quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Um intenso tiroteio entre traficantes dos morros da Formiga e Borel levou pânico aos moradores da Tijuca, na madrugada desta quarta-feira.



"Favela é voto fácil. Aparece lá, dá umas camisetas, algumas cestas básicas, promete as coisas mais absurdas e pronto, milhares de votos. Conquistar voto no asfalto é mais difícil, tem que ter propostas consistentes e se não fez um bom trabalho no passado não recebe votos.
Que político brasileiro vai querer acabar com as favelas e com essa mamata?"  
(Declaração de um morador)


Esta foi a segunda madrugada de violentos tiroteios entre traficantes para o controle de venda de drogas. Bandidos do morro da  Formiga também atiraram contra dois morros próximos - Borel e Casa Branca.
Indignação e medo: dois sentimentos comuns dos moradores da  Tijuca
Uma professora, que não quis se identificar, mora em um dos acessos à comunidade e nunca viu uma situação dessas acontecer. A cidadã que paga caro pelo condomínio do prédio que mora e está com o IPTU em dia está revoltada, já que a polícia está a dois dias no local e não resolve o conflito.
Outros, mais acuados, preferem sair definitivamente de sua casa. É o caso de um senhor de 86 anos, que disse estar se mudando de vez para Teresópolis por conta dos intensos tiroteios e da total falta de segurança que sente.
Felipe Ganzarolli, estudante de Geografia que mora em uma rua próxima ao Morro da Formiga, conta que as pessoas do prédio em que mora continua assustadas e indignadas, isso já alterou a rotina de alguns moradores.

UM MORADOR FILMOU O TIROTEIO E DISSE:
"Até quando não vamos fazer nada??? Queria ficar repetindo esse barulho em frente a casa do governador a madrugada toda".

8 comentários:

FORA CABRAL disse...

O POVO ESTÁ DE SACO CHEIO!

Anônimo disse...

Se bobear a polícia vai dizer que é um caso isolado...

Anônimo disse...

Nossa cidade está sendo desmatada tanto pelos favelados como pelas grandes construtoras. Acabei de fazer uma denúncia ao DISQUE PATRULHA AMBIENTAL: 2498-1001, sobre o desmatamento feito por uma construtora em um terreno no Cachambi. O funcionário apenas se lamentou: "Eles são muito rápidos, quando chegamos só podemos aplicar multa e pedir que façam reflorestamento"

roseni disse...

A favela é a desgraça do RJ!
Político não mexe nela porque sabe dos milhares de votos que tem nesses currais eleitorais.
Não adianta,brasil é isso ai mesmo.
Só voltando no tempo e afundando aquelas malditas caravelas.
O único jeito para resolver o problema do brasil atualmente é uma ditadura.Dispensa esses políticos que ganham para não fazer nada,e mudem as leis bisonhas do tempo do onça.Só assim mesmo,porque se for depender desses políticos,ficaremos deitados em berço esplêndido para SEMPRE.Para sempre esse povinho mediocre!

Anônimo disse...

nossa cidade está virando uma grande favela.
os moradores destas " comunidade " nao tem respeito por nada nem por ninguém, eles roubam luz, prejudicando o fornecimento desta para todos, nao pagam IPTU mas tem todas as regalias ou mais ainda do que quem paga. Podem tudo pois para eles as leis nao se aplicam, fazem festas diarias com som aos berros encomodando todas as ruas proximas e ninguém nem governo nem policia faz nada !! Porque será ? Uma vergonha, tudo errado e nós pagamos e eles ganham.... Atê quando isto vai continuar ? Cabral e E. Paes sao uma vergonha para os cariocas q trabalham e pagam seus impostos.

Fora Cabral!!!!

Anônimo disse...

É incrível, mas o poder público não faz nada a respeito do aumento das contruções irregulares. Em todos os bairros do Rio é a mesma coisa, nós denunciamos e nada é feito. Realmente assim fica difícil.
http://grupograndetijuca.blogspot.com/

FRAUDES disse...

MOVIMENTO DE COMBATE A CORRUPÇÃO ELEITORAL

http://www.mcce.org.br/

Anônimo disse...

PEC 300/08 - VOTAÇÃO DOS DESTAQUES DIVIDE DEPUTADOS

A Comissão Especial da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300 aprovou ontem(18) o destaque determinando que os salários dos policiais militares e bombeiros de todo o País sejam equiparados aos do Distrito Federal. O deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) disse que os outros dois destaques — que retira o piso nacional de R$ 4,5 mil para todos os estados e inclui os policiais civis — serão votados na próxima terça-feira. O parlamentar comemorou a aprovação: “A proposta tem que ser votada no plenário com o conteúdo original. Acredito que o piso nacional será derrubado, já que o destaque aprovado hoje é de importância primordial”.

O Relator Deputado Federal Major Fábio(PB) havia retirado a vinculação ao Salário da PMDF,acreditando que isso seria inconstitucional, tendo recebido o apoio do Deputado Federal Capitão Assumção(ES).

O deputado Cabo Patrício (PT-DF) defende que o piso nacional é melhor do que a equiparação com os salários dos militares do Distrito Federal, pois também considera a equiparação inconstitucional.

http://militarlegal.blogspot.com/2009/11/pec-30008-votacao-dos-destaques-divide.html