segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Três pessoas mortas em assaltos

Na Rodovia Washington Luís, altura de Caxias, ladrões cercam motociclistas e matam um deles, que era PM, com sete tiros. Em Benfica, funcionário do IBGE é assassinado ao volante. Bombeiro é morto na Vila da Penha.


O sargento da polícia militar Anderson Correia da Silva, foi morto com cinco tiros na barriga e dois nas costas na saída da Rodovia Washington Luís para a Linha Vermelha. Anderson, que era sargento do Grupamento Tático de Motociclistas do Batalhão de Choque e presidente do Moto Clube Alligator, vinha de um encontro de motoqueiros em Teresópolis juntamente com outros cinco motociclistas.

Em Benfica, criminosos mataram o funcionário do IBGE Maurício de Souza Andrade, 54, numa tentativa de assalto.
O pesquisador do IBGE ia para casa, em Caxias, no Honda Fit recém comprado. Sua filha, Raquel Andrade, 22, seguia com o marido e o filho em outro veículo, atrás, e ouviu os tiros, na Rua Licínio Cardoso, Benfica. “Vi o carro dele encostando na calçada e achei que estivesse esperando parar o tiroteio. Como ele não abriu a porta, fui lá. E o vi baleado”, contou a jovem. Maurício, que estava com a gola da camisa rasgada, levou pelo menos três tiros no peito, pescoço e cabeça, e morreu preso ao cinto de segurança. “Tentaram arrancá-lo do carro”, acredita um PM.

Bombeiro é morto na Vila da Penha

Um bombeiro foi morto na Avenida Oliveira Belo, esquina com Rua São João Gualberto, na Vila da Penha, Zona Norte, na noite deste domingo. Segundo as primeiras informações, Robson José da Silva, 42 anos, foi assassinado com vários tiros após sair de seu carro. Policiais da 38ª DP estão investigando o crime, mas ainda não sabem se foi execução ou tentativa de assalto, já que a vítima foi encontrada ao lado do carro. De acordo com a polícia, Robson trabalhou como adido na 38ª DP, mas voltou para o Corpo de Bombeiros há um mês.

10 comentários:

luciano disse...

viva Rio 2016!
A cidade sangra e Cabral viaja e rí de todos e de tudo!

Anônimo disse...

OS SEM AUMENTO E A CAMINHADA DOS PMs HONESTOS

Lamento informar aos amigos leitores que o Governador Sérgio Cabral não irá conceder qualquer reajuste salarial aos PMs e BMs este ano, apesar de ter dito que o faria em setembro. Chegou ao nosso conhecimento que um grupo de coronéis teria conversado com o Secretário de Fazenda Sérgio Ruy sobre o reajuste salarial e o diálogo teria sido mais ou menos assim:


Coronéís - E aí Excelência, quanto virá de aumento em setembro?


Ruy - Aumento, vocês estão de sacanagem, vocês não quiseram o aumento do QDE, para ter mais vagas para as promoções, como ainda querem aumento salarial?


Coronéis - Mas Excelência, o aumento do QDE só beneficiou os oficiais superiores, ficando os demais PMs prejudicados!


Ruy - Isso é problema de vocês,o estado não tem como ao mesmo tempo aumentar as vagas no QDE e dar aumento salarial, uma coisa ou outra, então resjuste salarial só no ano que vem.


Coronéis - Mas no ano que vem é ano de eleição e a Lei proíbe o estado de dar aumento salarial em ano eleitoral, Excelência!


Ruy - Sim, eu sei, então vocês só terão aumento depois da reeleição de Cabral, rssssss !!!


Coronéis - Sim Senhor, Excelência(Cabeças baixas)


O MILITAR LEGAL informa aos seus leitores que estamos dando início à CAMINHADA DOS PMs HONESTOS. Só poderão participar dessa caminhada os PMs e BMs que vivem apenas dos seus salários. Os corruptos e aqueles que se venderam por um cargo comissionado estão desconvidados a comparecer. Todos os servidores estaduais e seus familiares e amigos estão convidados a comparecer a essa caminhada histórica, quando a sociedade poderá ver os PMs honestos manifestando sua indignação contra a Mentira e a Covardia, exigindo do Governador um reajuste salarial decente para os servidores estaduais.Divulgaremos em breve o dia e local, pois estamos dando os primeiros passos logísticos para a execução dessa manifestação Histórica.

Anônimo disse...

REPERCUTE EM DUQUE DE CAXIAS A PERSEGUIÇÃO POLÍTICA AO TENENTE MELQUISEDEC.

Anônimo disse...

VAMOS VAIAR CABRAL!

15h - Inauguração de obras do PAC nos bairros Jardim Laranjeiras e Jardim Cabuçu
Local: CIEP 168 Hilad Silveira Rodrigues
Endereço: Rua Agostinho Rodrigues da Silva, antiga Santa Cruz, s/nº, bairro Jardim Laranjeiras - Nova Iguaçu

Anônimo disse...

O Cabral teve uma recepção dígna de quem não cumpre promessas: uma acalorada Vaia. Não cumpriu as promessas de campanha e aínda quer ser reeleito. Tá de brincadeira, é um fanfarrão.

Anônimo disse...

A sugestão do C geral de dar um abono a quem estiver na ativa, realmente é mais uma bola fora, pois o número de inativos é muito maior de que os ativos, governador segundo as pesquisas, sua reeleição está comprometida, eses votos podem fazer a diferença, talvez o C geral não esteja interessado em sua reeleição, pois uma idéia dessas só pode ser coisa de inimigo.

Anônimo disse...

Peço licença para anunciar mais um Blog na luta pelos policiais militares fluminenses: INCURSIONANDO COM A PMERJ ( www.incursionandocomapmerj.blogspot.com ) ! ! !

ACESSEM E DEEM SUAS IDEIAS, POIS JUNTOS SOMOS FORTES!!!

Anônimo disse...

Jornal move ação contra blogueiro

Sérgio Matsuura, de São Paulo

“A livre manifestação de pensamento não é direito que pode ser exercido de modo absoluto e sem restrições”. Essa passagem é praxe em processos contra veículos de comunicação. Entretanto, ela foi retirada de uma ação movida pelo jornal Folha da Manhã, de Campos dos Goytacazes (RJ). O réu é o blogueiro Roberto Moraes. O motivo: dois comentários postados por leitores no blog.

“Ao autorizar a postagem e divulgação de comentários que depreciam e violam a honra da Autora, ainda mais quando mencionadas acusações despidas de veracidade, o Réu carreia para si a responsabilidade de indenizar a Autora nos danos morais por esta experimentados”, diz a ação, que pede a retirada dos comentários sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

O jornal também pede que o blogueiro “se abstenha de autorizar postagem de comentários depreciativos à honra da autora”.

“Isso é censura prévia. É muito estranho um veículo de comunicação querer calar alguém”, afirma Moraes, que, além de blogueiro, é professor no Instituto Federal Fluminense.

Em sua opinião, interesses econômicos estão por trás da ação movida pelo jornal. Segundo ele, a Internet criou um espaço que não foi ocupado pelos veículos tradicionais e, agora, os jornais estão tentando reaver esse lugar.

“Isso é uma tentativa de não perder o controle da informação no município”, diz.

Moraes ainda não apresentou sua defesa, o que deve acontecer nos próximos dias. Motivado pelo processo, Moraes criou um outro blog, o “Não aceito censura aos blogs”, no qual disponibiliza os processos movidos contra blogs no Norte e Noroeste fluminense.






http://www.comunique-se.com.br/index.asp?p=Conteudo/NewsShow.asp&p2=idnot%3d53244%26Editoria%3d8%26Op2%3d1%26Op3%3d0%26pid%3d238612%26fnt%3dfntnl&rss=on

Anônimo disse...

Enviado por Djalma Oliveira -
19.8.2009
| 7h46m
Nova Escola: onde você estará em 2015?

Foi um longo parto, como o próprio governo admite, mas nasceu o projeto de lei para incorporar as gratificações do programa Nova Escola para os servidores da Secretaria estadual de Educação. Esse será o reajuste deste ano para a categoria, segundo o secretário da Casa Civil, Regis Fichtner. Como a Saúde vai entrar no modelo das fundações, e por isso não deverá ter aumento este ano, a recomposição prometida pelo estado deve contemplar apenas os servidores da Segurança Pública.

Anônimo disse...

Festa e saia-justa nos palanques
No Rio, clima foi amistoso na inauguração do PAC, mas em Nova Iguaçu Cabral enfrentou vaias ao lado de Lindberg e Lula

Rio - O dia foi marcado por festa, mas também por constrangimento durante visita de ontem ao estado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Nova Iguaçu, na entrega de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). No Rio, o clima foi amistoso. Mas houve saia-justa em Nova Iguaçu, cidade do prefeito Lindberg Farias (PT), pré-candidato ao governo do estado. O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), que tentará a reeleição, foi vaiado em toda a sua fala. Mas Lindberg também foi alvo de protestos.
Clima foi de constrangimento: governador Sérgio Cabral e Lindberg não se falaram no palanque, onde o presidente Lula defendeu a união. Foto: André Luiz Mello / Agência O DIA

No palanque montado para a entrega das 56 unidades habitacionais construídas no Pavão-Pavãozinho, Cabral estava cercado só de petistas favoráveis à aliança com o PMDB no Rio desde o primeiro turno, como o deputado Luiz Sérgio e a secretária estadual de Assistência Social, Benedita da Silva.

Diante do clima de guerra em Nova Iguaçu — com faixas tanto contra Cabral como contra Lindberg —, Lula enquadrou geral. Lembrou que ele já havia passado fome, morado em rua com esgoto a céu aberto e pediu para a população aguardar obras chegarem aos bairros.