sexta-feira, 27 de maio de 2011

PM pune 11 oficiais que trabalharam para Liesa

Comandante das UPPs está entre policiais advertidos que prestaram serviço para empresa contratada pela Liga em 2009

A tropa da segurança privada da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) dançou. O comandante da PM, Mário Sérgio Duarte, puniu administrativamente os 11 oficiais da ativa que prestaram serviço no Carnaval de 2009 à liga criada pelos contraventores do jogo do bicho. São dois coronéis, dois tenentes-coronéis, cinco majores e dois tenentes advertidos com a repreensão — uma penalidade classificada como leve, mas que suja a ficha funcional do militar e o impede de ocupar cargos no Estado-Maior. Entre os punidos está o coronel Robson Rodrigues da Silva, comandante das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).


A empresa MJC Eventos e Serviços é a ponte entre a Liesa e a contratação dos seguranças para o Carnaval. Ela é dirigida pelo coronel da reserva da PM Celso Pereira de Oliveira, que busca na corporação a mão de obra qualificada para o serviço. O pagamento do ‘bico’ chega, no máximo, a R$ 800 pelo dia de serviço.

SÃO ELES:
Coronel Robson Rodrigues da Silva — Comandante das UPPs
Coronel Antônio Carlos Barbosa de Souza — Superintendência de Saúde
Tenente-coronel Aleucy Bento dos Santos — Diretoria de Finanças
Tenente-coronel Luiz Cláudio dos Santos Silva — Secretaria de Ordem Pública
Major Jorge de Figueiredo Marques — Diretoria Geral de Pessoal
Major Fabiana Silva de Souza Chagas — 4º BPM (São Cristóvão)
Major Renato Assis Ferreira — Diretoria Geral de Pessoal
Major Antônio Jorge Goulart Matos — Coordenadoria de Inteligência
Major Carlos Eduardo Silva — Batalhão de Polícia Rodoviária
Tenente Leandro da Silva Dias — Academia da Polícia Militar D. João VI
Tenente Anderson Silva Santos - 2º Comando de Policiamento de Área (CPA), Baixada Fluminense

FONTE: "O dia"

8 comentários:

Anônimo disse...

Gostaria de convida-los para a campanha de "Agradecimento dos bombeiros e policiais a população" do dia 28/05 até o dia 02/06, no hemorio. maiores informações acessem o blog www.sosbombeiros.com
Abraço

Anônimo disse...

SE FOSSEM PRAÇAS???

Anônimo disse...

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, ainda não apresentou sua defesa ao recurso que pede a cassação do atual mandato junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=XrYxqjlyCyo

Anônimo disse...

Isso é uma Piada,VERGONHA!!!

Anônimo disse...

SE FOSSE PRAÇA JÁ ESTAVA NA RUA. OS OFICIAIS NEM PERDERAM SEUS COMANDOS, NADA MUDOU. SÓ UMA PALMADINHA NO POPÔ PRA DIZER QUE PUNIU. TAMBÉM, NÃO SE MORDE A MÃO QUE TE ALIMENTA. VERGONHA!!!

Anônimo disse...

CMT. MARIO SERGIO, PRESISA MOSTRAR MAIS SERIEDADE NESSES CASOS, PARECE TER MEDO DE ALGUMA COISA.

GAIA disse...

CUIDADO!!esses oficiais querem pegar carona no movimento dos profissionais da segurança. Oficiais e Delegados, n são nossos colegas, 90% são inimigos q querem nos escravizar. Movimento UNIFICADO dos praças.

Anônimo disse...

Fácil falar de quem não se conhece...onde trabalhar como segurança é crime nesse pais de bosta? a mídia, blogs dão sempre opiniões, falam mal das pessoas sem mesmo conhecerem...blogueiros não passam de meros fofoqueiros!!!!
O pior são praça que dependem dos oficiais, vivem pedindo favores e ainda são militares que no início da vida que não quiseram estudar e depois que passa a vida ficam com inveja do Oficiais...o bom praça se valoriza, sabe que é apenas funcional, que ninguém é melhor que ninguem,...o bom praça não tem recalque em relação aos Oficiais fazem o trabalho e pronto!