sexta-feira, 27 de novembro de 2009

EQUIPARAÇÃO PARA OS DELEGADOS


9 comentários:

Anônimo disse...

Um cabo do 2º BPM (Botafogo) foi baleado, nesta sexta-feira, durante perseguição nas esquinas da Praia do Flamengo com Avenida Rui Barbosa, na Zona Sul. O policial fazia patrulhamento na cabine e, ao perceber a perseguição de uma viatura a duas motos com quatro homens suspeitos, saiu para fazer o cerco. Houve troca de tiros e o PM foi atingido no braço.

Anônimo disse...

E O RESTO DA POLICIA NÃO GANHAR UM AUMENTO????

POR QUE GANHAMOS SOMENTE 5% E OS DELEGADOS IRÃO RECEBER EM TORNO DE 15 A 17 MIL?

ISSO E PARA NOS DIVIDIR MAIS AINDA?
COM CERTEZA OS CORONEIS IRÃO XIAR AGORA!!!!!

ONDE ESTÁ AQUELE DISCURSO QUE O ESTADO NÃO TEM DINEHIRO E TUDO MAIS???


MAJ GUILE

Anônimo disse...

E O RESTO DA POLICIA NÃO GANHAR UM AUMENTO????

POR QUE GANHAMOS SOMENTE 5% E OS DELEGADOS IRÃO RECEBER EM TORNO DE 15 A 17 MIL?

ISSO E PARA NOS DIVIDIR MAIS AINDA?
COM CERTEZA OS CORONEIS IRÃO XIAR AGORA!!!!!

ONDE ESTÁ AQUELE DISCURSO QUE O ESTADO NÃO TEM DINEHIRO E TUDO MAIS???


MAJ GUILE

Anônimo disse...

VAMOS LÁ VAIAR???

A Polícia Militar vai ganhar mais 67 oficiais, sendo sete mulheres. O governador Sérgio Cabral vai presidir a cerimônia de entrega das espadas aos novos aspirantes-a-oficial da PM, da Turma Bicentenário da PMERJ - que concluíram o curso de formação de oficiais, com duração de três anos -, cuja formatura vai acontecer na próxima terça-feira, na Academia de Polícia Militar.

Anônimo disse...

E NÃO TEM DINHEIRO PARA DAR AUMENTO PARA POLICIA, AQUELA POLÍCIA QUE METE A CARA E MORRE POR UMA SOCIEDADE INGRATA!!!

victor disse...

Os 1.020 delegados do Estado do Rio terão os seus salários equiparados aos do Ministério Público, da Procuradoria e Defensoria. Os vencimentos aumentarão de R$ 12.765 para cerca de R$ 24 mil. O presidente da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio), deputado Jorge Picciani (PMDB), anunciou ontem que o governador Sérgio Cabral vai enviar, em março de 2010, projeto de lei à Casa, que permitirá a mudança do teto do Poder Executivo, que é de R$ 12.765, igual ao salário do governador.

Picciani argumentou que 35% dos delegados abandonam seus postos após serem aprovados em concursos públicos para promotor. O presidente da Alerj também disse que o governador foi “sensível” aos seus argumentos, de “quem preside o inquérito não poder estar em desvantagem em relação a quem preside o processo”.

O governador Sérgio Cabral teria recebido os presidentes dos dois principais sindicatos da classe e se convencido de que a melhor saída seria dar a equiparação.

Anônimo disse...

CARAVANA PEC 300 PARA ATO PÚBLICO DE APOIO EM CAMPOS - RJ
UM ÔNIBUS DA VIAÇÃO 1001 NO CENTRO DO RIO GRÁTIS - 0800
SAÍDA DO TERMINAL DA AV. PRES. VARGAS EM FRENTE A CENTRAL
NO HORÁRIO DAS 05:00 DA MANHÃ DE 28/11/09(SÁBADO)
VENHA COM A CAMISA DO MOVIMENTO NACIONAL PEC 300
O EVENTO SERÁ ÁS 10h NA PRAÇA SÃO SALVADOR - CENTRO DE CAMPOS
COM PRESENÇA DE DIVERSAS AUTORIDADES E DEMAIS CONVIDADOS
COMPAREÇA COM SUA FAMÍLIA E CONVIDE SEUS AMIGOS E CONTATOS
RESPONSÁVEL - COMISSÃO ORGANIZADORA DE APOIO PEC 300 RJ
PRESIDENTE - FERNANDO DE LIMA (9871-1031/7811-8282/9135-5733)

Anônimo disse...

BLOG DA RENATA ASPRA - TENSÃO FARDADA.
SANTA CATARINA.
TENSÃO FARDADA.
Oficiais querem igualdade.
Assembleia de policiais militares define hoje estratégias para buscar a gratificação de R$ 2 mil já concedida aos delegados.
Uma insatisfação generalizada. É desta forma que é descrito o clima entre os oficiais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros depois que a Assembleia Legislativa aprovou a gratificação de R$ 2 mil para os delegados da Polícia Civil. O assunto será tema de assembleia hoje, a partir das 20h, no Clube dos Oficiais. São esperados cerca de 500 oficiais de todo o Estado para discutir as estratégias a serem adotadas.O tratamento isonômico com os delegados de Polícia é uma bandeira antiga dos oficiais. Por isso, não foi bem recebida a ideia de que os delegados ganharão uma gratificação de R$ 2 mil, sem que os militares sejam contemplados. Segundo os oficiais, eles não negam os benefícios recebidos nos últimos anos, mas argumentam que continuam recebendo menos do que um delegado.
– Vemos com constrangimento o fato de existir três polícias vinculadas a uma pasta (Secretaria de Segurança Pública) e apenas uma sendo contemplada. A gente não questiona a gratificação dada aos delegados, mas estranha uma categoria receber R$ 2 mil e as outras R$ 300 divididos em três parcelas – explica um oficial.
A movimentação entre os oficiais começou após uma assembleia dos delegados realizada no dia 30 de outubro. Naquele dia, os delegados, que estavam em campanha salarial, receberam uma proposta do governo: abono de R$ 2 mil a partir de novembro e aumento do teto do governador em fevereiro de 2010.
Desde então, a insatisfação veio crescendo entre os militares, que defendem que também deveriam ser contemplados.
No final da semana passada, este clima de descontentamento foi exposto para a população através da instalação de outdoors com os dizeres: “Sr Secretário da Segurança Pública, por que tanta discriminação com os oficiais da PM e Bombeiros?”.
O presidente da Associação de Oficiais dos Bombeiros e PM, coronel Marlon Teza, prefere não se estender sobre o assunto. Procurado pela reportagem, disse apenas que o clima estava “tranquilo”.
De acordo com o coronel, a reunião de hoje é uma assembleia ordinária, sempre realizada no final de novembro, e que abrange três entidades: Clube dos Oficiais, Associação de Oficiais dos Bombeiros e PM e Associação dos Oficiais da Reserva Remunerada. Internamente, a expectativa é outra. Caso não sejam atendidos, há uma disposição para o início de uma “operação padrão”.
Está descartada qualquer iniciativa radical que possa trazer prejuízos à população, como o fechamento de quartéis. Os oficiais afirmam que podem iniciar ações que causem “alguma dor de cabeça” ao governo.
O secretário de Segurança Pública, Ronaldo Benedet, pondera que toda luta de categorias é legítima e que o governo sempre buscou administrar as reivindicações com diálogo. Sobre os outdoors instalados pelos oficias, não quis polemizar.
Ronaldo Benedet afirma que de 2003 a 2006 foram encaminhados à Assembeia Legislativa 26 projetos beneficiando os policiais militares e que o número de promoções envolvendo oficiais chegou a 1,3 mil neste mesmo período.
Os dados são destacados também pelo secretário de Articulação, Valdir Cobalchini, que lembra que os oficiais e praças foram beneficiados com diversas melhorias salariais nos últimos anos.
– Não vou entrar no mérito da pauta (dos oficiais), mas sempre mantemos abertos os canais com a instituição e tenho conversado com o comando da PM, dos Bombeiros e com o Benedet. Não há nada definido, mas estamos analisando com a Fazenda se há ainda alguma margem no Orçamento, porque o governo precisa fechar as contas – completa.

Anônimo disse...

Agentes da Polícia Civil convocam protesto contra o governador

Revoltados com a anunciada equiparação salarial dos delegados aos promotores - enquanto o restante da categoria ficou com um reajuste de apenas 5% - os agentes da Polícia Civil farão uma assembléia, na próxima quarta-feira, às 10h, para organizar um protesto na porta do Palácio Guanabara.

São cerca de dez mil policiais civis, entre inspetores, oficiais de cartório, técnicos de necropsia, peritos e investigadores. Com a equiparação salarial, que terá início em março, o salário dos delegados iniciantes passa de R$ 7 mil para R$ 17 mil. O Rio tem 1.020 delegados.