domingo, 7 de agosto de 2011

Traficantes armados continuam sendo uma ameaça até para o Exército nos Complexos do Alemão e da Penha

Oito meses depois da expulsão de traficantes armados nos Complexos do Alemão e da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro, a maioria das mais de 600 denúncias feitas à Força de Pacificação é de alerta a respeito da presença de indivíduos armados nas ruas. De acordo com o coronel João Paulo da Cas, integrante da Força de Pacificação, outra denúncia frequente no Disque-Denúncia (0800-171700) é a de abandono de carros roubados.

"Esta quantidade de denúncia é considerada alta. Mas após cada denúncia enviamos uma tropa para avaliar e tomar as providências. Pedimos o apoio da população: se houver pessoas armadas que a comunidade informe e tomaremos as providências necessárias", disse o coronel, que adiantou que vários suspeitos armados foram detidos pelos militares desde a ocupação.

4 comentários:

Anônimo disse...

07/08/2011 11:46
Omissão, descaso e irresponsabilidade do governo Cabral

Manchete reproduzida do portal R7; abaixo, os culpados irresponsáveis e omissos: Cabral, Pezão (Mão Grande), Marilene Ramos e Carlos Minc


A maior catástrofe natural da história do Rio de Janeiro. Deveria ter sido enfrentada com medidas excepcionais, uma atenção especial das autoridades. Mas estamos no Rio de Janeiro, governador por Sérgio Cabral, com o governo mais corrupto da nossa história, além de incompetente.

Nem o mínimo – as obras básicas - nem isso foi feito. Nem os prometidos radares meteorológicos começaram a ser instalados. As casas novas continuam no papel, nem um tijolo foi colocado. As escolas devem começar a ser recuperadas na próxima semana, é o que a EMOP diz. Ainda hpa gente alojada em abrigos provisórios. A maioria das estradas e ruas continua do jeito que estava, tudo cheio de buracos, terra e pedras.

Só duas coisas funcionaram muito bem na região serrana: a omissão e a corrupção. O dinheiro chegou do governo federal. Uma parte foi desviada, outra beneficiou a Delta e outras empreiteiras, e outra pasmem, está guardada nos cofres do Estado e não é utilizada.

O CREA –RJ está alertando para o drama que a região Serrana vive e para a ameaça de nova tragédia. É bom que a população não esqueça o nome e o sobrenome dos responsáveis pela continuação da tragédia, por vários motivos que vão além da omissão e da corrupção, mas passam também pela irresponsabilidade e descaso: Cabral, o Mão Grande, o secretário Carlos Minc, e seu braço-direito que o substituiu em 2009 e 2010, Marilene Ramos, atual presidente do INEA. Esses quatro há muito tempo não colocam os pés na região Serrana. Deve ser por vergonha ou por medo da reação da população.


Em tempo: E não vamos nos esquecer de outro grande culpado da tragédia, o secretário mais corrupto de Cabral, Sérgio Côrtes. Agora, a Defesa Civil virou secretaria e ele não tem mais nada com isso, mas na época da tragédia ele é que mandava. Mas esse não desapareceu apenas da região Serrana, sumiu do mapa, dizem que anda deprimido com medo de terminar preso.



Sérgio Côrtes ainda vai ter que dar muitas explicações à Justiça

Anônimo disse...

Enquanto nós Povo Brasileiro não soubermos votar vamos estar sempre vendo essas poucas vergonha,acabem com o voto por internet e volte a época que era feita manual e tem mais, DEMOCRACIA em um País que somos obrigados a votar, nunca vi isso!!!!!! DEMOCRACIA TODOS ENTENDEMOS QUE SEJA VOTA QUEM QUISER, PERDER TEMPO PARA DEIXAR ESSA MERDA QUE ESTÁ É MELHOR NEM VOTAR!!! vai quem quiser, voto obrigatório estou fora!!! PMERJ TOMEM UMA POSIÇÃO VENHAM COM OS BOMBEIROS!!! tenham vergonha e honrem seus filhos!!!!!!

Anônimo disse...

FOTOGRAFO ACUSA DEPUTADO E VEREADOR DE TORTURA!

Esta figura é um verdadeiro ''Tenório Cavalcanti" da Zona Oeste.
Negocia tudo: desde assistencialismo em centros privados, passando por vagas em leitos de hospitais, diretorias de órgãos estaduais na região. Na época o governador mandou arquivar tudo!
Coronel Jairo nega qualquer envolvimento com tortura em favela de Realengo!!!

http://otemperamental.blogspot.com/

... disse...

enquanto isso um POLICIAL MILITAR JA ABSOLVIDO PELA PMERJ AGUARDA POR 3 ANOS E 1 MES o fim de seu martírio, nos ajudem a divulgar esta história, alguém tem que nos ajudar.

http://mikedobope.blogspot.com/2011/08/1150-dias-preso-ou-3-anos-sem-previsao.html