domingo, 22 de março de 2009

O NOME DO CABO, O NOME DO PROPRIETÁRIO DO CARRO, MAS NÃO TEM O NOME DO OFICIAL!


12 comentários:

Anônimo disse...

Os sintomas da batalha diária da Polícia Militar
Metade da tropa está acima do peso e tem problemas para dormir. Estresse e falta de atividade física prejudicam desempenho dos PMs

Depois de um dia inteiro de trabalho árduo no Batalhão de Operações Especiais (Bope), começa a maratona de treinos de três Caveiras. Durante 18h por semana, eles se dedicam à prática de caratê, judô e jiu-jítsu, artes marciais que contribuem para a melhoria do desempenho no combate à violência. O trio é uma minoria no universo da corporação, que apresenta boa parte da tropa com graves problemas físicos e psicológicos.

“O esporte ajuda na saúde física e mental. O policial passa a ter mais autocontrole e pode evitar o uso da arma em algumas situações”, afirma o sargento Luiz Lima, 34 anos. A necessidade de o PM investir em seu bem-estar se comprova com o estudo divulgado ano passado pela Fundação Oswaldo Cruz. A pesquisa com 1.300 policiais, que resultou no livro ‘Missão Prevenir e Proteger’, alerta para os males sobre a vida e o trabalho da tropa.

O levantamento mostra, por exemplo, que mais da metade dos PMs entrevistados está acima do peso. A informação torna-se ainda mais preocupante considerando que boa parte das ações dos policiais cariocas se dá em morros íngremes, em combate com criminosos armados. “Lamento por nem todos terem acesso ao treinamento diário.

Todo policial deveria ter o mínimo de prática esportiva para ter controle e ser mais tranquilo nas ruas. Às vezes, muitos atiram porque não sabem usar a força ”, defende o sargento Roberto Silva, tricampeão brasileiro de judô e jiu-jítsu nos Jogos Brasileiros de Policiais e Bombeiros. No evento, que terá sua quarta edição no mês que vem, também participará o cabo do Bope Luciano Rodrigues.

Em outro trecho do livro, os policiais revelaram que o desgaste no trabalho também gera problemas psicológicos. Mais da metade dos PMs admite que dorme mal e sente-se nervoso, tenso ou agitado. “Podemos identificar como facilitadores do sofrimento mental a falta de treinamento, jornada excessiva, pouco descanso e precárias condições materiais e técnicas”, afirma, no livro, a pesquisadora Maria Cecília de Souza Minayo.

Anônimo disse...

o que a ganância não faz!

CPI da PMERJ disse...

Os deputados estaduais não conseguem aprovar sequer uma lei que venha a beneficiar a PMERJ.
Venceu a nulidade,só nos resta cadafalso,a forca ou o fuzilamento assim do jeito que está ninguém suporta.
Temos motivos para comemorar 200 da corporação?

Anônimo disse...

TINHAM QUE ACABAR COM AS INUMERAS DISCRIMINAÇÕES QUE FAZEM CONTRA QUEM VAI PARAR NA CORREGEDORIA. SOMOS ACUSADOS, JULGADOS E CONDENADOS, MESMO SENDO INOCENTE.
NINGUÉM NOS OUVE, SÓ QUEREM EXPULSAR.
SÓ OS NOMES DOS PRAÇAS É ESTAMPADO NA MÍDIA, QUERO O NOME DO OFICIAL...ALGUÉM SABE O NOME DO OFICIAL????

simplesmente disse...

Devemos reconhecer os serviços prestados pelos bons policiais, e extirpar os maus policiais é a presença da lógica e do bom senso.
E tudo vai cair na conta do praça sem vaselina.

Daniel disse...

É a banda podre da PM... eu quero ver agora o futuro dessa pobre corporação...não temos o que comemorar!!!!

Anônimo disse...

Isso é uma vergonha para corporação que vai comemorar seus 200 anos!

CPI da PMERJ disse...

Na Bahia ( Salvador ) dia 05/03/09 ---->Três coronéis da PM são presos em operação contra corrupção em Salvador

Doze pessoas foram presas numa operação deflagrada na manhã desta quinta-feira, 5, por agentes da polícia de inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) com apoio da Companhia de Operações Especiais (COE), acusadas de corrupção passiva. Entre eles, estão três coronéis da Polícia Militar da Bahia: o ex-comandante da PM no Estado, Antônio Jorge Ribeiro Santana, o ex-comandante do Corpo de Bombeiros, Sérgio Barbosa, e o coronel Silva Ramos, do departamento de apoio logístico da PM (DAL). Foi detido ainda o tenente Antônio Durval de Sena Júnior, do departamento de compras dos Bombeiros. Eles estão presos na sede da SSP, no Centro Administrativo da Bahia.

Todos são acusados de envolvimento num esquema de recebimento de propina por ter firmado contrato superfaturado para locação das 200 viaturas recentemente incorporadas à PM da Bahia. Os veículos estão sendo usados em companhias especiais como a Rondas Especiais (Rondesp) e também companhias de bairro com a adesivagem azul. Desde que foram substituídos em suas funções no ano passado, Santana e Barbosa estão na reserva remunerada da corporação.

A TARDE On Line


http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=1090463

Anônimo disse...

O secretário de segurança quer mais isonomia na condução de processos contra praças e oficiais militares, sejam da PM ou dos bombeiros. Nos últimos cinco anos, o Tribunal de Justiça não expulsou nenhum oficial da PM ou dos bombeiros. Apenas dois foram aposentados com proventos proporcionais. É uma estatística desproporcional ao número de praças e policiais civis punidos, no mesmo período. Dados da Corregedoria Geral Unificada - que não incluem os processos do órgão de correição da Polícia Civil - mostram que 140 policiais civis foram expulsos, entre eles delegados.

Presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o desembargador Alberto Motta Moraes - que também é membro da Seção Criminal do Tribunal de Justiça responsável pelo julgamento de oficiais da PM e do Corpo de Bombeiros - explica que o tratamento diferenciado para oficiais é previsto pela Constituição. Ao comentar a estatística do TJ, Motta Moraes alega que os casos mais graves não chegam ao tribunal, e que poucos processos contra oficiais têm sido encaminhados pela Secretaria de Segurança para julgamento.

Em cinco anos, dez casos foram julgados, sendo que apenas dois resultaram em punição: os oficiais estão aposentados.

Anônimo disse...

Pois agora há uma chance do tribunal se redimir, o caso do chefe do em, que está na mídia, talvez chegue ao tribunal, pois já está mais do que claro o cometimento de crime é necessário que o mp apure não só o crime, mas também quem foi omisso, algumas dicas, secretário de segura~ça, o cmt geral e o dgf, todos foram omissos e não adianta dizer que não conheciam a lei, ois é crime do mesmo jeito.

Anônimo disse...

o david é rei..
vide bigode

Anônimo disse...

AMIGO COTURNO CARIOCA, ESTAMOS TODOS INDIGNADOS COM O DESCASO DO GOVERNO PARA COM A CORPORAÇÃO E MAIS INDIGNADOS AINDA COM A PERMANÊNCIA DO CEL DAVI CHEFE DO ESTADO MAIOR DA PM QUE CONTINUA NO CARGO E NÃO FOI PUNIDO EXEMPLARMENTE. ALÉM DELE DOIS TENENTES-CORONÉIS USUFRUEM DA MESMA CONDIÇÃO.
ONTEM E HOJE O NOME DE UM CABO DA PM FOI JOGADO NA LAMA PELA MÍDIA E O NOME DO TENENTE-CORONEL QUE TAMBÉM ESTÁ PRESO (?) NÃO FOI DIVULGADO.
CHEGA DE ENGANAÇÃO!
CHEGA DE CORPORATIVISMO!

ESTAMOS ORGANIZANDO UMA GRANDE MANIFESTAÇÃO E VAMOS PRECISAR DO APOIO DE TODOS VOCÊS BLOGUEIROS NA DIVULGAÇÃO!