terça-feira, 11 de agosto de 2009

OPERAÇÃO PADRÃO NA POLÍCIA MILITAR

Como se já não bastasse o aumento das ocorrências de homicídio doloso (16,8%), latrocínio (26,8%) e roubos de veículo (5,6%) e a transeunte (17,7%), a segurança do Rio de Janeiro vem sendo ameaçada após um anúncio da realização de uma 'Operação Padrão' por parte da Polícia Militar e o alerta de estado de greve dos delegados da Polícia Civil. Os dados do aumento da criminalidade são do Instituto de Segurança Pública (ISP) em relação ao trimestre de março, abril e maio do ano anterior.

O Coronel Paulo Ricardo Paúl explica que na 'Operação Padrão' os PMs pretendem seguir rigorosamente o regulamento, registrando todas as ocorrências e não usando carros que estejam danificados, além de não assumir serviços com alterações."Isso provoca um efeito colateral porque, a partir do momento que o policial perde tempo na delegacia registrando muitos casos, menos policiais ficam nas ruas e, portanto, diminui o patrulhamento." disse o coronel Paúl lembrando que a população vai acabar sentindo os reflexos da 'Operação Padrão' quando chamar uma viatura e ela demorar a chegar.

Um outro aspecto também criticado pelos policiais militares é o pagamento de gratificação a PMs lotados em Unidades de Policiamento Pacificadora (UPP). "Enquanto eles estão recebendo R$ 500 para ficar em uma área de menos risco, policiais do 14º BPM (Bangu), 9º (Rocha Miranda), 22º (Maré) e outros se arriscam em operações em áreas tomadas pelo tráfico e de intenso de confronto", esclareceu coronel Paúl.

Polícia Civil também reclama do salário:

Enquanto isso, a outra categoria, os policiais civis, lançou um alerta de estado de greve pedindo também aumento salarial, dirigido diretamente ao governador Sérgio Cabral. Os delegados da Polícia, principalmente os mais novos, reclamam da situação salarial, em relação às demais carreiras jurídicas do Estado como magistrados, procuradores e defensores.Em nota, a Associação dos delegados (Adepol) do Rio de Janeiro, informou que "após quase 3 anos de Governo, Sérgio Cabral ainda não cumpriu os seus compromissos e acordos de campanha assumidos com os delegados, de forma a manter a relação estipendial legal equivalente com as demais carreiras jurídicas".A classe critica ainda o governo Sérgio Cabral em relação a questão salarial. "Efetivamente, o Governo Sérgio Cabral tem sido pior do que os mandatos, de triste memória, do ex-governador Brizola, em relação ao tratamento remuneratório que deu às carreiras jurídicas, exatamente o que ocorre hoje no atual Governo com os delegados."

Acesse: http://www.sidneyrezende.com/noticia/50732+seguranca+dos+moradores+do+rio+pode+estar+ameacada+pela+questao+salarial

9 comentários:

Anônimo disse...

JOGA PEDRA NA GENÍ, ESTÃO PREOCUPADOS? VOCÊS NÃO VIVEM METENDO O PAU NA PMERJ?
AGORA AGUENTA A OPERAÇÃO PADRÃO!

Anônimo disse...

Anônimo disse...
- Jogo do Bicho
- Transporte Irregular
- Veículos de passeio irregular
- Camelôs sem nota fiscal
- Flanelinhas
- Menor bebendo em bar
- Viciados
- VTRs em desacordo com o CTB
- Qualquer fato que é sabido, ilegal tem o seu fim... NA DP.

Anônimo disse...

PESSOAL DO 9º BATALHÃO

NA EDGAR ROMERO ENTRE AS CASAS BAHIA E A DI SANTINNI TEM UM BECO COM 4 APONTADORES DO JOGO DO BICO E SEIS MAQUINAS CAÇA NIQUÉIS LADO A LADO.
SÓ QUERO VER A OPERAÇÃO PADRÃO RECOLHER TUDO E PRENDER TODOS, AQUILO LÁ JÁ EXISTE FAZ É TEMPO...E NUNCA NA HISTÓRIA DA POLÍCIA MILITAR ELES FORAM INCOMODADOS!!!!!

Anônimo disse...

PMERJ - OPERAÇÃO PADRÃO - 12 DE AGOSTO DE 2009.
O Major de Polícia Wanderby, mais uma vez demonstrando o seu comprometimento com mudanças para melhor, publicou um artigo sobre a Operação Padrão, lembrando do "jogo dos bichos", uma ilegalidade ostensiva que envergonha todos os Policiais Militares e os Policiais Civis do Rio de Janeiro do PMDB (clique e leia).
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
CORONEL DE POLÍCIA
CORONEL BARBONO

Anônimo disse...

Amanhã será dado o 1º passo para mudar o "rótulo" da Policia mais MAL remunerado do país. Nós vivemos no Rio de Janeiro, o 2º estado em arrecadação. A propósito, no FLAxFLU de amanhã, não vai ter cambista e flanelinha, todos deverão ser conduzidos à DP.

Anônimo disse...

HOSPITAL: não melhorou;
RIO CARD: nunca chegou;
ESCALA: piorou;
EXPEDIENTE: piorou;
CORREGEDORIA: acabou;
VIATURA: arranhou, pagou;
FARDAMENTO: não chegou;
SEGURANÇA: detonou;
AUMENTO: fracassou;
RANCHO: azedou;
CABRAL: nos enganou;
E O BLOG PRAÇAS DA PMERJ BARBONOU!!!

Anônimo disse...

Dois pesos, duas medidas

O jornal O GLOBO não tem coerência. Dá a seguinte manchete, na página 10: “PMs da Bahia fazem operação padrão”.

Em compensação, uma operação padrão marcada para amanhã pela PM do Rio não é noticiada, nem em uma linha.

MULHERES DE POLICIAIS disse...

Novo blog do comandante Mário sérgio

http://pmerj.org/blog/

SOMOS PRAÇAS disse...

Entrou no ar a radio voz policial no dia 07/08/2009 as 21:00hs.
O Windows Média Player toca as radios da internet, desde que tenha os codecs para média player,caso ao clicar em executar, a radio não transmitir, é sinal que vc deve ter esse recurso do média player para executar os codecs da radio web.-A programação inicial é de música , com intervalos de notícias sobre a PMERJ e outras Polícias Militares do Brasil, Civil, Federal,Rodoviária, Bombeiros, sobre política, etc....Tudo relacionado a segurança pública, será tratado na rádio, e os ouvintes podem enviar sugestões e comentários para rádio.-A princípio as programações serão:Terça a Sexta - 09:00hs ás 11:00hs / 14:00hs ás 16:00hs / 22:00hs ás 00:00hs* Músicas* Noticiários Policiais* Entreterimento* OutrosO contato com a rádio é através do cel. (024) 99180548 e o e-mail/orkut vozpolicial2009@hotmail.com

Acesse: http://www.suaradionanet.net/vozpolicial/