quarta-feira, 24 de junho de 2009

TRIBUNAL DE JUSTIÇA ORDENA A POSSE DE 250 POLICIAIS CIVIS

A justiça do Rio de Janeiro determinou que sejam empossados imediatamente em seus cargos os 250 inspetores aprovados no concurso da Polícia Civil feito em 2006, interrompido por suspeita de falta de lisura na elaboração das provas.
De acordo com a decisão juducial, até o fim do processo os futuros investigadores de 3º classe vão atuar apenas no atendimento ao público em delegacias com défict de pessoal.

Parabéns aos 250 inspetores que nunca deixaram de ter esperanças!

5 comentários:

JOÃO HENRIQUE N. DE FREITAS disse...

Parabenizo os concursados da PCERJ que disputaram uma suada vaga para o cargo de INVESTIGADOR DE POLÍCIA, ano 2005!
Sei que a luta para derrubar a liminar concedida ao Ministério Público foi árdua e desleal. Mas como a verdade prevalece, VITÓRIA!
Parabéns Barbato, Wilson, Luizão e Waldir! Tiveram Raça e Perseverança para atingir o objetivo, mesmo quando quem deveria lutar para garantir o ordenamento e a lei estavam anestesiados pela incredulidade, pelo rabo preso, pela preguiça, seja lá pelo que for.
Exemplo de cidadãos que lutam pelo que acreditam e não se limitam a ficar sentados na frente de uma televisão reclamando, vendo a "coisa" acontecer sem agir. Insurgiram contra os desmandos do Estado e convenceram o judiciário de que estão corretos, dentro do que manda a lei e o edital, lançando por terra os falaciosos e tendenciosos argumentos do órgão ministerial.
Alunos, vocês estão prontos! Sejam felizes, sejam justos e sejam excelentes policiais, pois fizeram por merecer.
Não seria lícito nem moral esses candidatos sofrerem consequências irresponsáveis de políticos que agiram, no passado, com quebra de decoro e atos criminosos.
Felicito, oportunamente, o Procurador do Estado Bruno Mesquita, que sempre nos recebeu em seu gabinete de maneira polida e cortês, independente de marcação de horário.

Anônimo disse...

Deputado Flávio Bolsonaro e Advogado Dr. João Henrique,

Muito foi difícil conseguir a liberação da posse dos 250 primeiros classificados deste concurso tão conturbado por um membro do MP que não quer fiscalizar a Lei e nem promover a Justiça. Ele quer somente perseguir os aprovados que nada tem a ver com seus sentimentos pessoais contra este concurso. Este promotor deixou de lado a IMPARCIALIDADE e agiu de má fé, inclusive distorcendo a verdade nos autos das três ações civis pública que promoveu contra este concurso.

Gostaria de acrescentar que, como o próprio juiz reconheceu em seu despacho, existem 2000 vagas de investigador criadas por Lei, enquanto apenas 54 delas estão preenchidas e a PCERJ sofre com a maior defasagem de recursos humanos de sua história. Sendo assim, é uma pena que o mesmo não tenha liberado também em seu despacho saneador o aproveitamento dos demais aprovados neste concurso. Aprovados legítimos que fizeram todas as etapas da primeira fase, restando apenas o curso de formação para então se tornarem policiais civis que irão lutar contra a criminalidade e pelo povo tão sofrido do Rio de Janeiro.

O Governo do Estado está precisando contratar com urgência mais policiais civis e não pode, comprometendo assim essa área tão sensível que é a segurança pública, devido a essas ações que impedem que esses homens venham atuar na defesa dos cidadãos.

O GOVERNADOR, O CHEFE DA CASA CIVIL, O SECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO, O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA E O CHEFE DE POLÍCIA JÁ SE POSICIONARAM PELA CONTRATAÇÃO DESSES APROVADOS. O que falta para que o Juiz libere o aproveitamento desses policiais?

Se existem as condições para contratar essas pessoas, porque o Ministério Público, através do promotor Rogério Pacheco Alves, está impedindo o povo de ter uma das coisas que mais precisa hoje, que é a SEGURANÇA PÚBLICA?

Mario disse...

A FILA ESTÁ ANDANDO !!!


Prezado(a) mariotaqueus@gmail.com,
Segundo solicitação, informamos que as proposições abaixo sofreram movimentação.
PEC 300/2008 - Altera a redação do § 9º do art. 144 da Constituição Federal.
- 23/06/2009Apresentação do Requerimento nº 5075/2009, pela Deputada Gorete Pereira (PR-CE), que requer inclusão na Ordem do Dia da PEC 300/2008.
- 24/06/2009Apresentação do Requerimento nº 5087/2009, pelo Deputado Capitão Assumção (PSB-ES), que requer a designação dos membros da Comissão Especial destinada a proferir parecer à Proposta de Emenda à Constituição nº 300-A, de 2008.

Atenciosamente,
Câmara dos Deputados
Para alteração de opções de recebimento, cancelamento ou suspensão deste serviço clique aqui

Anônimo disse...

Um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, identificado como Luiz Alberto Soares, de 43 anos, foi assaltado e sequestrado, na manhã desta quinta-feira, no bairro do Cachambi, na Zona Norte da cidade. Luiz Alberto é lotado no Estado Maior do Comando da Capital. O militar foi abordado por volta das 11h, na esquina das ruas Cachambi e Honório. Os bandidos renderam o militar em seu veículo e o levaram para a favela Parque União, em Bonsucesso, onde ele foi libertado. O tenente-coronel foi socorrido por policiais militares e encaminhado para prestar depoimento na delegacia do Méier (23ªDP).

Anônimo disse...

Sempre sonhei em ser Policial Militar, sabia que a missão seria ardua, mas resolvi seguir em frente, amo essa Polícia e espero ver dias melhores, nunca vi Policiais Militares tão desmotivados como agora, precisamos resgatar nossa alta estima, não é possível continuarmos de braços cruzados vendo tudo que esta acontecendo sem fazer nada!