blogs, uma campanha na televisão comparava os blogueiros a macacos, seres não confiáveis, fontes inferiores de informação. Leia em:http://www.bloglucrativo.com.br/conteudo/jornalistas-x-blogueiros-x-empreendedores.html. Mas o blogueiro tem um comprometimento com a reputação dele com seus leitores, esse compromisso com a verdade faz com que os blogs assumam uma força crescente.
Eis que surge Ricardo Gama para dar um banho na mídia carioca, com um certo humor mas com responsabilidade de ouvir o povo do Rio de Janeiro. E graças ao Ricardo Gama podemos ver e ouvir a verdade sobre os fatos.



Mas uma vez Cabral foi vaiado!
video


Conheça seu blog
http://ricardo-gama.blogspot.com/

Seu TWITTER:
http://twitter.com/ADVOGADO100

Veja os seus últimos vídeos
http://www.youtube.com/profile?user=99239721rg&view=videos

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Três pessoas mortas em assaltos

Na Rodovia Washington Luís, altura de Caxias, ladrões cercam motociclistas e matam um deles, que era PM, com sete tiros. Em Benfica, funcionário do IBGE é assassinado ao volante. Bombeiro é morto na Vila da Penha.


O sargento da polícia militar Anderson Correia da Silva, foi morto com cinco tiros na barriga e dois nas costas na saída da Rodovia Washington Luís para a Linha Vermelha. Anderson, que era sargento do Grupamento Tático de Motociclistas do Batalhão de Choque e presidente do Moto Clube Alligator, vinha de um encontro de motoqueiros em Teresópolis juntamente com outros cinco motociclistas.

Em Benfica, criminosos mataram o funcionário do IBGE Maurício de Souza Andrade, 54, numa tentativa de assalto.
O pesquisador do IBGE ia para casa, em Caxias, no Honda Fit recém comprado. Sua filha, Raquel Andrade, 22, seguia com o marido e o filho em outro veículo, atrás, e ouviu os tiros, na Rua Licínio Cardoso, Benfica. “Vi o carro dele encostando na calçada e achei que estivesse esperando parar o tiroteio. Como ele não abriu a porta, fui lá. E o vi baleado”, contou a jovem. Maurício, que estava com a gola da camisa rasgada, levou pelo menos três tiros no peito, pescoço e cabeça, e morreu preso ao cinto de segurança. “Tentaram arrancá-lo do carro”, acredita um PM.

Bombeiro é morto na Vila da Penha

Um bombeiro foi morto na Avenida Oliveira Belo, esquina com Rua São João Gualberto, na Vila da Penha, Zona Norte, na noite deste domingo. Segundo as primeiras informações, Robson José da Silva, 42 anos, foi assassinado com vários tiros após sair de seu carro. Policiais da 38ª DP estão investigando o crime, mas ainda não sabem se foi execução ou tentativa de assalto, já que a vítima foi encontrada ao lado do carro. De acordo com a polícia, Robson trabalhou como adido na 38ª DP, mas voltou para o Corpo de Bombeiros há um mês.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

FORA SARNEY


Passeata do Rio
Rio de Janeiro

Data: 15/08 (Sábado) - 14H - Posto 6(Orla - Copacabana)

RIO DE JANEIRO PALCO DAS MANIFESTAÇÕES

Protesto compara senadores do Rio a monstro mitológico.
O Psol promoveu nesta sexta-feira a campanha "Esse Duque não é nosso - O Senado do Rio não nos representa", na Praça Mário Lago, Centro do Rio de Janeiro. Representantes o partido recolheram assinaturas para um abaixo assinado em apoio ao à iniciativa o senador José Nery (Psol-PA) de criar uma CPI para investigar atos secretos praticados nos últimos 15 anos. A imagem de uma hidra - monstro que, de acordo com a mitologia grega, tinha várias cabeças - com as fotos e os nomes dos três senadores que representam o Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), Francisco Dornelles (PP) e Paulo Duque (PMDB) foi montada no local.O deputado estadual Marcelo Freixo (Psol) cobrou um posicionamento do governador do Rio, Sérgio Cabral, sobre a atitude do seu suplente no Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), que preside o Conselho de Ética. O senador arquivou as denúncias contra o presidente da Casa, José Sarney. Duque é o segundo suplente da vaga de senador que pertencia a Cabral, que deixou o cargo após ser eleito governador. O primeiro suplente, Régis Fichtner, ocupa hoje a função de Chefe da Casa Civil do Estado.Segundo Freixo, a população do Rio de Janeiro está indignada com a manutenção de Paulo Duque no cargo. "Não é possível que o senhor Paulo Duque fale pelo Rio de Janeiro, que vá à imprensa falar que está pouco se lixando para a opinião pública. Ele representa apenas um carioca, que é o governador Sérgio Cabral", afirmou Freixo."Sérgio Cabral tem que ser cobrado pela população, porque ele mantém o senhor Paulo Duque no cargo. Ele se finge de morto, como se a situação no Senado não fosse problema dele", completou.Ainda de acordo o deputado, o chefe da Casa Civil, Régis Fichtner, já se manifestou contrário à decisão de Paulo Duque de arquivar as denuncias contra Sarney. Freixo defendeu a exoneração Fichtner para que ele volte a ocupar o cargo de suplente no Senado e acredita que Cabral só não toma essa atitude por ser aliado do presidente Lula. O governador não comentou o assunto.As informações são do Terra

MANIFESTAÇÃO DOS TRABALHADORES DE DIVERSAS CENTRAIS SINDICAIS

Cerca de mil trabalhadores de diversas centrais sindicais fazem um passeata nas ruas do Centro do Rio. A manifestação ocupou três faixas da Avenida Rio Branco e complicou o trânsito na região. Houve retenção na pista lateral da Avenida Presidente Vargas, no sentido Candelária. Trechos da Almirante Barroso e da Avenida Chile também foram interditados.

Os manifestantes saíram da Praça da Candelária, onde estavam reunidos desde 10h da manhã e seguiram até o prédio da Petrobras e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), na Avenida Chile.

A manifestação faz parte da Jornada Nacional Unificada de Lutas que acontece em vários estados do país e é organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). Os manifestantes são contrários às demissões e pedem melhores salários, redução das taxas de juros, reformas agrária e urbana e mais investimentos em políticas sociais. Além disso, eles protestam pela redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, sem redução de salários.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Estudantes são detidos em protesto contra Sarney no Senado

Em Brasília um grupo de estudantes foram até o Senado hoje (quinta-feira) realizar um protesto contra o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), que terminou em tumulto e confronto com a Polícia do Senado. Os estudantes caminhavam dentro do Senado quando um deles ergueu um papel com os dizeres "Fora Sarney". Foi então que um dos seguranças tentou retirar o papel e o tumulto começou.
Ontem ( quarta-feira ), também terminou em tumulto e confronto entre policiais, manifestantes e deputados do Psol um protesto realizado em frente ao Congresso Nacional, que pedia o afastamento de Sarney. Os manifestantes foram confrontados por agentes da Polícia do Senado e dois assessores de deputados do Psol, Isaac Lutti e Rodrigo Pereira, que estavam no meio, foram detidos.Nesta quinta-feira, houve bate-boca, empurra-empurra e o chefe da Polícia do Senado, Pedro Araújo, determinou que cerca de dez integrantes do protesto fossem detidos. Parte dos estudantes são os mesmos de ontem e o objetivo deles era entrar na galeria, na parte superior do Plenário, geralmente aberta para visitação. Eles afirmaram fazer parte do Coletivo Independente de Manifestação e Ativismo.
Fonte: Terra

O GOVERNADOR CABRAL SEMPRE SERÁ LEMBRADO COMO "PINÓQUIO "


Mais de 800 servidores estaduais fizeram uma manifestação em frente ao Palácio Guanabara.Eles protestaram contra o aumento de 8% concedido pelo governo do estado à categoria. O servidores reivindicam um reajuste salarial de 66%.

Reajuste

O Governo do Estado enviou ontem (12/08 ) uma mensagem à Assembléia Legislativa do Estado do Rio concedendo reajuste de 8% a policiais militares, policiais civis, bombeiros militares, agentes penitenciários, professores da Rede Estadual de Educação e professores da Rede Faetec.

O reajuste será concedido a ativos (161.960), inativos e pensionistas (91.264) e passa a valer a partir de 1º de setembro de 2008. Os servidores beneficiados (253.224) correspondem a 60% do total do funcionalismo estadual (420.000).

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Polícia boa é Polícia bem remunerada!

video

Discurso do Deputado Flávio Bolsonaro

terça-feira, 11 de agosto de 2009

OPERAÇÃO PADRÃO NA POLÍCIA MILITAR

Como se já não bastasse o aumento das ocorrências de homicídio doloso (16,8%), latrocínio (26,8%) e roubos de veículo (5,6%) e a transeunte (17,7%), a segurança do Rio de Janeiro vem sendo ameaçada após um anúncio da realização de uma 'Operação Padrão' por parte da Polícia Militar e o alerta de estado de greve dos delegados da Polícia Civil. Os dados do aumento da criminalidade são do Instituto de Segurança Pública (ISP) em relação ao trimestre de março, abril e maio do ano anterior.

O Coronel Paulo Ricardo Paúl explica que na 'Operação Padrão' os PMs pretendem seguir rigorosamente o regulamento, registrando todas as ocorrências e não usando carros que estejam danificados, além de não assumir serviços com alterações."Isso provoca um efeito colateral porque, a partir do momento que o policial perde tempo na delegacia registrando muitos casos, menos policiais ficam nas ruas e, portanto, diminui o patrulhamento." disse o coronel Paúl lembrando que a população vai acabar sentindo os reflexos da 'Operação Padrão' quando chamar uma viatura e ela demorar a chegar.

Um outro aspecto também criticado pelos policiais militares é o pagamento de gratificação a PMs lotados em Unidades de Policiamento Pacificadora (UPP). "Enquanto eles estão recebendo R$ 500 para ficar em uma área de menos risco, policiais do 14º BPM (Bangu), 9º (Rocha Miranda), 22º (Maré) e outros se arriscam em operações em áreas tomadas pelo tráfico e de intenso de confronto", esclareceu coronel Paúl.

Polícia Civil também reclama do salário:

Enquanto isso, a outra categoria, os policiais civis, lançou um alerta de estado de greve pedindo também aumento salarial, dirigido diretamente ao governador Sérgio Cabral. Os delegados da Polícia, principalmente os mais novos, reclamam da situação salarial, em relação às demais carreiras jurídicas do Estado como magistrados, procuradores e defensores.Em nota, a Associação dos delegados (Adepol) do Rio de Janeiro, informou que "após quase 3 anos de Governo, Sérgio Cabral ainda não cumpriu os seus compromissos e acordos de campanha assumidos com os delegados, de forma a manter a relação estipendial legal equivalente com as demais carreiras jurídicas".A classe critica ainda o governo Sérgio Cabral em relação a questão salarial. "Efetivamente, o Governo Sérgio Cabral tem sido pior do que os mandatos, de triste memória, do ex-governador Brizola, em relação ao tratamento remuneratório que deu às carreiras jurídicas, exatamente o que ocorre hoje no atual Governo com os delegados."

Acesse: http://www.sidneyrezende.com/noticia/50732+seguranca+dos+moradores+do+rio+pode+estar+ameacada+pela+questao+salarial

NÃO PODEMOS ESQUECER QUE O PRESIDENTE DO SENADO É DO PMDB

O PSDB recorreu no começo da tarde contra o arquivamento de mais três denúncias registradas pelo líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), contra o presidente do Senado, José Sarney, no Conselho de Ética. Mais cedo, o partido já havia recorrido contra a decisão do presidente do Conselho de Ética, senador Paulo Duque (PMDB-RJ), de arquivar outras três representações do partido contra o presidente da Casa. Ontem, PSDB e PSOL recorreram ainda contra o engavetamento de outras quatro ações. Ao todo, foram apresentadas onze ações contra Sarney no Conselho de Ética, sendo que todas foram arquivadas pelo senador Paulo Duque, na semana passada. Até o momento, foram registrados recursos contra dez dos onze arquivamentos.
Os últimos recursos apresentados pelo PSDB dizem respeito a três denúncias arquivadas - uma apresentada por Arthur Virgílio e duas registradas em conjunto por Virgílio e Cristovam Buarque (PDT-DF). Na ação do líder tucano, o Conselho de Ética era cobrado a investigar a interferência de José Sarney na contratação do namorado da neta no Senado.
Nas outras duas, apresentadas em conjunto por Arthur Virgílio e Cristovam Buarque, os senadores pediam investigação sobre propriedades que José Sarney teria vendido sem o devido pagamento de impostos, e ainda sobre denúncia de que Aluizio Guimarães Filho, agente da Polícia Federal (PF) cedido pela presidência da República ao senador José Sarney, passava informações sigilosas da PF ao empresário Fernando Sarney, investigado pela instituição na Operação Boi Barrica.
Para que o Conselho de Ética abra processo disciplinar contra José Sarney será preciso que o PT vote a favor dos recursos, uma vez que a oposição possui apenas cinco vagas no colegiado, formado por 15 senadores. Com os votos do PT, que contam com três vagas na comissão, seria possível constituir maioria e aprovar os recursos.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

E A PERSEGUIÇÃO NA PMERJ CONTINUA







+






E-mail que recebí do TENENTE MELQUISEDEC NASCIMENTO


"Ontem, dia dos Pais, fui surpreendido com um telefonema de que eu seria indiciado em IPM(Inquérito Policial-Militar) por ter postado em meu Blog Militar Legal uma fotomontagem do Governador Sérgio Cabral como Pínóquio e outra como Hitler. Ora, isso foi há 18 meses,então por que só agora resolveram me indiciar por esse "crime"? A Constituição Federal em seu Art 37 estabelece os Princípios que devem nortear a Administração Pública, um dos quais é a IMPESSOALIDADE do Ato Administrativo, mas curiosamente somente depois de eu postar uma foto minha com o Ex-Governador Anthony Garotinho em meu Blog ( Militar Legal e Amigos do Garotinho de olho em Cabral ), Eles resolvem me indiciar em IPM,deixando claro que é uma retaliação a minha pessoa e não qualquer preocupação com o Interesse Público. A fotomontagem ocorreu porque O Governador Sérgio Cabral mentiu aos Servidores Estaduais na campanha eleitoral de 2006, dizendo que era mentiroso o político que dissesse que o estado do RJ não tinha dinheiro para dar aumento aos servidores e tão logo foi eleito veio com esse mentiroso discurso. Lamentável que o poder do estado seja usado contra um servidor concursado para fazer perseguição política. Estamos em um estado Policial"?

Tenente Melquisedec NascimentoPresidente da Associação dos Militares Auxiliares e Especialistas - Amae

sábado, 8 de agosto de 2009

FORA SARNEY EM COPACABANA


MANIFESTAÇÃO FORA SARNEY DIA 15 DE AGOSTO ÀS 14:00 - POSTO 6 - PRAIA DE COPACABANA


sexta-feira, 7 de agosto de 2009

CAOS NA SAÚDE

Governador do Rio reage a uma possível paralisação dos servidores da Saúde
Os servidores da saúde ameaçam realizar uma paralisação de 48 horas em todo o estado, em meio a pandemia de gripe suína. O Sindicato dos Trabalhadores em Previdência Social, Saúde e Trabalho do Estado do Rio de Janeiro (Sindsprev/RJ) denuncia que os hospitais estão sem equipamentos necessários e com um número insuficiente de profissionais de saúde. Os servidores alegam ainda que as unidades se tornaram "focos de propagação das doenças". A categoria já havia entregue um relatório ao governador Sérgio Cabral, com uma série de exigências para dar melhores condições de atendimento nos hospitais do estado diante do surto da nova gripe. Diante da ameaça dos servidores, Cabral afirmou que os funcionários podem ser demitidos. "Abriremos, imediatamente, um processo de demissão sumário por falta gravíssima, que põe em risco a saúde pública, contra aqueles funcionários que aderirem à paralisação", destacou ele, através de uma nota oficial divulgada no final da tarde desta quinta-feira. A paralisação dos servidores está prevista para os dias 13 e 14 deste mês.

http://www.sidneyrezende.com/noticia/50130+governador+do+rio+reage+a+uma+possivel+paralisacao+dos+servidores+da+saude

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Os odores das "negociações estranhas do governador Sérgio Cabral com o dinheiro público".



Escândalo imobiliário:
Em transações estranhas e negociações velozes, o Opportunity conseguiu até lucrar com desapropriações assinadas pelo governador Sérgio Cabral.
O banco de Daniel Dantas compra imóveis, supostamente, por uma quantia determinada, e dias ou meses depois, vende esses imóveis para o Governo do Rio de Janeiro, pela mesma quantia que adquiriu, e torna lícito um certo volume de dinheiro...

A revista CARTA CAPITAL desta semana traz na capa a história de uma negociata imobiliária do governo Sérgio Cabral com o banqueiro Daniel Dantas, denunciado por vários crimes financeiros. Com a manchete “RIO - ESCÂNDALO IMOBILIÁRIO”, a reportagem conta o lado da Operação Satiagraha, que não se sabe por que, permanecia escondido da opinião pública.Na operação Satiagraha a Polícia Federal descobriu que o banqueiro Daniel Dantas se utilizava de um esquema de lavagem de dinheiro baseado em três áreas de negócios: agropecuária, mineração e imóveis.
As fazendas e os investimentos em mineração de Daniel Dantas vieram à tona. Só os negócios imobiliários permaneceram ocultos.É justamente aí que entra o governador Sérgio Cabral. A reportagem da CARTA DA CAPITAL define os negócios entre o governo Sérgio Cabral e o Banco Opportunity, de Daniel Dantas, da seguinte maneira: “se confundem os interesses de Daniel Dantas e do governo do Rio de Janeiro em desapropriações desprovidas de lógica comercial e interesse público”.Para resumir a história trazida em detalhes em 6 páginas, o caso é o seguinte:- Dias antes de o governador Sérgio Cabral assinar decretos de desapropriação de 2 imóveis de alto valor de mercado, o banqueiro Daniel Dantas os comprou.- Trata-se de um terreno de 8 mil metros quadrados, avaliado em R$ 17,2 milhões, na Barra da Tijuca e também de um prédio de 13 andares, avaliado em R$ 20,2 milhões, no Centro do Rio.- No caso do terreno da Barra se sabe que Daniel Dantas tinha a informação privilegiada de que seria desapropriado.- Segundo a investigação, tudo indica que o banqueiro Daniel Dantas usou as transações comerciais para lavagem de dinheiro. Esse é o lado do banqueiro Daniel Dantas. 
E o lado de Cabral?- Com duas canetadas Sérgio Cabral beneficiou o banqueiro Daniel Dantas. No caso do prédio do Centro, o agravante é que, no decreto, a desapropriação é justificada para transferir a Procuradoria Geral do Estado para o novo endereço. O detalhe é que a PGE não foi para o prédio. O Estado preferiu alugar um novo imóvel.- Então para que foi desapropriado o edifício? Foi uma “generosidade” do governador Sérgio Cabral para com o banqueiro Daniel Dantas. Na matéria o secretário de Gabinete Civil, Régis Fichtner, diz com a maior cara de pau: “Acho que foi só uma coincidência”. A matéria responde ao secretário encerrando com o seguinte parágrafo: “A experiência da cobertura de histórias a envolver o Opportunity permite a CARTA CAPITAL afirmar: no caso de Dantas, coincidências não existem.
”O que todos nós gostaríamos de saber é qual a justificativa do governador Sérgio Cabral para essa “coincidência” que beneficiou o banqueiro Daniel Dantas?



Tudo isso ficou evidenciado por questões estranhas que chamaram atenção da bancada da oposição, inclusive do deputado Paulo Ramos(PDT).






CADÊ O CHOQUE DE ORDEM?

QUASE DOIS MILHÕES EM DINHEIRO PÚBLICO.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

A PALAVRA DE UM BANDIDO

Chefe do tráfico de drogas do Morro do Borel teria sido supostamente extorquido policiais militares no momento da sua prisão, mas o bandido que responde por homicídio, formação de quadrilha, associação para o tráfico de drogas e corrupção de menores...preferiu ser preso!


A Polícia Militar instaurou, na tarde desta segunda-feira, um procedimento apuratório sobre a denúncia do traficante William Rodrigues Vieira, de 34 anos, conhecido como Robocop e apontado como o chefe do tráfico de drogas do Morro do Borel.Em seu depoimento na 17ª Delegacia Policial, após sua prisão, Robocop afirmou que teria sido extorquido por policiais militares que o prenderam em uma casa na comunidade. Segundo o bandido, PMs teriam pedido R$ 200 mil, armas e até ouro.

domingo, 2 de agosto de 2009

CAOS NA SAÚDE

Ministério da Saúde não consegue UTI pediátrica para menina atingida por bala perdida

A menina Herlen de Sousa, de 7 anos, baleada sábado no Morro do Andaraí, segue internada no Hospital do Andaraí. Ela seria removida para o Hospital de Saracuruna, que tem Centro de Terapia Intensiva para crianças, mas, segundo o Ministério da Saúde, não havia leitos disponíveis. O Ministério informou ainda que tentou uma vaga na rede particular, cujos gastos seriam cobertos pela União, mas a lotação também estava esgotada. A solução foi internar Herlen no CTI adulto do Hospital do Andaraí.

O estado de saúde da menina é estável, mas inspira cuidados e não há previsão de alta. Ela está lúcida e respira sem o auxílio de aparelhos. A bala está alojada entre o crânio e a primeira vértebra da coluna, o que impossibilita uma operação para a retirada do projétil.