segunda-feira, 20 de junho de 2011

Polícia atira do alto e quase acerta criminoso em fuga - Vídeo exclusivo da Record



O helicóptero da Record flagrou imagens impressionantes de policiais trocando tiros com um assaltante. A ação aconteceu na comunidade Parque Alegria, no Complexo do Caju, zona norte do Rio.
Um helicóptero da Polícia Civil sobrevoava a região no domingo (19), quando os policiais flagraram a movimentação suspeita de um carro em marcha à ré.
Dentro do carro, o criminoso percebeu a presença da polícia e saiu do veículo com um fuzil na mão. O homem atirou contra o helicóptero e saiu correndo.
Do helicóptero, os policiais atiraram várias vezes e quase acertaram os pés do criminoso, que não parou de correr.

NOTÍCIASR7

4 comentários:

Anônimo disse...

Sgt BM Gilberto Pena disse...


O governador Sérgio Cabral diz não poder pagar um salário digno aos bombeiros do Rio de Janeiro como o que é pago em Sergipe levando em consideração que em Sergipe existem mais ou menos 670 bombeiros.


Infelizmente o que o senhor Governador Sérgio Cabral fala não se escreve. Haja vista ficar provado que ele mentiu descaradamente dizendo que o salário dos bombeiros do Rio de Janeiro não era o menor do Brasil, porém foi provado a todos que estamos em ultimo lugar em valor salarial.


Mas para evitar o disse e me disse, eu fiz uma breve pesquisa em comparativos com o Estado do Rio de Janeiro e o estado de Sergipe, apesar que por razões óbvias nem seria necessário mas vamos lá.


População:


Sergipe: 2 milhões de habitantes
Rio de Janeiro: 15,9 Milhões de habitantes (população do Chile)


PIB:


Sergipe: 16,8 Bilhões
Rio de Janeiro: 343 Bilhões


Efetivo de bombeiros:


Sergipe: 1200 (governador disse que eram 670)
Rio de Janeiro: 17000 (lembrando que só no Rio temos UPA e SAMU, com 2.700 bombeiros fora de função)


Receita de ICMS 2009:


Sergipe: 1.431.626.000 (7,13% do PIB)
Rio de Janeiro: 19.100.299.000 (5,28% do PIB)


Arrecadação de impostos por minuto: impostômetro


Sergipe: 3,5 Milhões
Rio de Janeiro: 50 milhões


Observando a arrecadação de Sergipe e o do Rio de Janeiro, não da pra entender porque o governo diz que não pode pagar aqui um piso de R$ 2000,00 sendo que em Sergipe, estado muito menor em números, muito mais humilde, paga como piso R$ 3200,00???


O cabo Daciolo informou ontem em reportagem do Balanço Geral, que folha de pagamento do Estado do Rio de Janeiro pesa apenas 27% da arrecadação líquida do estado, podendo ser comprometida com segurança até 46%.


Então senhor governador Sérgio Cabral, quando o senhor diz que não pode pagar um salário melhor para TODOS os funcionários do Rio de Janeiro, o senhor está mentindo mais uma vez.


Também é bom ser dito que só no Rio de Janeiro é cobrada a TAXA DE INCÊNDIO e é ridículo o Corpo de Bombeiros estar hoje nas ruas em protesto.


O Governador Sérgio Cabral nunca negociou com nenhuma categoria. Ele paga mal e não aceita ser criticado, não aceita ser questionado...age como um imperador romano e não como um governador. Mas lembre-se governador, os imperadores mesmo com tanto poder, um dia caem.


POSTAGEM DO BLOG POVO DO RIO DE JANEIRO

Anônimo disse...

SACANAGEM: Reunião entre bombeiros e comandante geral da corporação termina sem acordos
.
VERGONHA, SACANAGEM, e DESCASO, esse Governo vagabundo não quer pagar um salário justo para os Bombeiros Militares, Sérgio Cabral insiste com esse papo de "gratificação".

Alô Sérgio Cabral, o Bombeiro Militar e demais servidores querem SALÁRIO.

Bombeirada se me permitem, as manifestações devem voltar, e agora eu sugiro que vocês acampem no Leblon, na casa do Sérgio Cabral, até que ele tome vergonha na cara !!!

Reprodução do site R7


A reunião que aconteceu na tarde desta segunda-feira (20) entre os 18 representantes do movimento dos bombeiros e o comandante da corporação, coronel Sérgio Simões, terminou sem acordos. Os bombeiros reivindicam melhores salários e a anistia dos 439 companheiros presos no dia 4 de junho.

De acordo com o cabo Benevenuto Daciolo, as condições oferecidas pelo comandante já eram conhecidas e não atendem às reivindicações do movimento.

Durante a reunião que durou cerca de quatro horas, Simões ofereceu aos bombeiros a antecipação de 5,58% e gratificação de R$ 350, que viria do Funesbom (Fundo Estadual dos Bombeiros) e de recursos do Tesouro, para que a gratificação seja extendida a todos. O comandante ainda disponibilizou novas vagas para o curso de formação de cabos, que proporcionaria uma ascensão de carreira dentro da corporação. Já a questão do vale-transporte, Simões informou que a negociação está muito próxima de se concretizar. O comandante falou também sobre a possibilidade de melhora nas escalas de trabalho e aquisição de novos equipamentos para a corporação, principalmente para o grupamento marítimo.


O movimento, porém, não pretende fechar o acordo dessa maneira, porque não querem que a melhora salarial venha com base nas gratificações. Segundo Daciolo, gratificação não é aumento salarial.

- Se o bombeiro ficar doente ele perde esse tipo de benefício. O governo precisa pensar que melhores salários não são gastos, são investimentos para a segurança pública.

Para os bombeiros, a prioridade nas reivindicações é a anistia dos 439 companheiros presos no dia 4 de junho. Segundo Simões, porém, essa questão não é de sua competência.

Marcio Garcia disse...

Vídeo lindíssimo !!!!

http://esportes.r7.com/videos/conheca-o-campeao-mundial-que-estava-entre-os-bombeiros-durante-o-protesto/idmedia/4dfcc2ebb51ab3e14dbf9dbf.html

Anônimo disse...

Abaixo-assinado PELO IMPEACHMENT DO SÉRGIO CABRAL FILHO

ASSINE AQUI : http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoAssinar.aspx?pi=P2011N11050