sábado, 23 de abril de 2011

BOMBEIROS ESTÃO PEDINDO NOSSO APOIO

"Não nos dão protetor solar, equipamentos para trabalhar e nossa barraca não nos protege do sol. Além disso, somos os bombeiros com o pior salário do país - R$950. Acha que dá para piorar? Dá sim: pedimos para falar com o nosso comandante geral, que apenas nos ignora. O governador, por sua vez, também não nos recebe de maneira nenhuma. Só queremos salvar vidas com dignidade. Mais nada".


Nova manifestação do grupo:

Hoje às 10h em frente ao Posto 12 - Leblon



10 comentários:

Boca do Judiciario disse...

este blog tem a finalidade de expor todas as sacanagens ocorridas no meu da mais podres das autarquias criadas pelo homem, o Judiciário que também engloba o Ministério Público e as Autoridades Policiais do Brasil


http://bocadesabaojudiciario.blogspot.com/

Anônimo disse...

Se deixassem o Rio de Janeiro pegar fogo, talvez dariam mas valor aos bombeiros e as policias . pmerj e pcerj.

Anônimo disse...

já pedi,e vou pedir de novo,queremos a presença do nosso deputado paulo ramos no movimento dos bombeiros,onde ele está meu Deus?

Anônimo disse...

Durante a batalha o guerreiro que carregava a bandeira cai ferido e nesse momento no auge da luta é impossivel admitir-se que entre tantos combatentes empenhados nessa guerra não exista pelo menos um que não esteja em condições e não possa segurar, levantar e erguer novamente a bandeira.

APMERJ disse...

Sabemos que algumas vezes baixa um desanimo e até mesmo os fortes por alguns instantes falta forças para continuar combatendo. Mas não podemos desistir!!!

Anônimo disse...

1ª Vitória - Comando diz que vai ouvir reivindicações de bombeiros no RJ

Eles querem melhoria salarial e pedem o retorno de 36 transferidos.
Aluizio Freire
Do G1 RJ
imprimir
Bombeiros caminhada de protesto (Foto: Aluizio Freire)
Bombeiros protestam em caminhada pela orla
de Copacabana (Foto: Aluizio Freire)
A Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (Sesdec) informou, por meio de nota de sua assessoria de imprensa divulgada neste sábado (23), que o Comando do Corpo de Bombeiros ouvirá as reivindicações da categoria em reunião na próxima quinta-feira (28) , às 10h, no Grupamento Marítimo (G-Mar) de Botafogo, na Zona Sul do Rio.
Bombeiros guarda –vidas voltaram a se reunir na noite de sexta-feira (22) e fizeram uma caminhada pela orla de Copacabana, em direção ao quartel do Corpo de Bombeiros no mesmo bairro. Eles reivindicam melhoria salarial e das condições de trabalho. Com o movimento, pediam para ser recebidos pelo governador Sérgio Cabral, já que não conseguiam um encontro com o comandante geral Pedro Machado.
Além de melhores salários, querem pedir que seja reconsiderada a decisão do comando geral que, segundo os manifestantes, teria transferido 36 servidores, como retaliação, por participarem dos atos de protesto.

Comando relutava em receber manifestantes
Na noite de sexta-feira (22), a assessoria do governador informou que os manifestantes deveriam levar suas reivindicações aos comandos de suas unidades. Posição idêntica ao do comando geral, de acordo com o chefe de comunicação social do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Evandro Bezerra.

O cabo bombeiro Benevenuto Daciolo, um dos líderes do movimento, disse que encaminhou as reivindicações da categoria à Secretaria de Saúde e Defesa Civil e para todas as unidades no dia 14.
Na quinta-feira (21), o comando geral do Corpo de Bombeiros afirmou, através de sua assessoria, que não poderia reconhecer o manifesto do grupo da forma que estava sendo conduzido.
“Eles são militares e estão seguindo um caminho equivocado. Desta maneira, o comandante geral não vai recebê-los”, afirmou o tenente-coronel Evandro Bezerra.
“Estamos fazendo um movimento de forma pacífica, sem paralisação, para não prejudicar a população nesse período de feriado prolongado. Mas, não podemos deixar de fazer nossas reivindicações, mesmo com ameaças de represálias”, afirma o cabo Daciolo.
Segundo Daciolo, o comandante de um dos quartéis teria dito à tropa que eles não têm o direito de se manifestar por serem militares.
O grupo afirma ainda que em três dias acampando na porta do quartéis – já que os servidores que não estão em serviço são impedidos de entrar – já teriam tentado , sem sucesso, um encontro com o comandante geral do Corpo de Bombeiros.

Anônimo disse...

A COMPAIXÃO PELOS ANIMAIS ESTÁ INFINITAMENTE LIGADA A BONDADE DE CARÁTER, E PODE SER SEGURAMENTE AFIRMADO QUE, QUEM É CRUEL COM OS ANIMAIS NÃO PODE SER UM BOM HOMEM.

ARTHUR SCHOPENHAUER.

Anônimo disse...

O governador Sérgio Cabral não é funcionário público, os BMs e PMs sim,fizeram concurso e curso,o governador foi posto lá. Ele sempre mamou e continua mamando nos cofres público.Não queremos que entre mais ninguém nas duas corporações até que se resolva o problema salarial onde o rio de janeiro é a segunda economia e paga salário famélico.

Anônimo disse...

Amanhã o fanfarrão Wagner Montes abre o programa dizendo, tem que ser feito isso, tem que ser feito aquilo. Ora bolas! Ele é deputado pra quê? Porque não faz alguma coisa de fato? Haa tá... ele é artista, e deputado nas horas vagas. Ou seja, depois do expediente ele chega na assembléia pra ganhar jeton.

Anônimo disse...

como pode um deputado´que emprega o propio filho na assembleia sem concursso publico falar de honestidade isto naõ e nepotismo senhor wagner montes