quinta-feira, 19 de maio de 2011

Qual é, afinal, a orientação sexual do governador?

Num discurso irônico, o deputado Paulo Ramos (PDT) perguntou qual era a orientação sexual do governador Sérgio Cabral, que, no início da semana, pediu que policiais militares, civis e bombeiros “saíssem do armário” e que fossem à próxima passeata promovida por gays, lésbicas, transexuais e simpatizantes.

Os militares, segundo o governador, poderiam comparecer até fardados e em viaturas oficiais, o que contraria a legislação.

“Já que o governador quer se intrometer na vida sexual dos outros, cabe a pergunta: qual é, afinal, a orientação sexual do governador? Quando ele trabalhava nessa Assembléia havia uma grande dúvida sobre as preferências sexuais do atual que assombrava os corredores”, afirmou o deputado, lembrando que não é homofóbico e que apóia toda a luta dos que se sentem discriminados por sua orientação sexual.




BLOG DO DEPUTADO PAULO RAMOS

22 comentários:

Anônimo disse...

CABRAL DEVE SE RECOLHER...SAIR DE CENA!!! FICAR DE VEZ EM PARIS!!!

Anônimo disse...

A autorização para que policiais gays possam participar uniformizados da próxima Parada Gay do Rio de Janeiro deixou os policiais cariocas PTs da vida com o governador Serginho Cabral.

Lançada junto a campanha Rio Sem Homofobia, a ideia de Cabral é que seus policiais gays possam ir ao evento até em viaturas oficiais.

Só falta agora o governador mandar pintar o Caveirão do BOPE de cor de rosa, para a brincadeira ficar completa
ALERTA TOTAL

Anônimo disse...

CARTA A TODA POPULAÇÃO DO RIO DE JANEIRO E A IMPRENSA GERAL
Eu 1º Sgt BM Valdelei Duarte, com 29 anos e 8 meses de serviço no CBMERJ,
gostaria de manifestar a todo o povo do Estado do Rio de Janeiro que os
bombeiros, hoje em processo de mobilização por melhores condições de vida e
trabalho, não são criminosos, bandidos e que, jamais, qualquer integrante
da honrosa instituição do Corpo de Bombeiros Militar desse Estado poderá ser
acusados de “canalha” e, muito menos, de “larga-vidas”.



Somados os salvamentos executados somente por estes que são acusados de
liderar o presente movimento e de incitar a tropa, o total atinge a mais de
dois mil salvamentos. Igualmente importante destacar a toda a população e a
imprensa que, durante nossas manifestações, não houve qualquer queixa de
cidadãos cariocas relacionada a omissão por parte dos Bombeiros – o que se
comprova pela não ocorrência que qualquer óbito na orla do Rio de Janeiro.



A grande verdade é que a irresponsabilidade partiu do Governo, que, ao
transferir arbitrariamente, como medida de retaliação, 36 guarda-vidas para
os quarteis de combatentes (fogo), deixou desassistidos 12 postos de
salvamentos na orla marítima.

População e senhores da imprensa, os Bombeiros e Policiais do Rio de Janeiro
recebem o pior salário do Brasil - mesmo tendo o Estado a segunda maior
arrecadação do País. Nós, do CBMERJ, reivindicamos, tão somente, dignidade,
melhores condições de trabalho e salários justos.



Um soldado em início de carreira recebe em torno de R$ 950,00 - e não o
valor que o Governo vem divulgando de R$ 1,600,00. Este valor citado pelo
Governo somente é atingido por alguns soldados, assim mesmo com a soma de
gratificações como PRONASCI, gratificação por capacitação profissional,
gratificação por serviço na Dengue e outras mais que poderão surgir nesse
Governo.



Tais gratificações são automaticamente suspensas em caso de Férias
regulamentares, licenças especiais, licenças médicas e quando o militar
passar a inatividade ou reforma. Assim, o valor divulgado não passa de
factóide criado pelo Governo para enganar a tropa, a população e a imprensa.



Essas gratificações, com as quais nem todos os militares são contemplados e
que podem variar de R$ 350 a R$ 7.500, ferem a hierarquia salarial, ao ponto
de um subordinado atingir vencimento maior que superiores - o que é nocivo à
hierarquia militar.

Muitos Bombeiros adquirem sequelas decorrentes do cumprimento da missão do
CBMERJ. Eu próprio fui acometido de câncer de pele e catarata – patologias
que, junto a outros males, infelizmente, tornam-se cada vez mais comuns a
vários companheiros.

Infelizmente, alguns, por receberem as maiores gratificações, deixam de
sentir a dura realidade da tropa e, o pior, os Bombeiros Militares do Estado
do Rio de Janeiro não estão conseguindo o reconhecimento e a valorização
profissional através das negociações com este Governo. Por tal motivo,
ocorre o presente movimento – mediante o qual pedimos socorro à sociedade e
à imprensa.

1º SGT BM Valdelei Duarte – RG 06933
Guarda-Vidas do CBMERJ*

Anônimo disse...

Estamos vivendo uma sociedade sergiocrata, baseda na sergiolatria. J
ESSA FOI BOA!

Anônimo disse...

ATENÇÃO...o acordo já começou a ser quebrado...os bombeiros além de ainda estarem presos, estão sendo levados para outros quarteis.
A ATA é clara no item 4...todos os bombeiros ficarão no QCG até serem soltos.
Vamos todos escrever para os deputados que assinaram a ATA e perguntar se a assinatura deles não tem validade! E explicar o que está acontecendo!

BirdBardo Blogger disse...

A causa de vcs é válida por melhores salários e condições de trabalho, mas insinuar a sexualidade do governador de forma ofensiva cai por terra o q vcs estão pedindo.

Anônimo disse...

Boa essa ir as ruas com viaturas e uniformizado para uma manifestação gay..Tinha que ir todo mundo e depois da manifestação todos devidamente fardados e com viaturas manifestar-se por melhores salários uma vez que pelo nosso governador esta legitimada a manifstação!

Anônimo disse...

biba!!!

Anônimo disse...

ESSE BIBA NÃO TEM RESPEITO POR NINGUÉM,O PORQUE TEMOS QUE TER POR ELE ? E OUTRA COISA ,NÃO ESTOU INTERESSADO NO QUE ELE É,O QUE INTERESSA É QUE ELE TEM DE PAGAR UM SALÁRIO DECENTE E NÃO O LIXO QUE ELE NOS PAGA,PIOR SALÁRIO DO BRASIL,LIXO DE GOVERNADOR,BIBA ENRUSTIDA SIM SENHOR.

Anônimo disse...

O desgovernadora Sergio Cabral é MONA,Nogentaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

Anônimo disse...

Sergio Cabral descrimina os seus Colegas GAYs,Serginho diga logo que voce é uma BICHONA ASSANHADERRIMA,Saia Voando e Saltando Querida Gazela.

Anônimo disse...

ATENÇÃO!
Nós não estamos nos desmobilizando. Pela primeira vez abrimos um canal de diálogo com o governo, depois de muitos nãos e encontros desmarcados. Cumpriremos com nossa parte no acordo, e esperamos que o governo cumpra com a dele, para que não sofra as consequências. Suspendemos as manifestações, em especial as localizadas na ALERJ, temos palavra. Suspender manifestação não impede de fazermos reuniões, nos organizarmos, articularmo-nos, como já ocorre. Lembrando, o descumprimento dos termos acordados pelo governo para solucionar o conflito acarretará em medidas drásticas, de níveis internacionais.

Independente do acordo, das medidas, de tudo... Temos que colocar todos os Bombeiros e Policiais do RJ, seus familiares, setores da sociedade que os apoiam, na ALERJ, na sexta-feira, dia 3 de junho, às 14h. Já podem divulgar!

Envie os seus dados para contato (e-mails, telefones) e unidade de origem para: sos.bombeiros@yahoo.com.br . Envie também os contatos dos Bombeiros que você conhece: e-mails, telefones e unidades! URGENTE!

FORA CABRAL disse...

PARTICIPEM DA COMUNIDADE DO ORKUT "SAI DO ARMÁRIO, CABRAL!"

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=114604308

Anônimo disse...

Índice de AIDS é 50 vezes mais elevado em homens homossexuais!!!

Anônimo disse...

Apesar da mídia tentar esconder a realidade de que os gays são de fato um grupo de risco, fato é que estamos diante de uma pandemia mundial de AIDS entre gays.
O homossexualismo, como tal, além de ser uma imoralidade, é um problema de saúde pública. O homossexual não pode ser tratado como parte de uma minoria injustiçada, vítima de discriminação, equiparado, p. ex., aos negros e deficientes, pois o homossexual procura o mal deliberadamente. Neste sentido, não poderia ser respeitado e muito menos fazer jus a um rol de direitos especiais. Isso beira o absurdo, pois estará se privilegiando um grupo realmente nocivo à humanidade.

Anônimo disse...

Apesar da mídia tentar esconder a realidade de que os gays são de fato um grupo de risco, fato é que estamos diante de uma pandemia mundial de AIDS entre gays.
O homossexualismo, como tal, além de ser uma imoralidade, é um problema de saúde pública. O homossexual não pode ser tratado como parte de uma minoria injustiçada, vítima de discriminação, equiparado, p. ex., aos negros e deficientes, pois o homossexual procura o mal deliberadamente. Neste sentido, não poderia ser respeitado e muito menos fazer jus a um rol de direitos especiais. Isso beira o absurdo, pois estará se privilegiando um grupo realmente nocivo à humanidade.

Anônimo disse...

Cabral é Sujeitinho populista e arrogante.

Anônimo disse...

Não faz parte da missão institucional da corporação esse tipo de manifestação, não acho que esse tipo de apoio vai fortalecer a convivência harmoniosa entre gays e heteros é preciso muito mais que isso:É preciso melhorar a educação para que haja uma melhor compreensão de cidadania...

Suely Cardoso disse...

não sou contra quem é gay,porém agora todos querem aparecer esse gonvernador é um tremendo babaca pois só quem mora sabe que tudo isto é pura demagogia de um politico falido.

CARPUMA disse...

o vídeo é o maior sucesso na internet!!
http://www.tribunadaimprensa.com.br/?p=18853&cpage=1#comment-93589

Anônimo disse...

Isso é uma falta de consideração a corporação militar!!!

Anônimo disse...

Este governador perdeu uma grande oportunidade de ficar calado,como sempre.Enquanto perde o tempo e o sono com esse tal movimento de liberdade homossexual,proibe que bombeiros reinvindiquem direitos que a qualquer ser humano seriam tidos como direitos normais,direitos de ganharem ordenado que lhes deêm condição ao menos de darem comida aos seus filhos.