quinta-feira, 18 de março de 2010

AINDA SOBRE A MICARETA DO CABRAL

Belíssimo PROTESTO de 150 mil contra Cabral

É sempre bom, agradável, admirável e empolgante, assistir as manifestações de rua de revolta e protesto. Valeu e valerá sempre, “a voz do povo é a voz das ruas”.
Apesar de nada ter se perdido, aquelas 150 mil pessoas mostravam seu interesse, sua participação, indignadas com a omissão do governo.
Durante meses esse projeto transitou ou tramitou na Câmara, o governador não soube de nada, se escondeu, não mobilizou, não convocou, não coordenou. Foi ótima a passeata, o governador tentou “capitalizá-la”, não conseguiu.
Mas fiquem certos. Não existe UMA POSSIBILIDADE EM UM MILHÃO de modificarem a Constituição e ROUBAREM os royalties que estados e municípios recebem, MUITO JUSTAMENTE. O que se discute é o royaltie do pré-sal, o povão tem que ficar atento, mas é outra história.
Foi tão forte a repercussão, que José Serra, sobre o assunto, dizia apenas, “ouvi falar”. Mudou de tom, protestou e acrescentou: “O Estado do Rio e o Espírito Santo não podem ficar sem os royalties do petróleo”. Ha!Ha!Ha!
***
PS – Serginho cabralzinho filhinho “chorou” em vão. Sem nenhuma lágrima, preocupado, bastava perguntar ao secretário da Fazenda dele mesmo, Joaquim Levy, que tendo sido secretário do Tesouro Nacional, conhece o assunto com mais profundidade do que de onde irão retirar o pré-sal, “discutido e faturado”, muito antes de existir.

PS2 – Esses 150 mil da passeata de ontem, são representantes legítimos dos 15 milhões de habitantes do Estado do Rio e do Rio propriamente dito. Então, devem ficar atentos para a eleição de 3  de outubro. Que a REPRESENTATIVIDADE dos que participaram, seja projetada e autenticada pela REPRESENTATIVIDADE que sairá das urnas.

TRIBUNADAIMPRENSA

5 comentários:

Anônimo disse...

Policiais militares e bombeiros, inclusive vindos em caravanas do interior do estado, fizeram um protesto para reivindicar reajuste salarial.

http://www.uai.com.br/htmls/app/noticia173/2010/03/17/noticia_minas,i=151918/MILITARES+PROTESTAM+POR+REAJUSTE+SALARIAL+NA+PRACA+DA+LIBERDADE+EM+BH.shtml

gina disse...

se tinha 10 mil pessoas era muito!
me engana que eu gosto.

Anônimo disse...

Ocorre que os Governadores Sergio Cabral e Paulo Hartung, deliberadamente, desviaram a discussão do tema principal. A intenção deles ficou clara quando dois secretários de Cabral (Julio Bueno e Joaquim Levi), o presidente da Cedae, Wagner Victer, alem do Senador Francisco Dornelles, defenderam publicamente a continuidade da Lei 9478/97, de FHC, a antinacional. Essas pessoas não iriam ter essa postura sem o aval do Governo que representam. A luta pelos royalties não pode passar pela concessão a empresas estrangeiras.

Anônimo disse...

A verdade é que vcs, pms e bombeiros só pensam em suas corporações e não no estado como um todo. Se infelizmente não tiveram aumento não foi por falta de vontade política.

Anônimo disse...

A verdade é que vcs, pms e bombeiros só pensam em suas corporações e não no estado como um todo. Se infelizmente não tiveram aumento não foi por falta de vontade política.